"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Aluna de SDM IV


autor: adriano.master
publicado em: 27/01/16
categoria: hetero
leituras: 2663
ver notas


Meu nome é Catarina. Sou morena, 1,65m, olhos e cabelos escuros, magra, peito médio e bunda media bem redondinha. Tenho rosto angelical e sorriso sacana, jeito de moça comportada, mas, como vamos descobrir, dentro de quatro paredes, a historia é outra. Participei de um outro conto com D. Ana, o aniversário da Mariana, eu era uma das que assistiu aquele show memorável. D. Ana levou três de suas alunas e uma me chamou especial atenção e com ela aconteceu uma das melhores fodas da minha vida. Seu nome é Roberta, ela é ruiva, com algumas sardas leves, bem branquinha, com 1,70, olhos azuis, seios médios duros e lindos, parecem duas peras. As mulheres devem enlouquecem quando mamam aqueles peitos. Ela tem uma bunda empinada de academia, assim como as coxas torneadas. Estudava medicina em uma das unidades da Universidade de D. Ana.

Há alguns dias estava na casa de D. Ana e pedi que ela convidasse Roberta para se juntar a nós. Quando ela chegou D. Ana me apresentou como uma de suas amigas. Conversamos amenidades durante algum tempo e depois D. Ana informou para Roberta que eu estava de férias na cidade e precisava de companhia. Ela disse que ela deveria me acompanhar durante toda minha estadia em sua cidade e como eu estava hospedada na casa de D. Ana ela deveria permanecer durante este período lá. Como sempre ela obedeceu. Dito isto, eu a segurei pela mão e a levei ao meu quarto. Chegando lá ofereci uma taça de vinho, ficamos conversando, perguntei sobre seus estudos e do que ela gostava. Depois peguei em uma gaveta uma linda caixa e a entreguei. Ela abriu a caixa, dentro havia um lindo colar de ouro, com detalhes em prata. Ela Adorou e sorriu agradecendo. Sentamos juntas na cama. Me aproximei dela e comecei a acariciar seu rosto. Comecei a beija-la, levemente, sentido o sabor de sua língua e lábios com carinho e desejo... acariciei seus lábios com minha língua e depois mordi levemente. Comecei devagar, para conquistar e apreciar. Ficamos nós beijando durante alguns minutos, depois parei e acariciei levemente seu rosto. A olhei nos olhos e ela baixou a cabeça, desviando o olhar. Gosto assim, de mulheres que eu possa dominar com um simples olhar. Tirei minha mão do seu ombro e desci para seus lindos seios. Comecei a acaricia-los, por cima da blusa, sem presa, queria matar meu desejo. Coloquei a mão por dentro de sua camisa e voltei a beija-la. Ela não resistia e começou a gemer gostoso. Aquilo me acendeu demais. Seus mamilos ficaram durinhos ao meu toque, enchi minha mão naqueles peitos deliciosos. Tirei sua camisa e eles se apresentaram em todo seu esplendor. Grandes, duros, com os biquinhos enrijecidos (deuses, que seios lindos). Ela me olhava em silêncio e eu retribuía o seu olhar. Ela ficou de joelhos na cama e me ofereceu seus seios. Dei um pequeno beijos... e busquei sua boca. Nós beijamos, enquanto ela retirava minha blusa. Ela apertou meus seus... depois começou a roçar seus seios nos meus. Brincamos um poucos assim e logo voltamos a nós beijar. Procurei sua bunda com uma das minhas mãos e apertei. Tirei sua saia, deixando-a apenas com uma calcinha vermelha de renda. Também fiquei apenas de calcinha, levei sua mão ao meu seio, enquanto apertava sua bunda com força. Delicia... Me chama de gostosa, eu falei.

- Gostosa.

- De novo.

- Gostosa!!!

Estávamos coladas uma na outra, nós beijando, nossas mãos percorrendo cada palmo de nossos corpos. Inclinei a cabeça e comecei a beijar aqueles seios maravilhosos. Coloquei a língua pra fora e comecei a brincar com a ponta da língua no seu mamilo rijo. Minha língua subia e descia, estava em êxtase. Minha língua ia do seu mamilo rijo até o pescoço. Beijei sua boca e apertei seu seio. Enquanto nos beijamos, comecei a retirar sua calcinha. Ela se abriu toda pra mim, expondo uma bucetinha quase lisa, com pequenos pelos ruivos. Adorei... Voltei a sugar seus peitos e desci pela barriga lisinha. Beijando e percorrendo minha língua por aquela pele de seda. Finalmente cheguei, naquele pequeno volume criado pelos deuses. Comecei beijando aquela buceta deliciosa. Chupava devagar, calmamente... sem nenhuma pressa. Ela gemia baixinho a cada lambida... ahh... ahh... ahh... nada como dar prazer a uma mulher gostosa. Ela se abria todinha pra mim, começou a fazer movimentos de encontro a minha língua. Segurei uma de suas coxas e lambi... chupei... beijei... Seu grelinho ficou úmido e exalava um perfume delicioso, sabor de tesão!!!

-Você esta gostando? Perguntei.

-Sim... sim... muito...

-Você quer gozar?

-Siimm... ela disse.

-Primeiro você vai ter que pagar o preço.

- Eu faço o que você quiser. Só me faz gozar, por favor.

- Fique de quatro e arrebita essa bunda gostosa. Ela obedeceu.

Fui ao guarda-roupa e peguei um dos meus diversos cintos. Um de couro. Ah, como adoro o som do couro estalando em uma bunda gostosa. Quando retornei a cama, vi uma das mais belas cenas que já tinha visto. Aquela linda mulher, de quatro, obediente e ansiosa, totalmente a minha disposição. Enrolei o cinto e me preparei.

- Zaaapptt...

- Aaaaaa (ela gemeu gostoso).

Aquele gemido fez todo o meu corpo responder. Estava excitadíssima.

- Zzzaapttt...

- Aaaaaa...

- Zaaapppttt...

- Aaaaaa.... (ela gemeu baixinho)

- Zaaapppttt (Usei mais força desta vez)

- AAAAAA....

Meu corpo vibrava, não aguentei e cai de boca naquela xaninha deliciosa. Enfiei a cara com vontade... minha língua penetrando sua buceta cheirosa. Chupei... mamei... mordi... suguei... minha língua não parava, minha boca estava melada com o suco vaginal dela. Ela gemia e gemia... ahhh.... ahhh... não para... chupa gostosa... tesuda... chupa minha buceta... mais... não para... Tirei a cara da sua buceta e vi sua bucetinha encharcada e vermelha. Dei uns tapas naquela bunda ... paftt... paftt... paftt.... paftt... Ela sorriu e gemeu...

- Me bate sua gostosa. Eu sou tua... me fode gostoso!!!

- Cala a boca puta... cala boca e goza!!!

Segurei suas coxas com os braços e enfiei a língua profundamente na xaninha... tirava e colocava mais fundo... sua bucetinha parecia uma flor desabrochando, aquela néctar, sabor de sexo gostoso... estávamos descontroladas, mas nem eu nem ela, gozavamos...

- Vira puta... ordenei.

Ela se virou e deitou de costas na cama. Me aproximei e ofereci meus seios para que ela mamasse. Delicia... aquela boquinha linda me chupando gostoso... Enfiei um dedo na sua bucetinha melada demais. Parecia como enfiar um dedo em um pote de doce de leite... Chupei meus dedos e voltei a enfiar... agora dois... ela gemeu... aaaaa....

- Chupa gostosa...chupa....

Ela chupava com desejo... parecia não querer lagar... eu também gemi gostoso.... Ela segurou meu pescoço e puxou em direção a sua boca. Estávamos com fome de língua... quem tem muito tesão sabe como é.... Nós beijamos de boca aberta... nossas línguas não paravam... boca... língua... boca... boca... e os dedos dentro dela. Saindo... entrando... saindo.... Ela enfiou a mão dentro da minha calcinha e me penetrou com os dedos... Ela enfiava e mim e eu nela... paramos de nos beijar e nos olhamos... ela sorriu e eu correspondi. Estávamos vermelhas de tesão... suadas... excitadas... com o tesão. Ela segurou meu rosto e voltamos a nós beijar com força... e aproveitei para a penetrar mais fundo... ela correspondeu e empurrou sua buceta com meus dedos.... ficamos assim durante algum tempo, mas logo a vontade de chupa-la voltou, precisava do gosto daquela xaninha na boca. Retirei o dedos da sua buceta e enfiei a boca com vontade... com tesão... prendi suas coxas... ela não tinha como escapar... seu corpo começo a estremecer... ela gemia e eu chupava... seu corpo suado... queimando de tesão se descontrolou... segurou minha cabeça com força e empurrou de encontro a sua buceta... logo minha boca estava cheia do seu suco e ela gozou gostoso...











ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.