"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A VIZINHA P/2


autor: Candango
publicado em: 12/01/16
categoria: hetero
leituras: 2061
ver notas


olá como prometi, aqui vai a segunda parte da história da minha vizinha,depois de tantas fodas em todas as posições resolvi escolher uma em que se distaca Karen ágora mais que íntimos depois das datas festivas Natal ano novo cá estamos nós na rotina do dia a dia,. Ela viajou pra Curitiba e voltando só depois da virada do ano na chegada já foi logo me procurando olá meu macho já estou em casa louco pra te ver!! Kkk eu ainda estava no trabalho más disse que logo estaria em casa ela foi logo dizendo te espero em meu apartamento como sempre confirmei já fui logo pensando hoje como aquele cuzinho ,;;final do dia cheguei tomei um belo banho e toquei a campanhia de Karen ela abriu a porta só de roupão azul com laços na frente cabelos solto linda, àquela loira gostosa perfumada com um creme cheiroso caiu em meus braços me beijando loucamente eu mordendo de leve seu queijo suas orelhas virei a cochei aquela Bundinha redondinha meu cassete já estava em ponto de bala más disse calma devagar ,, ela sorriu e disse safado kkkk correu foi buscar meu presentinho trouxe um vinho do sul suave por sinal muito Gostoso eu disse como foi seu Natal sua virada de ano?? Péssimo sem graça queria essa sua pica enterrada na minha buceta más eu disse e seu noivo??há ele não sabe nem beijar frio papai mamãe não tem atitude não tem pegadas em outras palavras frouxo!: ela falando assim já foi em minha direção me abraçou enfiei a mão por dentro do roupão e beijamos como louco eu alisando seus seios e Ela pegou meu cassete alisando por sima da permuda virei novamente de costas e cochei a Bundinha ela sentindo meu mastro duríssimo tava um pouco frio mas logo nossos corpos estavam em chama coloquei ela sentada na cadeira do balcão e fui desvencilhando aquele roupão revelando aquela pele com marcas de bronze chupei os peittos com muito jeito o bicos estavam duros:: beijando sua boca loucamente ela dava gemidos dizendo meu corôa quero que acabe comigo tirei totalmente o roupão deixando eu ver aquela minúscula Calcinha branca com rendas aquele capuzinho encharcado inchado tirei minha camisa ela dava mordidinhas em meus mamilos tirei Logo minha bermuda ficando só de cuecas deixando ela passar a mão no meu tarugo que a essa altura estava perto da cintura grosso e cheio de veias louco pra devorar aquela xotinha sentei ela em um buff na sala e baixei a cueca quando saltou meu pauzão pra fora ela segurou dizendo Gostoso meu pauzudo começando a dar lanbidas no meu cassete lambia das bolas do saco prá cabeça do pau que latejava forte ela ficou com meu saco na boca e a pica por sima da testa aquele rostinho lindo aquela visão de um pau grande pra uma mulher eu sendo chupado ela começou punhetando meu pau e chupava o que cabia na boca tentado engulir fundo aquela boca quente babando engasgava quando encostava em sua garganta peguei ela levei pró quarto em sua cama tirei aquela Calcinha revelando aquela bucetinha com marca de biquíni raspadinha toda encharcada de mel deitei a de costa com as pernas abertas bejei sua boca deslizando pelo seios chupando sua barriga seu umbigo com pilsen chegando em sua buceta enfiei minha língua em seu grelinho dava lanbidas na racha lanbi aquele cuzinho Lizo implorando pra enterrar minha bengala chupei seu grelo por ums cinco minutos sentindo Gozar em minha boca abri as pernas dela vendo aquela bucetinha pulsante pedindo rola ela já estava sem ar tinha Gozado umas 3 vezes coloquei a camisinha que estava na cabeceira da cama coloquei as pernas dela bem abertas ela pedindo me fode acaba comigo meu homem meu macho fui pincelando o pau pra cima pra baixo no grelinho ela pediu interra tudo comecei forçar a rola pra dentro dava uma impressão que não cabia naquela chana pequena ela deu uma levantada na Bundinha e a vara deslizou buceta adentro centímetros por centímetros toda apertadinha fiquei parado sentindo a contração da bucetinha dela em meu Gigante dando aquelas mordidas com a xota comecei o vai e vem dando estocadas e parava pra ela sentir a rola tirei a rola pra fora toda meladinha e chupei aquele buracão que meu pau fez depois enfiei de novo dessa vez bonbei forte ela gritava acaba comigo mete mete VC tá me rasgando filho da puta acaba comigo me fode eu disse toma rola putinha Goza no meu pau ela tremeu o corpo e Gozouuu na picona eu olhava meu pau todo branco com seu mel coloquei ela de 4 ela enpinou aquela Bundinha dei umas chicotadas de rola na Bundinha dela encaxei de novo o pauzão e enterrei todo na bucetinha dela soquei com força sentindo minha pica no útero dela bonbei eu puxava meu pauzão vendo ele puxar o courinho da bucetinha dela pra traz como se fosse vira,lá do avesso dei ums tapas na bunda dela ela Gozou de novo acelerei minha socadas por mais 3 minutos já ambos suados anunciei vou Gozzzzzar minha putinha Gostossssa desvencilhando da camisinha e fui em seus peitos ela abriu a boca minhas pernas tremeu o pau ficou grosso o jatos veio intensos 1234 jatos de porrra quente na boquinha e nos peitos escorrendo em seu queijo eu batendo a rola em seu rostinho ficamos deitados recuperando o fôlego eu disse hoje vou te enrrabar ela não sei tomei um banho junto com ela e ela claro com as pernas mole a bucetinha ardida tomamos uma ducha e caímos na cama conversamos por mais 20 minutos logo o pauzão tava em ponto de guerra chupamos beijamos e agora minha intenção era aquele rabinho e claro depois de muitos amassos coloquei ela de 4 e chupei ela por traz lambendo o reguinho o cuzinho ela me disse seja carinhoso já dei meu cuzinho na escola quando era novinha más agora com esse cassete não sei se aguento dei umas cuspidas no pau lubrifiquei bem o anel dela e coloquei a cabeça devagar e fui empurrando ela segurando minhas virilhas senti um plofts era a cabeça abrindo o caminho dei outras cuspidas e fui mandando ela gritava e contorcia dissenso vai devagar ta doendo muito más eu quero e fui empurrando até a metade aquele cuzinho apertado estava esfolando meu cassete comecei um vai e vem aquela Bundinha deliciosa já era minha não tinha como voltar atrás forcei um pouco mais comecei o vai e vem eu olhando meu cassete grosso cheio de veias entrando naquela Bundinha frágil ela gritava unhava o travesseiro e o lençol ela anunciou de novo estava Gozando enfiei dois dedos na xota com o pau enterrado no Cuzinho dela comei a socar com força meu pau já estava latejante eu disse vou encher esse cu com minha porra Karen ela disse entope meu cu soquei mais 2 minutos meu pau engrossou tremeu e os jatos veio inundando aquele cuzinho bem fundo senti meus jatos fundo naquele cuzinho apertado fiquei com ele dentro até a última gota depois que o pau deu aquela caída básica tirei a vara ela ficou deitada com a Bundinha aberta sem reação pude ver minha porra escorrendo do cu dela tomei outra ducha conversamos por mais meia hora e dicidi ir pró meu apartamento já era tarde trocamos um longo bjo e fui embora ,,!! Bejos leitores queridos amigos esperero que goste e curti bastante bejos até a próxima




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.