"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A FOFINHA DA SALA DE BATE-PAPO


autor: morenocambh
publicado em: 13/02/16
categoria: casual
leituras: 1765
ver notas


BEM, EU ESTAVA NA SALA DE BATE-PAPO DO UOL, QUANDO ENTROU NA SALA UMA PESSOA COM O NICK DE EL@. SUA PRIMEIRA MENSAGEM FOI A PERGUNTA SE TINHA NA SALA ALGUM HOMEM COM ATE 28 ANOS A FIM DE TECLAR. LOGO QUE ME APRESENTEI, DIZENDO QUE PODERIA ATENDER SEUS ANSEIOS, COM RELAÇÃO A IDADE, INICIANDO ASSIM UM GOSTOSO BATE-PAPO.

FIQUEI SABENDO QUE ELA TINHA VINTE E TRÊS ANOS E QUE ERA NOIVA DE UM CARA QUE ESTA MORANDO NOS ESTADOS UNIDOS HÁ APROXIMADAMENTE UM ANO. CONVERSAMOS POR UNS CINQUENTA MINUTOS, QUANDO AFINAL TROCAMOS TELEFONE. ELA ME LIGOU PASSADO UNS DEZ MINUTOS E COMEÇAMOS UM RELACIONAMENTO POR TELEFONE, FICAMOS CONVERSANDO POR TELEFONE POR DUAS SEMANAS ATE QUE A CONVECI, A ME ENCONTRAR.

TÃO LOGO EU SAÍSSE DO SERVIÇO. POR VOLTA DAS 17:OO HORAS, APÓS SAIR DO SERVIÇO, FUI ME ENCONTRAR COM ELA. QUANDO DA PRIMEIRA VISTA, VI UMA GORDINHA LINDA BELOS PAR DE SEIOS UMA BUNDINHA MARAVILHOSA ME ESPERANDO NO LUGAR COMBINADO, SAÍMOS DO LOCAL E FOMOS PARA UM LUGAR RESERVADO MOTEL CLARO POIS ELA ERA NOIVA E NAO PODIA SER VISTA COMIGO.

ELA MOSTRANDO DESENVOLTURA COMEÇOU A ME BEIJAR, ENQUANTO SUA MÃO ABRIA O ZÍPER DE MINHA CALÇA. QUANDO MINHA PICA ESTAVA LIBERTA DA CUECA, ELA ABAIXOU-SE E INICIOU UMA DELICIOSA MAMADA…COM CHUPADAS MARAVILHOSAS…..NÃO RESISTINDO FICAR QUIETO, COMECEI A ACARICIÁ-LA, RETIRANDO SUA BLUSA E CALCINHA, DEIXANDO-A APENAS DE SAIA….EM DETERMINADO MOMENTO DISSE QUE MEU SONHO ERA PENETRAR A BUNDINHA DELA,, , MAS EU COM O PAU TUDO NA DIREÇÃO DA MESMA ELA FEZ AQUELA CARINHA DE SAFADA, E EU APROVEITEI VIRANDO-A DE COSTA, ENQUANTO MORDIA SEU PESCOÇO E BEIJAVA SUAS ORELHAS, FAZENDO MASSAGENS EM SUA BUCETA E PEITOS.

FUI VIRANDO ELA EM CIMA DA CAMA , ENQUANTO CONTINUAVA COM AS CARÍCIAS NA BUCETA E CHUPAVA SEU PEITOES GOSTOSOS . CUSPI NA CABEÇA DA PICA E COLOQUEI ENTRE AS PERNAS DELA, QUE NÃO OFERECEU NENHUMA RESISTÊNCIA INICIAL. PORÉM, QUANDO A PICA ESTAVA ENCAIXADA EM SEU CUZINHO, ELA COMEÇOU A CHORAR E DIZER QUE NUNCA TINHA FEITO AQUILO, QUE TINHA MEDO DE DOER….APÓS MUITA CARÍCIA E CONVERSA, INICIAMOS NOVAMENTE.

SENDO QUE DESTA VEZ QUANDO ELA TENTOU SAIR EU A SEGUREI E FUI FIRME COM ELA, DIZENDO QUE CALASSE A BOCA, PORQUE NAQUELA HORA ELA ERA APENAS A MINHA PUTA, E QUE DEVERIA FAZER TUDO O QUE EU QUIZESSE…..ENTERREI DE UMA SÓ VEZ A PICA NA BUNDA DELA, QUE CHORAVA E PEDIA PARA TIRAR DIZENDO QUE ESTAVA DOENDO….PORÉM, APÓS ALGUMAS ESTOCADAS ELA COMEÇOU A MEXER A BUNDA ACOMPANHANDO A METIDA, ENQUANTO GEMIA ALTO. SEGUREI PARA NÃO GOZAR POR UMAS TRÊS VEZES, ATÉ O MOMENTO EM QUE DISSE QUE NÃO AGUENTAVA MAIS E IRIA GOZAR…ELA SAIU DE REPENTE DA FRENTE AJOELHOU-SE E ENGOLIU A MINHA PICA, FAZENDO COM QUE GOZASSE EM SUA BOCA, MAMOU COMO UMA BEZERRINHA, NÃO DEIXANDO NEM MESMO ESCORRER NADA DO ESPERMA QUE TINHA JORRADO.

APÓS ISTO ME LIMPEI E ENTREI NO BANHO …..SENDO ACOMPANHADO POR ELA, DEPOIS DO BANHO DEITAMOS NA CAMA NOVAMENTE ELA REINICIOU A CHUPADA, DEIXANDO MEU PAU EM PONTO DE BALA….DESTA VEZ ELA DISSE QUE QUEM MANDAVA AGORA ERA ELA….ELA SEGUROU PELOS MEUS CABELOS E PUXOU ATÉ SUA BUCETA, ONDE CHUPEI COMO SE FOSSE UM SORVETE DELICIOSO, ENQUANTO ELA GOZAVA E GRITAVA QUE ERA A MULHER MAIS FELIZ DO MUNDO….DEITEI ELA NA CAMA COLOQUEI-A DE QUATRO NOVAMENTE, PORÉM, DESTA VEZ O ALVO ERA SUA BUCETA, QUE ESTAVA TODA MOLHADA DO GOZO..ENTERREI DE UMA SÓ ESTOCADA, ARRANCANDO UM FORTE GEMIDO DA MESMA, QUE COMEÇOU A REBOLAR E A FALAR PALAVRÕES…PEDINDO PARA FODER A SUA CADELA DEPOIS PEDIU PRA SENTAR NO MEU PAU E REBOLOU FEITO LOUCA …..GOZEI COMO UM LOUCO NA SUA BOQUINHA DEPOIS DISSO SAIMOS OUTRAS VEZES ….




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.