"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Relato verídico - Aula de pil


autor: D_lisboa
publicado em: 16/12/15
categoria: hetero
leituras: 4662
ver notas


Relato verídico -Aula de pilates

Assim que cheguei ao estúdio de pilates, quando olhei para os quatro cantos da sala e não vi ninguém, fiquei surpresa. O silêncio mórbido que preenchia o espaço não era o que eu esperava em meu primeiro dia de aula, nem o que minhas amigas haviam me vendido, quando me convenceram a alternar as aulas na academia que já prático a anos com o piltates.

Pensei em ir embora,meus pés estavam molhados, devido a forte chuva que havia enfrentado para chegar. Quando ao fundo em uma saleta abriu-se uma porta. De dentro dela vi sair um Deus grego. Imaginei ser o professor. Ele olhou no relógio,sorriu e veio em minha direção.

Tratei logo de me apresentar, antes mesmo dele dizer qualquer coisa.

- Oi, sou a Gabriela. Minhas amigas treinam aqui. Vim fazer uma aula para ver se gosto.

Ele estende a mão para me cumprimentar, eu retribuo o gesto.
Quando sinto minhas mãos macias e delicadas serem envolvidas por aquelas mãos grandes e calegadas me arrepio. Não deixo transparecer.

Suavemente ele puxa o meu corpo em direção ao dele, coloca sua outra mão em minha cintura e beija o meu rosto.

- Oi Gabriela. Seja bem vinda! Será um prazer ser o seu instrutor. Ele fala com uma voz grave de arrepiar. E continua: Pelo jeito seremos só nós dois hoje. A aula já deveria ter começado á vinte minutos, mas não tem ninguém até agora.

Ele vai em direção a porta e a tranca.

Assim que ele termina de falar arregalo os olhos.- Ficar sozinha com ele aqui. Penso. - Então é melhor deixar para eu começar na semana que vem. Meus pés estão molhados e minha camisa também. Respondo com uma voz trêmula.

Qual o problema? A maioria das garotas treinam só de top aqui. É só tirar a blusa e o tênis. Para começar vamos fazer exercícios no solo.

- Não estou de top, vim de sutiã.

-Nada que eu já não tenha visto. Agora se disser que está com preguiça vou entender, nesse friozinho é normal. Ele fala em um tom desafiador.

E consegue tirar um sorriso do meu rosto. - Vamos treinar então ! Digo entusiasmada. Piso no calcanhar e tiro os tênis, em seguida a blusa. Ele faz uma cara de surpresa.

- E aí, o que vamos fazer ? Eu pergunto

- Vamos começar com um alongamento. Ele diz. Com o olhar fixo em meu decote.

Começamos com exercícios de aquecimento rotineiros,percebo que ele não tira os olhos do meu corpo. Sei que sou gostosa, me faço de sonsa

Ele deita de costas no tatame e pede para que eu faça o mesmo,eu faço. Ele fecha as pernas,deixa os pés juntos,leva as mãos ao quadril e começa bem devagar a erguer as pernas, seus pés tocam o chão atrás de sua cabeça. -Faça igual. Ele ordena

A princípio acho que não vou conseguir e dou risada. Ele levanta rapidamente. - Vamos, eu te ajudo. Eu me posiciono. Quando começo a erguer as pernas ele se ajoelha, coloca suas mãos enormes em minhas coxas,eu estou com as pernas para o ar,ele as empurra na direção da minha barriga,sou bem flexível e desço com facilidade. Ele força mais um pouco. Sinto seu pau tocar suavemente a minha bunda. Fiquei excitada na hora.

Meu coração acelerou. A única coisa na qual eu conseguia pensar era no professor que eu acabará de conhecer enviando em mim com força. Toda minha timidez desapareceu. Fingi que estava sentindo dor e abrir as pernas o envolvendo pela cintura. Ele olhou em meus olhos e colocou as mãos em minha barriga. Percebi que ele já estava de pau duro, levantei e levei uma de minhas mãos até o seu pescoço, trazendo ele para perto de mim. Fui logo arrancando sua camiseta. Quando coloquei minhas mãos em sua barriga e senti aqueles gomos definidos, já estava no ponto. Ele começou a beijar o meu pescoço,a forma com que sua língua tocava mimha pele me fazia arrepiar-se inteira.
Soltei o sutiã e ele desceu,passou a acariciar o meu seio esquerdo e chupar o direto. Pedi para que ele beliscase o biquinho, ele mordeu. Achei uma delícia, pedi para ele fazer de novo e ele fez. Em seguida colocou suas duas mãos em meus seios e foi descendo, beijando minha barriga. Quando chegou na testa da danada apertou minha bunda com força, comecei a tirar o meu shortinho, ele me ajudou. Por sorte estava com uma calcinha linda,um fio dental, quando ele viu deu um sorriso, em sinal de aprovação. Ele jogou o meu shorts para o lado, mas, não quis tirar a calcinha, afastou ela para o lado e deu uma chupada no meu clitóris. Na hora eu virei os olhos. Acho que ele pensou eu parar,mas eu não deixei, segurei sua cabeça e pedi - Continua. Ele acatou e continuou a chupar. Quanto mais ele chupava mais eu gemia,eu estava com tanto tesão que comecei a apertar um de meus mamilos, quando ele viu, fez uma pequena pausa e lambeu dois de seus dedos, continuou a chupar o meu clitóris e iniciou uma penetração. O cara sabia o que estava fazendo, ele encontrou com uma cadência perfeita, ele enfiava os seus dedos longos até o talo, gemer já não era suficiente. Eu estava tendo um orgasmo atrás do outro, eu gritava, de tanto tesão.

Quando ele viu que eu não aguentava mais parou. Fiquei estirada ao chão. Á olhar para ele com aquela vara dura apontando em minha direção.

Ao julgar pela cara dele não estava muito contente. Devia estar imaginando que eu não ia dar pra ele, e estava certo, mais foi tão bom que eu disse: - Se você estiver com uma camisinha fácil e gozar rápido eu fico de quatro para você me comer. O sorriso dele foi de um canto ao outro. Ele pegou sua carteira que estava dentro do short e tirou uma camisinha de dentro e encapou o meninão. Eu fui logo me ajeitando de quatro. Ainda não estava preparado quando ele deu a primeira bombada, nunca tinha sido penetrada por um pau tão grande, quando estava assimilando a primeira estoucada ele deu outra e outra e assim sucessivamente, só o que mudava era a intensidade, que era cada vez maior, antes que ele acabasse eu deixei o meu gozo no pau dele.

Foi quando ouvi alguém bater na porta.

Ele ainda estava gemendo de prazer.

- Quem pode ser ? Pergunto

Deve ser o professor. Ele responde ainda virando os olhos.

Como assim! E você quem é?

Sou apenas um amigo. Ele me ligou,disse que ia se atrasar, vim aqui abrir o estudio para ele.










ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.