"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Enquanto minha família dormia


autor: aliceruiva
publicado em: 22/05/16
categoria: incesto
leituras: 17893
ver notas


Eu, minha irmã e meus pais viajamos nas ferias pra Curitiba. Eu simplesmente sou apaixonada por esta cidade, ficamos na casa de meus tios como sempre, a casa era enorme e só morava meus tios e meu primo Apolo, que tem 27 anos. Ele é desse estilo roqueiro, só veste roupa preta, cabelos longos e lisos, alto, magro e olhos castanhos mas usava lente que deixava uma cor de mel muito linda. Mesmo com esse meu primo lindo, eu nem pensei em fazer algo com ele, tava cheia de planos pra Curitiba.

Logo no primeiro dia as coisas já começaram a acontecer. Eu e minha irmã dividimos um quarto la, meus pais dormiram em um dos quartos do segundo andar e meus tios também, meu quarto e de Apolo ficava no primeiro andar. Enquanto todos estavam dormindo, eu estava na minha cama, de camisola, de calcinha branca e sem sutiã, tava quase pegando no sono quando vi pelo espelho que a porta tava abrindo, só conseguia ver que era meu primo por causa de seus cabelos longos. Fingi que estava dormindo, deixei minha bunda bem empinada, ele sentou na cama e começou a me tocar, ele afundava as duas mãos na minha bunda e apertava, tocou na minha buceta e, por cima da minha calcinha, ele ficou fazendo movimentos circulares, tava me segurando pra não soltar um gemido. Então notei que ele tava mexendo em mim só com uma das mãos, senti a cama balançando um pouco e uns leves gemidos. Apolo tava se masturbando enquanto me tocava, ele voltou a apertar minha bunda só que com mais força, a cama balançou mais rápido, até um momento que ele se levantou e eu só senti gotas quentes caindo na minha bunda, ele cobriu minha buda de porra! Então pegou o meu lençol, tirou o esperma e foi embora. Assim que ele fechou a porta, não aguentei, comecei a me masturbar, peguei o lençol e cheirei o esperma dele, aquele cheiro me excita muito. Gozei em poucos minutos me segurando para não gemer e acordar minha irmã, depois fui dormir.

Na manhã seguinte ele agia tão naturalmente, parecia que nada tinha acontecido. Durante o dia fiz muitas coisas, e só cheguei na casa dos meus tios perto de 00:00, eu tava meio bêbada, mas fui direto pro meu quarto e me joguei na cama, esperando meu primo aparecer, não deu nem 20 minutos e ele abriu a porta, fingi que estava dormindo. Ele subiu na cama, apertou minha bunda, aproximou a boca do meu ouvido e sussurrou "eu sei que você estava acordada ontem, como sei que está acordada agora, depois que eu sair, conte 5 minutos e vá pro meu quarto". Sem dar mais nenhuma palavra ele saiu, fiquei, morta de vergonha com o fato dele saber que eu estava acordada, mas nem pensei 2 vezes, usei os 5 minutos pra chupar uma bala de menta pra tirar o halito de bebida, passei um perfume e fui. Assim que abri a porta do quarto, ele me segurou pelo braço e me puxou pra dentro, fechando a porta e trancando. Sem dizer uma palavra, me beijou muito gostoso, enfiando uma das mãos dentro dos meus cabelos e a outra dentro da minha calcinha apertando minha bunda. Fomos andando em direção a cama dele e nos beijando, até que ele me jogou na cama e pulou em cima de mim falando "você é minha!" e voltou a me beijar, foi descendo chupando meu pescoço, depois meus peitos, minha barriga até chegar na minha buceta, ele puxou minha calcinha e começou a me chupar, me segurando com força pelas pernas, tava muito gostoso o jeito que devorava minha buceta e movia a linguá. Segurei a cabeça dele e pressionei mais na minha boceta, tava quase gozando quando ele parou e pediu um 69. Foi uma delicia!!! eu fui por cima, ele me agarrou muito forte pelas pernas e voltou a me chupar, eu tentei engolir o pau dele todo mas era muito grande, lambi a cabeça, chupei os lados e engoli o máximo que pude, nossas chupadas estavam fazendo um som muito alto, mas nem liguei. Eu falei que não tava aguentando mais e ele me mandou ficar de 4, eu fiz e ele começou a me penetrar, como era grande aquele pau que estava me invadindo, enfiei minha cara num travesseiro para abafar os gemidos, ele deixou o pau dele parado dentro de mim por um tempo e começou a se mover. Me segurando pela cintura, fudeu muito gostoso, ele enfiava tudo dentro de mim e, com o pau todo enterrado na minha buceta, ele rebolava fazendo aquele pau girar em mim. Ele acelerou os movimentos, podia sentir as bolas dele batendo em mim com força, ele falou que ia gozar e eu disse "Agora não! fica mais um pouco!!!", ele nem me ouviu e gozou tudo dentro de mim, vários jatos quentes na minha buceta. Por alguns segundos eu fiquei com muita raiva, mas ele voltou a se mover bem rápido, não tinha acabo, ele ainda tava duro como pedra! nessa hora não aguentei e gozei enquanto mordia um travesseiro. Ele tirou o pau dele e deitou na cama, mandou eu cavalgar e assim eu fiz. Subi nele, posicionei o pau dele na buceta e sentei com tudo, ele apertava minha bunda enquanto eu me movia, eu sentei deixando o pau dele completamente dentro de mim e comecei a rebolar, ele me puxou pelos ombros me deitando em cima dele, começou a me beijar como um louco e eu nem precisei me mover, ele tava me fodendo muito rápido naquela posição. Até que ele puxou minha bunda com força para baixo, fazendo o pau dele entrar completamente e gozou de novo dentro de mim. Eu perdi as forças e fiquei deitada em cima dele pegando folego com o pau dele ainda dentro de mim. Olhei em volta e vi que o quarto dele tinha suite, claro que eu o chamei para um banho. Ele me beijou muito debaixo do chuveiro, aquela aguá quentinha caindo em nós, ele me lavou com um sabonete e apertou muito minha bunda, chupou meus peitos e voltou a me beijar dando leves mordidas nos meus lábios.

Quando saímos do banho, eu me vesti, sequei ao máximo meu cabelo e quando estava indo em direção a porta ele me puxou pelo braço, me beijou e sussurrou no meu ouvido "daqui uns dias vou me mudar para SP, vou te fuder todos os dias" mas isso já é outra historia. Bjs e até a próxima!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.