"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Putaria na cachoeira


autor: rsafadobp
publicado em: 15/02/16
categoria: grupal
leituras: 14628
ver notas


Conheci Elisangela no badoo, em pouco tempo de conversa já estávamos falando sobre sacanagens variadas. Depois de 1 semana de bate papo, intensificamos nossa sacanagem, propus a ela de irmos em uma cachoeira na cidade de santa rita de jacutinga-mg, eu, ela, um amigo meu e uma amiga dela, ela gostou do convite e aceitou, dizendo que levaria a amiga. Marcamos num sábado ensolarado, morávamos no estado do RJ, porém em cidades diferentes. Elisangela viria de ônibus até minha cidade e então iríamos no meu carro pra cachoeira, porém a safada chegou sozinha sem a amiga, disse que a amiga teve problemas particulares e não pôde vir, e não conseguiu chamar outra a amiga à tempo. Disse à ela que não tinha problema, que então ela teria que dar pra mim e pro meu amigo, pois ele estava na expectativa de comer a amiga dela, foi então quando ela olhou pra ele e disse que tudo bem, ela daria pra nós dois. Entramos no carro e fomos ouvindo música e falando um monte de sacanagem durante o percurso(80km de distancia), dentre essas sacanagens, cogitei de ela ir chupando meu pau enquanto meu amigo chupava, enquanto eu dirigia,( tenho cada ideia doida, a estrada tem muitas curvas, imagina ela me chupando enquanto dirijo.. rss) parei o carro, abaixei o banca do carona, Elisangela começou chupar meu pau ficando de 4 e meu amigo começou a tirar sua roupa... em seguida enfiando a lingua na xota dela... a vagabunda estava adorando e a gente mais ainda... falei que ia ir dirigindo devagar senao iamos chegar tarde na cachoeira... andamos uns 20km fazendo essa sacanagem, gozei na boca dela e ela gozou na lingua do meu amigo. Paramos num bar na estrada e compramos cervejas e fomos bebendo ate chegar no nosso destino. Chegando na cachoeira, dei inicio aos trabalhos(levamos carnes pra fazer churrasco), brasa acesa e carne na grelha, fomos pra agua refrescar um pouco, afinal além do calor do sol, estavamos transbordando tesão. A cachoeira estava lotada, várias gostosas, com isso a piroca não parava de ficar dura e Elisangela percebeu e imediatamente me convidou pra irmos pro fim da cachoeira, onde não tinha ninguem. Chegando la ela caiu de boca no meu pau, ela adora um boquete, e faz boquete que é uma beleza. Encostei na pedra e ela chupava meu pau igual um sorvete, cheia de sede... Nisso ouvimos um barulho, em seguida chegou meu amigo, balançando o pau dizendo que tb queria, morremos de rir, pois tinhamos levado susto achando que era o dono do bar. Então falei, cachorra tira esse bikini e vamos começar a sacanagem, ela tirou na hora e disse:
-Quem vai me comer primeiro? ficando de quatro e rebolando a bunda.
-EU falei: nós dois vamos comer você ao mesmo tempo sua cadela, filha da puta, vadia.(ela adora ser chingada e apanhar)
Aproveitando que ela estava de quatro, fui logo dando uma chupada no cu dela, pra ele ja ver qual era a minha intenção rs... ela disse que queria pau no cu mas antes eu tinha que comer a buceta dela um pouquinho. Meu amigo botou ela pra mamar e eu botei na buceta dela, ensopadissima e apertadinha, apesar dela ter 38 anos e 2 filhos. Dei várias socadas na xota dela por uns 5 minutos, e perguntei: -Será que tu aguenta no cu sua piranha? Aí ela disse> Aguento, pode comer, vem come meu cu seu cachorro.
Dei uma cuspida no cu dela e enfiei meu pau de uma só vez, até o talo, e ela gritava de tesão, dizendo pra eu fuder o cu dela gostoso que ela é uma vadia piranha e que queria porra dentro do cu... falei pro meu amigo deitar e ela deitar em cima dele enfiando a buceta no pau dele e eu enfiei meu pau no cu dela... que delicia aquele momento, 3 gemidos, 3 safados... Elisangela cavalgava nele e socava no meu pau ao msm tempo, comecei a puxar o cabelo dela e dar tapa na bunda dela, ela pedia mais, eu batia na cara dela, chamando ela de vagabunda, piranha, vadia, cachorra, falando pra ela sentar gostoso na piroca do meu amigo, fazer ele gozar, pq eu só ia gozar depois que ela gozasse nela... e continuava dando tapa na cara e na bunda dela, Elisangela naquele momento se sentia uma verdadeira puta, sendo devorada por 2 machos cheios de disposição... meu amigo disse que ia gozar, falei pra ele se levantar e gozar na cara dela... ela disse pra ele obedecer minhas ordens, ele levantou e ela caiu de boca no pau dele, mamando ele enquanto dava o cu pra mim... ele em seguida gozou na cara dela, enquanto dava tapa e chamava ela de vadia... eu puxando o cabelo dela comecei a socar mais forte no cu, uma sequencia de socada que me fez chegar ao extremo do prazer, falei que ia gozar, ela rebolava rebolava gostoso no meu pau, foi quando gozei, enchendo o cu dela de porra, bem la dentro, bem quentinho, tirava meu pau do cu dela e foi maravilhoso ver ela de 4 toda aberta com aquele cu piscando leite... ela queria mais sexo, nao estava satisfeita ainda... fizemos outras vezes, porém deixo pra contar em outra ocasião.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.