"Os mais excitantes contos eróticos"

 

CRUZEIRO DAS LOUCAS PARTE 1


autor: Amora
publicado em: 11/04/15
categoria: aventura
leituras: 4802
ver notas




Ola quero dividir com vocês uma historia bem gostosa!
Há 4 anos atrás eu e mais 3 amigas Carol (20 anos), Juliana (24 anos) duas belas morenas e Maria Luiza "Malu" (24 anos) uma loira sensual, combinamos um cruzeiro no mês de fevereiro ou melhor essas 3 combinavam, já que meses antes eu passava por um momento conturbado de separação.
Escutava seus planos de oque esperavam que acontece se nesse cruzeiro desde bebedeiras até seções de sexo interminaveis!
Após eu confirmar que iria a esse cruzeiro da imaginação fertil, passei a sair mais com essas minhas 3 colegas de trabalho baladinhas e barzinhos passaram a fazer parte da minha nova rotina de pos divorcio, mas oque eu via em nossas saidas não tinha nada de altas bebedeiras o sexo sem limites e pra dizer a verdade começava a sentir falta de sexo na minha vida.
Aos 30 anos o chamado inicio do auge sexual da mulher, me sentia muitas vezes retraida perto de 3 belas jovens.
Nos dias em que antecediam nosso embarque saimos para umas comprinhas basicas, em uma loja de biquinis, Malu a mais saidinha de todas ditava como deveriam ser nossos biquinis e mostrando um biquini dourado, me disse que eu precisava levar aquele modelo que ficaria lindo com meu tom de pele o unico problema é que o biquini era tão pequeno que provavelmente ele seria pequeno ate para uma criança, apesar de estar chegando aos 30 eu tenho um belo corpo esculpido com muita academia e uma ajudinha cirurgica nos seios com silicones, porem em um cruzeiro estaria ao lado de 3 jovens e seus 20 e poucos anos com seus corpos naturalmente durinhos exalando sensualidade, nas baladas e barzinhos que iamos confesso ter afastado muitos marmanjos por não querer um envolvimento naquele momento da vida, bem o biquini eu não comprei mas malu me presenteou com a peça.
Para cruzeiro compramos apenas 2 cabines pois sairia mais barato então ficamos em duplas eu e Carol, Ju e Malu.
Em nossa primeira tarde de embarcadas fomos passear e conferir oque a noite poderia nos reservar e as garotas pareciam não estarem para brincadeiras, Carol saiu com belo shortinho jeans colado ao corpo e um top, Juliana de mini saia e blusinha de alças largas as duas mostrando belos bronzeados, eu sai com um vestidinho de pano leve um pouco acima dos joelhos mas com um decote que valorizava meus seios, já Malu dava indicios que não estava para brincadeiras com um biquini cortininha na parte superior branco e um fiu dental preto coberto por uma canga semi transparente mostrava o quanto poderia ser provocativa.
Onde passavamos despertavamos olhares gulosos de tripulantes e passageiros, paramos em dos decks para uma bebidinha, em pouco tempo apareceram dois jovens rapazes aparentando menos de 25 anos, com seu estilinho de surfista de seriado teen nos ofereceram mais um drink por conta deles, logicamente aceito em meus pensamentos decidi usa los como termometro para ver como seria minha disputa com minhas amigas mais jovens.
Após um breve papo sobre afinidades entre nos 6 Ju e Carol já não dispertavam mais interesses aos 2 aspirantes a comquistadores que revesavam se nos olhares, ora ao meu decote ora ao bumbum de Malu, Pedro tinha 24 anos fazia faculdade de engenharia e trabalhava em uma firma saradinho sem exageros com olhos mel eu poderia facilmente agarrar ele sem arrependimentos ali mesmo, dizendo ter 24 anos tambem mas aparentando menos (carinha de 18 anos rss) Arthur era mais atirado com o corpo mais malhado não sabia em quem concentrar seus ataques mas posso dizer que foi até um papo instigante. Na hora de se despedir Arthur tentou roubar um beijo tanto meu quanto de Malu, mas quem acabou ganhando um beijo mesmo foi Pedro, pois segurei em seu queixo e lhe dei um gostoso beijo seguido de um sorriso malicioso.
A noite e seu baile do comandante nos deixavam com grandes expectativas.
Decidimos que iriamos todas de branco, mas na hora apenas eu optei em ir de branco, Malu e seu vestido vermelho estava um verdadeiro avião, Ju com seu tomara que caia preto estava como dizem de fechar o comercio, Carol de rosa mostrava o mulherão que estava se tornando e eu e meu vestido branco coladinho e de decote generoso estavamos prontos para nos esbanjar naquela bela noite de ceu estrelado e ar fresco.
Após o jantar dançavamos na pista quando senti uma mão forte segurar em meus braços e uma voz rouca dizer "Não pude deixar de notar sua beleza será que podemos nos conhecer melhor" me virei e deparei com um belo negro de um pouco mais de 1,80 careca com 27 anos chamava se Paulo.
Além de ser um ótimo dançarino Paulo tinha uma lábia que em pouco tempo já tinha me conquistado e me ,mostrado mais uma qualidade sua "a pegada", em determinado momento ja não via mais minhas amigas e entregue aquele belo negro sugeri irmos a um lugar mais tranquilo, logicamente o lugar mais tranquilo para ele seria sua cabine.
Não resisti ou emiti opnião contraria ao local, pois durante o caminho cada parada para um agarrão, minha amiguinha lá embaixo denunciava com sua umidade oque queriamos naquela noite (afinal de contas la se passavam quase 1 anos sem ser penetrada pois foram 2 meses de brigas mais 8 meses de brigas na justiça oque me tirava a cabeça para sexo).
Ao entrar em sua cabine não sei oque passou em minha cabeça, mas fui logo ao ataque, arrebentando todos os botões de sua camisa, revelando me um peitoral em um tanquinho delicioso, que passei a beijar e a lamber!
Ainda sem reação joguei Paulo na cama e tirnado minha calcinha por de baixo de meu vestido, subi em cima de meu negão e comecei a esfregar meu sexo nele ainda de calças, Paulo acariciava meus seios sobre meu vestido e depois passou a retirar lentamente meu vestido deixando me completamente nua, minha grutinha ja estava totalmente molhada eu me esfregava cada vez mais ja quase atingindo o orgasmo, percebendo a situação Paulo inverteu nossas posições rapidamente deixando me em sua cama totalmente entregue, levantando e afastando se um pouco Paulo retirou sua calça e cuecas e então eu vi aquele mastro gigante que alguns segundos atras senti por baixo do pano querendo explodir e era um belo pau o maior que ja tinha visto até então de cabeça roxa e veias soltadas aquele colosso negro seria o terceiro penis a me penetrar na vida (antes apenas meu 1º namorado por 2 vezes e meu marido ou melhor ex marido né), após olhar por alguns segundos corri para chupa lo como um sorvete!
Em meio a chupadas alternavamos passadas daquele pau em meus seios e algumas batidinhas no rosto sempre seguidas de frases com "Mama minha cabritinha", "Chupa teu macho" após alguns minutos de muita chupada me deitei em com o dedinho fiz sinal de "Vem", após colocar a camisinha ele me pegou em seu colo e me penetrou fazendo me ver estrelas!
Agarrada a ele e a cada estocada eu mordia seu ombro e ele susurrava com sua voz rouca em meu ouvido "geme minha gostosa" e eu atendia soltando "Ãannss que delicia", "Me fode mais vaii"!
O tesão era tamanho que cheguei facil, facil ao orgasmo cravando minhas unhas em suas costas e mordendo seu ombro!
Fiquei ainda em seu colo relaxada após o gozo e com o tempo passei a sentir um dedo que teimosamente procurava meu buraquinho poucos minutos depois senti aquela cabeça roxa pulsar dentro de mim!
Ficamos deitados trocando caricias em silencio por algum tempo, silencio esse quebrado por mim após olhar em direção aos nossos pés e perceber aquela cobra negra se levantando novamente falei a ele? "Nossa amor excitado de novo" prontamente respondido com "Claro linda com uma gostosa como você, é impossivel de não ficar", apesar de satisfeita punhetei mais um pouco aquela vara e antes que colocasse a camisinha fui sentir seu gosto dei uma lambidinha seguida de um beijinho, já totalmente ereto e com camisinha colocada montei em cima de Paulo e passei a cavalgar (posição que adoroo), nessa posição eu recebia tapinhas no bumbum e no rosto, puxões de cabelo e meu negão ainda chupava meus seios.
"Rebola minha cachorra safada" ele me dizia sempre seguido de um tapinha! Como uma vadia obediente fazia e perguntava "Assim tá bom meu cahorrão"!
Dali um tempo aquele dedinho apareceu de novo, ele ali tentando me penetrar e eu piscando meu botãozinho, só que em dado momento o dedo venceu a batalha fazendo me soltar um grito um pouco mais estridente!
Aquele dedo dentro em meu buraquinho me excitou mais!
"Me pega de quatro" falei a Paulo em meio a gemidos!
Quando aquele mastro me penetrou de quatro enfiei meu rosto abafando assim meu grito, mas um puxão de cabelos tirando meu rosto do travesseiro seguido de uma pergunta "Quem é teu macho?"
"É você meu gostoso" respondi em meio a gemidos de dor e prazer, dor que desapareceu quando ele passou a tirar totalmente aquele mastro e coloca lo devagarzinho em minha bichinha, naquele momento era só prazer!
Quando ele tirou e segundos depois aproximando seu rosto de meu bumbum, beijou meu botãozinho seguido de 2 lambidas e uma cuspida.
"Oque você quer ai" perguntei!
"Quero te fuder por completo minha putona" respondeu!
Falei que ele estava doido e que era virgem do anus (mentira mas só havia dado ao meu ex e em datas especiais), ele riu e não dando atenção ao que havia lhe dito tentou por umas 5 vezes sem sucesso desistiu voltou as atenções a minha amiguinha.
Inconformado em não conseguir penetrar meu anus, falava coisas do tipo "Não acredito que não vou conseguir fuder esse cuzinho lindo e virgem", e como um animal viril dava estocadas cada vez mais fortes!
Meus gemidos passaram a ser gritos de tesão e em pouco tempo gozavamos quase que ao mesmo tempo. Após Paulo gozar senti todo o peso de seu corpo sobre mim.
E após a um bom tempo chegava a dois orgasmos em uma mesma noite, fiquei ali curtindo aquela situação e derrepente lembrei que precisava sair dali e minhas amigas oque será que aconteceu?
Esperei Paulo adormecer e sorrateiramente peguei meu vestido e nem me preocupei em achar minha calcinha.
Com salto alto na mão, maquiagem detonada cabelos bagunçados sai da cabine perdida atraz de onde seria a minha cabine com um baita medo de ser vista, mas plenamente satisfeita.
Satisfeita em saber que dentro de mim poderia existir uma mulher fatal e sexualmente ativa sem medo de se entregar!

Pessoal se vocês gostaram de +1 e comentem e prometo escrever mais afinal essa foi só a 1º noite de um cruzeiro de 5 dias e 4 noites! Bjus!!!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.