"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Casalzinho Evangélico – 03


autor: Publicitario45
publicado em: 11/05/16
categoria: hetero
leituras: 5536
ver notas


Meus contatos com Saulo e Rebeca contiavam a pleno vapor. Criamos um grupo no Whatsapp para que a comunicação entre a gente fosse a mais transparente possível. Rebeca estava cada vez mais ousada e Saulo parecia confiar em mim cada vez mais. Fizemos alguns planos de nos encontrarmos mas quase todos deram errado, até que eu precisei ir a Guarapari para uma ação de praia, onde eu teria que levar algumas promotoras para dois dias de ação.

Quando postei esta informação no grupo, Rebeca me chamou fora dele e perguntou qual a possibilidade de nos encontrarmos para uma nova festinha. Disse que todas e que Letícia, a menina que eu havia
transado alguns dias antes de conhece-los iria também.

Rebeca vibrou, disse que era a chance de colocar Saulo para comer outra menina, afinal de contas, eles perderam a virgindade juntos e desde que começaram a namorar nunca mais saíram com outras pessoas. Além de Saulo, a única pessoa que tinha comido a sua noiva era eu.

No caminho, Rebeca me ligou e eu disse que estava indo pra cidade dela, Guarapari, a trabalho e acompanhado de Leticia e como ela sabia da nossa transa, nos convidou para passar na casa dela após as visitas técnicas. Para evitar um constrangimento maior, contei para Leticia que eu já havia transado com os dois mas que ela não se importasse, apesar de liberais, eles eram ótimas pessoas.

Terminamos as visitas técnicas e fomos direto para a casa de Rebeca que fica localizada num excelente bairro em Guarapari. Já passava das 16h quando chegamos lá. Rebeca e Saulo estavam sozinhos, os pais dela tinham ido para Argentina. Apresentei Leticia ao casal e Saulo sequer conseguiu disfarçar. Leticia é morena, baixinha, corpo delicioso, cabelos compridos, boca grande, seios médios e bunda redondinha. Leticia deu três beijinhos em Rebeca que a elogiou e recebeu um elogio de volta e depois deu três beijinhos em Samuel, que além dos beijos, ganhou um delicioso abraço.

Rebeca nos convidou para entrar na casa, que diga-se de passagem é bem confortável. Tem uma enorme varanda que fica de frente para um jardim bem grande e na parte de trás, tem piscina e sauna.

Continuamos a conhecer a casa e Rebeca nos apresentou todos os cômodos, o quarto dos pais, o dela, da irmã mais nova que estava na Argentina e por ai foi.

Quando recebemos o convite para passarmos a noite lá Leticia logo lembrou que ela não tinha levado roupa, já que tínhamos ido a Guarapari a trabalho. Rebeca a tranquilizou e ofereceu as suas roupas.

Após Leticia concordar, fomos para beira da piscina beber e jogar conversa fora. Saulo era o único que não estava bebendo, os demais sim. Saboreávamos um delicioso vinho branco quando Leticia pediu para tomar um banho, Rebeca prontamente se prontificou a leva-la até o seu quarto para que elas escolhessem uma roupa.

O tempo foi passando e eu e Saulo estranhamos a demora. Resolvemos ir até a suíte de Rebeca e no corredor ouvimos risadas e alguns gemidos. A porta estava aberta e quando entramos fomos direto ao banheiro. A visão era espetacular. Leticia estava de pé, com um pé no vazo sanitário, encostada na parede completamente nua. Rebeca estava ajoelhada, também nua chupando deliciosamente a minha amiga que apenas se contorcia e gemia de olhos fechados.
Saulo ficou pálido, seu pau começou a endurecer dentro da bermuda e seus olhos brilhavam. Assim que Leticia gozou e pelos gemidos, gozou muito, ela nos viu e riu meio sem graça. Eu apenas disse;

- Continuem.

Rebeca, a mais ousada veio até nós com a boca melada de boceta e nos beijou com vontade. Primeiro o noivo e depois eu. Na sua boca uma mistura de sabores. Leticia veio e também começou a beijar a boca de Saulo enquanto Rebeca ajoelhada ia se livrando da sua bermuda e da sua sunga. Rapidamente o pau dele já estava pra fora e Rebeca chupava com volúpia, lambia a cabeça, mordia o pau e ia até o seu saco. As mãos de Saulo já exploravam o corpo de Leticia que já estava nua desde a chupada de Rebeca. Rebeca então mandou Leticia cuidar bem do noivo enquanto ela cuidaria de mim. Tirei a camisa e me livrei da bermuda, Rebeca se encarregou do resto. Sua boca quente abocanhou meu pau de uma vez só, sem cerimônia. Ela me chupou, lambeu meu pau de cima até embaixo, chupou meu saco, deu mordidas e fez um delicioso boquete.

Saulo a esta altura já estava metendo com força em Leticia, que mesmo de pé apoiava as mãos na pia do banheiro. Dava para ouvir o saco dele indo de encontro ao corpo dela, Leticia gemia e rebolava no pau do novo amigo enquanto ele a puxava pelos cabelos e espalmava a sua bunda deliciosa.

Rebeca pediu que eu sentasse no vazo, em seguida sentou na minha pica que entrou fácil naquela boceta melada. Ela cavalgou deliciosamente enquanto nossas bocas não desgrudavam, minhas mãos percorriam suas costas, passeava entre o reguinho, massageava o cuzinho enquanto ela cuidava do ritmo da trepada.

Leticia pediu a Saulo para deitar no chão e com as mãos na parede foi descendo em cima do pau dele que não demorou a sumir dentro da sua boceta. Ela quicava e rebolava, seu corpo estava suado, o cabelo já grudava na testa e não demorou muito pra que ela gozasse no pau de Saulo.

Vendo aquela cena, pedi que Rebeca ficasse de quatro na beira da cama dela, deixamos Saulo e Leticia no banheiro e eu pedi pra comer o cuzinho, Rebeca deixou e eu fui lentamente empurrando a minha pica pra dentro do rabinho da minha loirinha safada. Ela deu um gemidinho e pediu pra eu socar tudo e com força.

Comecei então um vai vem com fortes estocadas, Rebeca gemia e pedia mais. De onde estávamos ouvimos Saulo gozar e em seguida eles vieram para o quarto, deitaram na cama e Rebeca pediu pra chupar mais uma vez a boceta de Leticia que estava completamente melada de porra. A minha amiga, se posicionou de quatro em frente a Rebeca que começou a chupa-la imediatamente. Leticia gemia novamente, Saulo assistindo a tudo se colocou na frente de Leticia que começou a chupa-lo enquanto Rebeca tratava de limpar sua boceta melada. Eu atrás de Rebeca seguia socando com força quando comecei a sentir meu gozo chegando. Acelerei o ritmo e Rebeca pediu para eu gozar dentro do seu cuzinho, assim foi, senti minhas pernas tremerem, minha respiração ficou ofegante e gozei.

Depois, nós quatro tomamos um banho juntos onde houve outras brincadeiras. Passamos a noite na cada de Rebeca mas eles dormiram separadamente, o que eu achei muito bacana. No outro quarto, Leticia ainda me presentou com um delicioso sessenta e nove onde gozamos quase juntos.

No dia seguinte, após o café da manhã, nos despedimos de Saulo e Rebeca que fez questão de dar um longo e delicioso beijo na boca de Leticia. Combinamos outros encontros e se realmente rolar, eu prometo contar tudo para vocês.

P.S: Obrigado pelos comentários e mensagens.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.