"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sexo na vida de solteira...


autor: Fogosa
publicado em: 12/05/16
categoria: aventura
leituras: 2417
ver notas


Ser disponível é bom para fazer o que você quer e exatamente quando quiser, mais o difícil é saber em quem confiar, já que sexo não envolve sentimentos, mais atração mútua, uma pegada fogosa e sentir-se totalmente entregue ao desejo do momento. Depois daquele pecadinho básico tive medo de ficar com outras pessoas, passei um bom tempo toda santa comportada, só que dai começou a surgir as criaturas que eu já tinha beijado imaginando se era bom de cama e a curiosidade combinada com a certeza de que eu não era mais virgem me deu várias ideias e o destino naquela época era 100% ao meu favor. Sábado a tarde família pro sítio e eu sozinha em casa só na maldade liguei para um gato da época do cursinho ele entrou pelo quintal andamos normalmente como amigos , mais foi só fechar a porta que no agarramos ele já enfiou a mão dentro da minha calcinha senti um arrepio tão grande de prazer que não aguentei, desabotoei a calça dele e me ajoelhei para cair de boca naquela pica grossa de 17 cm, eu chupei com tanta vontade enquanto ele segurava meu cabelo que ele pediu para parar se não iria gozar, mais eu não acatei e continuei a mamar até sentir o gozo quente em minha boca e ouvir os gemidos dele de prazer me deixou enlouquecida como uma cadela no cio e fui chupando ele novamente, acariciando os testiculos até que ele ficou bem duro. O pedro me puxou para cima e me beijou loucamente enquanto arrancava minha roupa, gemia no meu ouvido e mordia meu pescoço me fazendo me contorcer toda, os dois nus com o corpo pegando fogo ele me sentou no braço do sofá abriu minhas pernas e começou a me chupar e a socar alguns dedos na minha buceta. Não bastando as preliminares ele viu a escada que vai para o segundo andar e pediu que eu fiicasse de quatro nela , assim que estendi minha mão e empinei minha bunda ele puxou meu cabelo e socou com tudo de uma só vez e não parou mais, foi muita pressão que em 5 minutos levando paulada na buceta já gozei, quando ele percebeu que gozei aumentou ainda mais o ritmo.
-é cachorra você gosta de gozar no meu pau heim ?
- isso, vai me fode ,vai acaba comigo
-rebola na minha vara vai
Eu rebolei com quanto vontade naquele pau gostoso, que conforme ele entrava dava para ouvir o barulho do meu gozo. Ele me disse:
- caralho eu não vou aguentar você é muito gostosa eu vou gozar.
- não não espera.
Eu da posição que estava fiz ele sentar e começei a cavalgar encima dele e quando foi gozar eme segurou com força para o pau entrar ainda mais fundo, depois eu levantei tirei a camisinha e chupei o pau melado eu não queria mais soltar aquele cassete maravilhoso, mais ele tinha que ir embora já ,perguntei se ele queria tomar um banho mais só se lavou no chuveiro se vestiu e foi embora. Fiquei o resto da tarde com a buceta piscando a noite eu já tinha um esquema iria conhecer um gatinho, mais meu plano não era tranzar era somente dar uns beijinhos...continua



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.