"Os mais excitantes contos eróticos"

 

MAIS QUE UMA MÉNAGE


autor: Amora
publicado em: 01/05/15
categoria: grupal
leituras: 6950
ver notas


Ao voltar da viagem de negócios que fiz pela empresa, tentei por dias conversar com Mallu e dizer que havia reconsiderado sua proposta e estaria disposta em fazer o ménage!
Porém as coisas não estavam fáceis toda vez que tentava conversar a sós com ela algo impedia e esse assunto não era algo que poderia ser resolvido por telefone ou sms, além do mais já não sabia se eles já haviam feito ou se ainda estavam com vontade de fazer.
Em um dia ao ir embora do escritório me deparei com Danilo a espera de Mallu, ao ver ele parado ali um fogo tomou conta de meu corpo, não pensei duas vezes em ir falar com ele ali, seria uma reaproximação depois de tempos sem falar ou se quer olhar em sua cara.
Me aproximei e o comprimentei, causando lhe estranheza a princípio, perguntei o básico sem nada objetivo, até Mallu aparecer, seria uma ótima oportunidade de conversarmos os três, mas antes de convida los para darmos uma esticada a algum barzinho, Mallu disse: "Ai amiga você disse que queria falar comigo né? Ai mais tô tão atrasada fica para amanhã se não for muito importante!".
Disse a ela para que não se preocupasse que outro dia conversaríamos, porém mesmo sem a companhia dos dois segui para um barzinho, para uma distração pós dia de trabalho.
E por lá encontrei um P.A. que também trabalha próximo dali, papo vai papo vem, não resisti aquele conversa mole daquele homem gostoso porém casado e acabamos saindo do barzinho direto para um motel.
Enquanto ele me chupava, pensava nos lábios de Mallu me tocando, e quando me penetrou imaginei como seria com Danilo.
Satisfeita mas não realizada, no outro dia precisaria falar com Mallu de qualquer forma, porém na manhã seguinte um convite dela me fez imaginar que ela já sabia o assunto ao me perguntar oque tinha a dizer a ela desconversei e perguntei sobre outra coisa, seu convite referia se a um almoço no domingo na casa de Danilo, isso me fazia ter a certeza que ela já havia sacado que eu tinha mudado de opinião, mas me conhecendo bem ela sabia que eu rodearia muito até a dar o braço a torcer que faria isso depois de tudo que havia dito sobre o namorado dela.
Na sexta feira Mallu ressaltou a importância de eu ir domingo até a casa de Danilo.
No sábado passei o dia na praia me bronzeando e reforçando as marquinhas de biquini!
No domingo acordei extramamente tarada a ponto de sair para minha caminhada matinal sem calcinha e o shortinhos que eu utilizava naquele dia marcava muito, com isso arranquei olhares por onde passei aumentando ainda mais meu tesão.
Em casa durante o banho tinha a certeza do que rolaria na casa de Danilo, me produzi disposta a seduzir o casal só pelo visual,com um batom bem vermelho, coloquei uma calcinha que tinha apenas um fiuzinho atrás, uma mini saia jeans com uma regatinha sem sutiã e um tamanquinho para completar!
No elevador do prédio em que moro comecei a ter a prova de que eu conseguiria chamar a atenção pelo meu visual, dois vizinhos já me devoravam com o olhar, na saída parei o carro para falar com o porteiro que tinha vista de parte de minha calcinha.
Chegando na casa de Danilo a primeira surpresa, não estaríamos apenas a três lá, havia alguns amigos dele lá e minha chegada causou certo alvoroço entre eles!
Comprimentei Mallu que usava um vestido estilo hippie e Danilo que usava uma bermuda saruel e uma regata branca que destacava ainda mais seus músculos e sua bela cor negra.
Mallu então me apresentou os amigos de Danilo que afoitos fizeram o possível para que eu ficasse conversando com eles, porém sai o mais rápido que pude de próximo deles que pareciam querer me atacar a qualquer momento então colei em Mallu para não correr riscos e assim ter também uma oportunidade de falar sobre o ménage com ela, mas uma segunda surpresa apareceu e desta vez em dose dupla!
Carol e Juliana acompanhada de seus namorados chegavam ao churrasco também, após comprimenta los e ser devorada pelos olhares dos namorados de minhas amigas, principalmente pelo de Carol e ter sido fulminada pelo olhar dela, decide que era hora de perguntar oque de fato estava acontecendo ali?
Ao questionar Mallu se aquele churrasco era para comemorar algo, ela me disse que sim, falou que Danilo havia a pedido em noivado e aquele churrasco era para ele anunciar aos amigos e alguns parentes dele que estavam por lá!
Nesse momento após ela terminar de falar meus olhos se encheram de lagrimas sem nenhum motivo, segurei elas mas Mallu continuou a dizer que eu não sabia o quanto foi importante me ver a dias atrás conversando com Danilo, pois muitas vezes ela tinha em mim não só uma amiga mas também uma irmã e uma mãe também essas palavras fizeram com que nós duas nos abraçacemos e fossemos as lagrimas, após nos recompor voltamos para a área em que todos estavam já neste momento Danilo e seus amigos dançavam enquanto bebiam, mais discretos num canto minhas amigas e seus namorados, me sentei junto a eles o comprimento de minha saia que expunha minhas coxas e um pouco de minha calcinha foi um deleite aos olhos dos namorados de minhas amigas, principalmente para o de Carol que trabalha na mesma empresa que nós, e escuta boatos de que sou uma mulher safada, porém acostumado a me ver de roupas sociais e autoritária no trabalho era a primeira vez que me via com roupas tão curtas e provocantes.
Mallu me chamou para conversar com ela e Danilo e me fez um pedido queria que eu fosse sua madrinha quando os dois fossem casar, rolou mais um pouco de lagrimas, mais abraços e um selinho em minha amiga já quando fui dar um abraço em Danilo não resisti e dei uma passadinha de mão em sua bunda que era muito bonita e adoro um homem com bumbum bonito, seu abraço foi tão forte que me arrepiou e deixou os bicos de meus seios durinhos e já que estava sem sutiã foi impossível disfarçar.
Horas depois e algumas batidas depois o churrasco estava cada vez mais animado, eu Mallu e algumas primas de Danilo dançávamos animadas enquanto Carol e Ju enciumadas observavam de longe observando a reação de seus namorados, os amigos de Danilo também pareciam se hipnotizar me vendo dançando, também modestia a parte me destacava em meio aquelas jovens meninas não só pelas roupas curtas mas pelo corpo.
Em uma passada pelo banheiro, ao sair fui abordada por um amigo de Danilo que disse oque eu já sabia "Que eu estava dando show em muita novinha!"
De volta a área onde estavam todos o namorado de Carol veio falar comigo com pretexto de falar sobre trabalho, mas seu olhar em direção aos meus seios suados denunciavam outro motivos que o levaram a falar comigo!
Já caia a noite e eu me acabava cada vez mais dançando, tornando se o centro das atenções no churrasco!
Após Danilo fazer o anuncio de que estava noivo de Mallu, os convidados foram indo embora pouco a pouco.
Me esparramei no sofá automaticamente minha mini saia subiu revelando minha minuscula calcinha achando que todos já haviam ido embora não me importei e fiquei a vontade aguardando que Mallu ou Danilo me encontra se ali.
Porem quem chegou primeiro me fazendo levantar rapidamente assustada foi um amigo de Danilo, ele tentou puxar assunto mas o dispensei rapidinho dizendo que ele já havia visto o suficiente e que era para se contentar com aquilo.
Após ele sair da sala e recuperada do susto Mallu apareceu e começamos uma conversa, Mallu comentou sobre o sucesso que fiz aquela tarde com os homens, dizendo que havia deixado a todos excitados!
Perguntei a ela se havia ficado excitada comigo também, antes que ela pudesse responder comecei a beijar sua boca, quando parei de beijar sua boca, Mallu me perguntou se eu estava doida pois Danilo poderia nos ver ali, passei a beijar seu pescoço e disse em seu ouvido que queria passar a noite com ela, novamente Mallu tentou me fazer parar dizendo que aquela noite passaria com seu noivo mas que poderíamos passar outra noite juntas, mas não aquela, insisti, mas novamente ela disse que aquela noite seria especial para os dois.
Outra vez insisti e disse que poderia ser boa para os três!!!
Disse como não havia levado presente a eles, eu me daria de presente, Mallu então olhou em meus olhos segurou meu rosto com as duas mãos e beijou minha boca intensamente!
Após me beijar pediu que eu não saísse dali que ela voltaria com Danilo em um instante.
Quando os dois voltaram Mallu estava agarrada no colo de Danilo ao me ver ali na sala parada Danilo tirou Mallu do colo e me pediu desculpas dizendo pensar que estavam sozinhos em casa.
Mallu falou que eu estava ali pois eu daria um presente aos dois, ainda com o sorriso sem graça Danilo disse obrigado antes mesmo de saber do que se tratava.
Mallu de mãos dadas com Danilo se aproximou de mim e beijou minha boca, a reação de Danilo foi dizer "Que porra!", Mallu parou de me beijar se virou para Danilo e lhe disse: "Beija ela também, você vai gostar!".
Nos olhamos fixamente enquanto aproximávamos nossos lábios segurei nos braços fortes de Danilo e começamos a nos beijar.
O safado não perdeu tempo e colocou a mão em meu bumbum apertando com vontade, Mallu safadinha como sempre se abaixou e começou a tirar a bermuda de Danilo enquanto nos beijávamos.
Eu precisava parar de beijar para ver aquele pau que Mallu já havia descrito algumas vezes!
Um belo pau negro de veias saltadas comprido e fino com uma cabeça que parecia um cogumelo, Mallu percebeu meu encantamento por aquele pau e me convidou para chupa lo junto dela.
Começamos a nós beijar com o pau de Danilo entre nossas bocas arrancando gemidos.
Danilo segurava nossas cabeças enquanto beijávamos e revezávamos chupando o!
Levantamos e começamos a nos beijar, Danilo com sua vara na mão nos observava se despir enquanto nos beijávamos Mallu me deixou apenas de calcinha e chamou Danilo para mamar em meus seios cada um em um e uma mão de cada estimulava minha amiguinha que ja havia engulido toda minha pequena calcinha.
Mallu disse que como eu era o presente dos dois, deixaria Danilo me penetrar primeiro enquanto eu chupasse ela.
Me posicionei de quatro no sofá, Mallu deitou se e eu comecei a chupar sua chaninha raspadinha, Danilo brincava com seu pau esfregando ele em minha bucetinha, já não estava aguentando mais aquela tortura que ele fazia comigo e mandei ele me comer!
Sem do e sem camisinha Danilo me penetrou com vontade, dando me estocadas deliciosas.
Mallu gemia com minhas chupadas e falava com Danilo! Perguntava a ele se era desse jeito que ele queria, se era daquela forma que ele imaginava e mandava ele assumir que tinha um imenso tesão por mim, Danilo respondia a tudo e disse que me desejava desde o momento que me conheceu, ouvindo aquela conversava, sendo comida por um negão gostoso e chupando minha amiga safadinha, meu tesão foi a mil, mandei que Danilo me fodesse mais forte pois já estava quase para gozar, ele aumentou o ritmo e me fez ver estrelas, mas mesmo depois de eu ter gozado Danilo não queria para de me comer, fiquei alguns segundos deitada sobre Mallu beijando a enquanto Danilo continuava a me bombar até anunciar que iria gozar!
Então tirou seu mastro melado de minha bucetinha e ofereceu para que Mallu o chupasse até gozar, ela começou a mamar naquela rola negra e ele começou a jorrar porra na boca de minha amiga que me chamou para beija la e sentir o gosto da gala de nosso macho.
Após um breve descanso Mallu me convidou para tomar um banho com ela, subimos ao banheiro, no banheiro voltamos a nós pegar alguns minutos depois Danilo entrou para nos fazer companhia, começamos a nos agarrar ali, Mallu subiu no colo de Danilo eu me ajoelhei no chão e comecei a lamber entre as bolas de Danilo e a chaninha de Mallu que delirava e não resistiu gozando rapidamente, Mallu sugeriu que fossemos para cama.
Na cama Mallu disse para Danilo me foder novamente, montei sobre ele e Mallu colocou sua boceta na cara de Danilo que me comia com vontade enquanto eu e Mallu nos beijávamos.
Danilo dessa vez não conseguiu segurar por muito tempo ao anunciar que iria gozar, Mallu disse que agora era minha vez de beber a porra dele, sai de cima dele e comecei a chupa lo senti sua cabeça inchar em minha boca e depois explodindo.
Mallu rapidamente disse "Vem amor me chupar com essa boca gozada!", passamos a fazer um 69 delicioso assistido de camarote por Danilo que nos incentivava, a sensação de ser observada sendo chupada e chupando deu um toque a mais para chegarmos ao orgasmo juntas!
Passamos aquela noite juntos e depois vieram varias outras noites e tardes juntos.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.