"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Minha "amiga" sedenta teve um


autor: negroquente
publicado em: 02/02/16
categoria: hetero
leituras: 3396
ver notas


Sou João, tenho 25 anos,solteiro, nunca tive pressa pra namorar,até porque considero isso uma coisa muito séria e antes de se jogar de cabeça em uma pessoa,sempre tenha certeza de que será essa por muitos e muitos anos(penso assim),mas voltando ao foco,tenho uma amiga de 23 anos, morena,seios fartos,bunda redondinha,cabelos lisos e longos e um cheiro delicioso... Certo dia,estávamos tomando um belo café num bar perto de minha casa.Conversa vai conversa vem,e como temos uma bela intimidade(sim,transamos),ela me contou sobre o sonho que teve com um estranho na noite passada,detalhou e me deixou explodindo de tesão ali mesmo, enquanto ela contava,comia ela com os olhos...



Nossas bocas se aproximaram, começamos a nos beijar,longos,lentos e gostosos beijos,nunca ninguém tinha me beijado daquela forma.Ele beijava com vontade, com desejo, com segundas,terceiras, milionésimos intensões e eu estava adorando aquilo. Ao memso tempo que beijava,percorria meu corpo com suas mãos fortes,dava leves puxadas no meu cabelo,me alisava toda,pegava nas dobras da minha bunda com jeito,com vontade (isso me excitava muito),era rígido e carinhoso ao mesmo tempo,na medida certa.

Depois de muitos beijos (e estou sendo modesta,foram muitos mesmo), ele começou a descer no pescoço,começou a dar leves beijos,cortornando-o com seus lábios carnudos e vermelhos,seus beijos evoluíram para lambidas,chupadas,sugadas de leve,era impressionante o nível de concentração que ele tinha em abusar do meu pescoço e alisar meu corpo, apertar,acariciar meus seios,principalmente meus seios, ao mesmo tempo.Neste momento eu já estava enxarcada.De repente,sua boca e seu nariz se aproximam do meu ouvido,sua respiração ofegante fazia meu ouvido tremer,e meu corpo também.


—Seu cheiro é delicioso,daqui eu não saio nunca mais.Quero te ver gozar,gostosa.


Tais palavras entraram pelo meu ouvido e saíram pela minha boca em forma de gemidos,eu estava muito excitada.Era a melhor coisa que já tinha me acontecido.


Logo depois,ele me deitou na cama,e ficou alguns segundos,me admirando ali,nua,totalmente entregue a ele,comecei a me masturbar na frente dele,só pra ele,a DJ com a menor platéia do mundo,isso o excitava muito.


Seu olhar era fixo nos meus olhos,ele me penetrava com o olhar,me comia com os olhos(por enquanto),aquele olhar devorador,de como se fosse a última transa de sua vida,se direcionava também ao meu corpo todinho,e isso me fazia sentir mais desejada ainda por ele.Ainda de pé,ele vai até uma escrivaninha que tinha em seu quarto e pega uma venda,isso mesmo uma venda.


—Deixe-me colocar isto.


Amarrou a venda firme atrás de minha cabeça.Agora,eu não via nada,a coisa mais bela que via era o escuro,que pouco me interessava,por isso,automaticamente, meus outros sentidos ficaram muito mais aflorados.


Agora numa escuridão e num silêncio inquietante e imprevisível, sinto seu calor chegar mais perto,sua respiração, suas mãos, sua boca.


Começou a beijar minha clavícula, isso mesmo,um dos meus pontos fracos,mordia com sutileza,subia para o pescoço e voltava novamente, beijou meu ombro,começou a descer para os meus seios,iniciou uma série de beijos,chupadas,mordiscadas,alguns puxõeszinhos de leve,isso me deixava com as pernas bambas,principalmente as chupadas e lambidas…


Foi descendo sua boca inquietante para a barriga bem devagar,beijando-a,com suas mãos em meus peitos, essa combinação beijar um pouco abaixo do meu umbigo com as mãos nos meus peitos,estranhamente me deixou louca de tesão. A tão esperada hora estava chegando, ele foi descendo ainda mais,suas mãos iam acompanhando o ritmo de descida,quando ele tava a pouquíssimos centímetros da minha buceta,parou,isso mesmo,tirou sua boca dali,ao invés disso,começou a beijar minha boca e me mandou virar de bruços, aquilo me deixou curiosa e mais excitada ainda.


Flexionei minhas pernas,ele começou a beijar meus pés,chupar meus dedos,bem devagar.Colocou sua boca,em minha panturrilha e foi subindo,abriu minhas pernas e colocou um dos seus dedos dentro de minha buceta.Com sua língua mais que molhada,deu-me uma lambida do meu cuzinho até o pescoço, aquilo me fez arrepiar muito e gemer pela segunda vez.Nessa hora eu me virei,abri minhas pernas e implorei por uma bela chupada,ele obedeceu,mas antes,deu belos beijos na parte interior  de minhas coxas,até chegar ao paraíso.Começou a lamber os lábios e depois chupou gostoso.Sentir sua respiração na minha buceta foi uma das melhores coisas que ele me proporcionou, isso é muito bom.


2,o número de dedos,que ele enfiou dentro de mim,estava louca de tesão,era um duplo estímulo, com os dedos,no ponto G e a língua no clitóris, alternando ritmo, direções e velocidade, isso foi muito gostoso,não deu em outra né?! Gozei muito,gozei gostoso na boca dele,e ele não parou,nesse momento ele começou a enfiar o dedo no meu cuzinho que a essa altura do campeonato estava piscando já.Dois dedos na buceta, um no cuzinho, e uma deliciosa boca no meu clitóris, foi essa a cena dos meus melhores orgasmos da minha vida, e ele, diferente de muitos,ficou mais de uma hora assim.


Depois de muitas gozadas,ele me penetrou devagar,enquanto chupava meus peitos e massageava meu clitóris…


—De quatro!


Obedeci, empinei bem a bundinha a espera de uma pau cheio de veias,e não demorou muito,logo o safado meteu tudo dentro de mim,seguido de um belo tapa na minha bunda,um vai e vem frenético que me fez gozar outra vez…


—Quero levar no cuzinho!


Aquilo saiu de minha boca involuntariamente,mas o tesão era tanto,que resolvi obedecer meus instintos momentâneos.

Ele adorou a ideia,voltou a me deitar de bruços, começou a beijar minhas nadegas,embora minha bunda fosse pequena, ele disse que adorava e deixava ele muito louco.Começou a lamber em volta do meu cuzinho,fazendo círculos.

Até que chegou nele,beijou,lambeu,chupou,dançou com a língua nele,eu gemia de prazer, uivava.

Fiquei de quatro,me abri toda pra ele chupar ainda mais meu cuzinho, ele obedecia direitinho…Seus dedos foram entrando com dificuldade, mas o prazer falava mais alto,e isso me fazia ainda mais querer aquele cacete duro no meu cú.

Ele,com todo carinho e delicadeza, colocou a cabeça,e tirou,me provocando, eu por sinal adorova isso.Mandei que enfiasse tudo,todo.

Doeu,mas o prazer foi muito maior,parecia que ele estava me rasgando no meio, eu adorava essa sensação,ele metia com força, sem dó, numa velocidade incrível, e ainda por cima,me falava sacanagens no ouvido.Ele me ajudou a deitá-lo(estava vendada),de barriga para cima,estava louca pra sentar naquele cacete,coloquei todo ele no meu cuzinho,rebolava,pulava e ainda beijava ele…


—Eu vou gozar!


Quando ele disse isso,comecei a rebolar mais rápido e me masturbar,até que senti jatos de porra dentro de mim,vi estrelas ao sentir todo aquele leite dentro do meu cuzinho. Ele gemeu alto,tirou minha venda,me beijou muito…


O cheiro de sexo exalava o quarto, o suor de sexo enxugava os lençóis, o gosto do sexo deliciava nossas bocas...



E como vocês acham que terminou esse café?! Hahahah....


Comentem!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.