"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Marcelo & Sonia 16 - A Esposa Puta


autor: MarceloDias
publicado em: 26/05/16
categoria: traição
leituras: 7360
ver notas



Marcelo & Sonia 16 - A Esposa Virando Puta dando para Alberto e o Casal

Eu e Alberto sentamos nus e ficamos conversando em frente à cama onde Sonia dormia nua. Sonia acordou algum tempo depois e sorriu para nós, se abriu toda acariciando a boceta, Alberto ficou olhando acariciando o pau, Sonia olhava para a pica grandona se tocando. Ele levantou e subiu na cama, agarrando ela, abrindo as coxas grossas e metendo na boceta, Sonia gemeu se agarrando nele, sua boceta foi engolindo a pica grossa toda. Alberto metia firme nela, a fazendo gemer, Fiquei sentado olhando ele meter. Ela se agarrava no corpo dele, toda aberta com a pica cravada na boceta, beijava o pescoço dele, seus lábios grossos se esfregavam no rosto. Ele ficou montado nela, metendo forte na boceta.

Deitei na cama do lado dela, ela saiu debaixo dele e me abraçou, beijando-me na boca e virando a bunda enorme para ele. Alberto encostou o pauzão no bundão dela. Ela gemeu, sentindo o pau na bunda e ficou se esfregando. Virou abraçando-o e beijando o bocão dele. Sua boca desceu beijando o peito largo, percorrendo a barriga, procurando a pica grande e grossa, ela beijou o pau, esfregando os lábios, colocando os ovos na boca. Alberto gemeu, ela abocanhou o pau, mamando com devoção, chupava com gosto, sua boca chegava quase no cabo da pica, Alberto me olhou e fez eu segurar o pau, Sonia esfregou os lábios na minha mão, me olhou com desejo, segura para mim, ela pediu, engolindo a pica grossa, sentia a saliva dela na mão.

Alberto a segurava pelos cabelos, fazendo ela engolir cada vez mais. Sua boca grande tragava o pau quase até o cabo, ela esfregava o rosto, beijando a pica. Alberto a segurou pelos cabelos e esfregou a mão na cara dela, Sonia beijou a mão, esfregando os lábios, ele colocou o dedo na sua boca, ela beijou a mão e chupou o dedo grosso como se fosse um pau, ele acariciava a cara dela. Ela encarou Alberto e pediu, da na minha cara, ele deu, Sonia gemeu sentindo a mão dele na cara. Ela beijou a mão dele, ele deu outro tapão na cara dela, me bate porra, eu quero apanhar na cara, pediu fora de si, ele deu outro tapa, foi dando na cara dela. Sonia oferecia a cara para ele bater. Completamente dominada por ele. Seu rosto ficou vermelho, sua boca procurou o pau, ela mamou com fome, sua respiração estava alterada.

Ele a puxou para o colo dele, ela se agarrou nele, beijando ele na boca, Alberto segurou a bunda enorme dela com as duas mãos, apertando as nádegas fartas, seu dedo acariciou o cu, ela gemeu alto quando ele enterrou o dedo no cu. Alberto enterrou o dedo todo no cu, Sonia empinou o bundão deixando ele meter. Vai dar esse rabão para mim, não vai. Ele pediu. Vou, você já comeu, ela disse. Ele me olhou, pega o Ky, Marcelo. Peguei o gel, ele fez Sonia ajoelhar na cama, com a bunda enorme virada para mim, abri as nádegas e passei no cu, enterrando o dedo todo, Alberto montou nela, segurando ela pelos ombros, o pau encostou no cu, ele forçou, a pica foi entrando, Sonia gemeu sentindo o ferro grosso invadir o cu. Alberto não teve pena, a pica grossa entrou arrombando o cu. Ele foi metendo cada vez mais forte, Sonia chorou tomando no cu, ele metia forte no bundão dela.

Alberto levantou e levou ela para a janela, Sonia abriu as pernas e se apoiou com as duas mãos com o bundão virado para ele e empinou a bunda enorme. Alberto abriu as nádegas dela e encostou o pau no cu, abraçando ela por trás, Sonia gemeu desesperada quando o pau grosso arregaçou o cu, da cama escutei o choro dela tomando no cu. Ele era bruto com ela! Sonia gemia, ele deu um tapão forte na bunda, o rabão estremeceu todo, ela chorava baixinho, ele deu outro tapão, a bunda tremeu toda, a pica entrava toda, comendo o rabo grande dela. Levantei e fiquei do lado dela, dava para ver o cu dilatado envolvendo o cabo grosso da pica. Sonia me olhou, o olhar dela me deixou doido, não dá para descrever o olhar de uma mulher, quando olha para você tomando no cu. Sonia aguentava tudo, chorava mais empurrava a bunda para trás, querendo pau. Ai amor, ele ta metendo tudo, ta acabando com a minha bunda, ai Alberto, mete, eu quero toma no cu, arrebenta minha bunda, bota tudo. Ele deu outra tapa forte no rabo, grudando no corpo dela por trás e metendo forte. Sonia gemeu fora de si, parecia que ele estava matando ela. Sonia gozou, rebolando, levando ferro na bunda. Seu corpo perdeu as forças, Alberto a levou para a cama com o pau dentro, continuou comendo, ela gozou de novo com o pau todo na bunda. Alberto ficou em cima dela, sem dar descanso, metendo forte. O rabão não resistia mais, a pica entrava com facilidade, ficaram metendo até Alberto gozar, deixando o rabão dela cheio de leite. Ele deitou com o pau amolecido, esgotado. Acabamos pegando no sono, foi uma noite maravilhosa.

Acordamos sábado às 10 horas, Alberto foi ao quarto dele trocar de roupa. Apesar de ela ter sido comida a noite toda, Sonia estava cheia de fogo ainda. Ela falou que Alberto metia gostoso demais, que estava larga de tanto dar, beijei ela, ele vai querer mais, ela me abraçou, eu sei, vou voltar para casa arrombada, falou rindo. Vestimo-nos, coloquei uma sunga e uma camiseta, Sonia vestiu outro biquíni, pequeno, tipo cortininha, só tapava os mamilos grandões, à parte de baixo, deixava a boceta quase toda de fora, dava para ver como a boceta dela era grande, atrás a bunda farta ficava toda nua só uma tira enterrada. Ela colocou uma saída de praia branca, bem curta e transparente que deixava as coxas nuas.

Fomos ao quarto de Alberto. Ele usava um short e uma camiseta, descemos para o restaurante. Um casal sentou-se à mesa do lado com uma senhora que era baba da filha de seis meses deles. Ela se chamava Carina, tinha 25 anos, branca, 1,64 altura, 60 kg, era linda e muito gostosa, os cabelos louros, lisos, quase na cintura, o rosto fino, olhos castanhos, lábios grandes e finos, usava uma blusa bem justa, um short muito curto e tamancos de salto de madeira. Os seios eram fartos, a cintura marcada e os quadris, acentuados. Ela tinha 98 de quadril e as coxas eram grossas e roliças! O short marcava o corpo, mostrando a boceta grande e inchada, a bunda era redonda e muito empinada, o marido Eduardo, tinha 30 anos, 1,73 altura, 74 kg, branco, cabelos curtos e lisos, forte, usava uma camiseta branca e uma bermuda estampada, a senhora que cuidava do bebe, se chamava Vani tinha 52 anos, 1.67 altura, 82 kg, era mulata, cabelos muito curtos, rosto redondo, lábios grossos, um pouco dentuça, era feia e um pouco gorda, usava um vestido, justo e comprido de tecido grosso, tinha seios bem grandes, os quadris muito largos, Eles sentaram e percebi que Carina ficou olhando para nossa mesa e encarando minha esposa, vi que as duas ficaram se olhando. Sonia brincou com o bebe no carrinho e Carina aproveitou para vir falar com ela, Sonia falou que a filha dela era linda, ela abriu um sorriso.

Sonia e Carina foram juntas se servir e ficaram conversando, quando voltaram Carina nos apresentou ao marido. Sonia os convidou para sentarem na nossa mesa, Ela e o marido sentaram conosco. Ficamos conversando, Eles eram casados a três anos, moravam em Curitiba, Eduardo era agradável, Carina era comunicativa e tinha um jeito de olhar que mostrava que ela não era santa, ela olhava para nos de um jeito que dava para perceber que ela estava querendo mais que amizade. Ficava encarando eu e Alberto na frente do marido. Eduardo parecia não se importar. Sonia falou que íamos à piscina e convidou eles, Carina sorriu e falou que eles iam se trocar e se encontravam conosco na piscina.

Fomos para a piscina, sentamos nas cadeiras e logo o casal chegou. Carina mandou a baba passear com o filho. Ela tirou o vestidinho e ficou só com um biquíni bem pequeno que mostrava o corpo gostoso, os peitos dela era bem grandes, ela estava amamentando e cheia de leite, os seios ficavam maiores e inchados, a calcinha muito pequena mostrava a boceta grande e deixava a bunda redonda praticamente nua. Eduardo usava uma sunga pequena, ele sentou comigo e Alberto e ficamos conversando. Carina deitou do lado de Sonia e as duas se envolveram numa conversa. Vi que Carina olhava descaradamente para Alberto, o volume na cueca dele, chamava a atenção demais.

Sonia e Carina foram para a piscina e nadaram juntas, molhando os cabelos. Eu conversava com eles, olhando as duas, vi que Carina ficava segurando Sonia, se agarrava nela, elas ficaram em pé com água na cintura, Carina segurava em Sonia e vi que ela se encostava e a boceta ficava colada nos quadris da minha esposa, Sonia segurava na cintura dela, as duas cheias de intimidade. Elas voltaram para as cadeiras, se enxugaram e deitaram. Vani trouxe o neném e colocou no colo de Carina, Vani encarrou Sonia, as duas se olharam sem falar nada. Carina sentou e abriu a parte de cima do biquíni, colocando o peitão grandão cheio de leite para fora, os mamilos dela eram muito grandes e estavam inchados de serem mamados, ela deu o peito para a filha na nossa frente sem esconder, nós não fomos nem um pouco discretos e ficamos olhando, Eduardo não ligou! Sonia ajudou pegando no peitão dela e colocando o bicão na boca da filha, Carina sorriu para Sonia. Vi que Carina estava gostando de se exibir para nós, dando o peito para a filha na nossa frente, ela olhava para nos e sorria sem ligar para o marido. Quando acabou a baba levou a filha no carrinho.

Continuamos bebendo e conversando. Sonia e Carina continuaram conversando e tomando sol do nosso lado, vi que Carina abaixou a parte cima do biquíni, mostrando o peito para Sonia e minha esposa abaixou também mostrando os peitos grandes com os bicos avantajados para ela, as duas estavam se comparando, Sonia puxou a calcinha do biquíni mostrando a boceta para Carina, ela ficou olhando. Minha mulher e Carina levantaram e Sonia veio falar comigo. Eu vou subir com a Carina e já volto, disse baixinho, eu olhei para ela, Sonia sorriu para mim e se afastou com Carina. Alberto e Carlos estavam no maior papo e não perceberam.

Sonia me contou depois, que Carina ficou olhando para ela no restaurante e que as duas ficaram trocando olhares e na piscina Carina ficou falando que ela era linda, se insinuando, encostando nela, falou que minha esposa tinha a bunda grande e quando estavam dentro da água, Carina pegou na bunda dela e Sonia deixou. Ela ficou perguntando sobre eu e Alberto, Sonia percebeu que ela tinha sacado que nós éramos mais que amigos; e falou para ela que Alberto era um amigo nosso! Não disse que tínhamos conhecido ele no hotel, contou que Alberto a comia e eu deixava. Carina se abriu com ela, falou que o marido gostava de ver ela dar para outro e logo que casou, ela passou a ser comida por um amigo do marido, na casa deles. Só pararam para ter o bebe, falou que sentia falta de outra pica, que gostava de sacanagem. Sonia contou que tinha dado a noite toda para Alberto na minha frente, Carina falou que pelo volume da sunga o pau dele era grande, Sonia riu e disse que era enorme, que ficava larga quando dava para ele, Quer dar para ele? Sonia provocou. Se meu marido deixar, eu dou! To doida para levar um pau grosso na boceta.

Ela encarou Sonia, eu gostei de você, você tem um corpão, achei você muito gostosa, tua boceta é grande. To doida para ir para cama com você. Carina falou cantando minha mulher. Sonia sorriu para ela, Gostou da minha boceta, ela perguntou. Gostei, Carina disse, Você gosta de boceta, Sonia provocou. Gosto, Carina falou encarando Sonia. Vamos no meu quarto, Sonia convidou. Carina deu um sorriso safado, as duas levantaram e saíram juntas, entraram no elevador sozinhas, Carina encostou em Sonia pegando na bunda grandona dela, as duas se olharam com desejo, Carina beijou Sonia na boca, Sonia correspondeu, sentiu a mão de Carina na boceta por cima do biquíni. O elevador chegou e tiveram que se soltar, seguiram pelo corredor e Carina passava a mão na bunda dela, Sonia pegou a chave e parou na porta do nosso quarto, Carina a abraçou por trás, encostando na bunda dela, esfregando a boceta, beijando Sonia no pescoço sem se importar se alguém visse as duas.

Sonia abriu a porta e entraram, ela fechou a porta, Carina abraçou Sonia, beijando ela na boca, segurando o rabão dela, apertando as nádegas grandonas, Eu to doida por você, você tem um rabão grande, tua bunda é gostosa demais, me deixa ver tua bunda, ela pediu. Sonia tirou a saída de praia e virou mostrando a bunda enorme com a calcinha enterrada. Carina ajoelhou e beijou o bundão dela, esfregando a cara, Sonia tirou a parte de cima do biquíni, Carina desceu a calcinha, Sonia abriu as pernas e empinou a bunda, Carina beijou a bunda farta dela e abriu as nádegas, acariciou o cu, passando a língua, deixando Sonia doida. Ela abraçou Sonia por trás de joelhos com a cara enfiada na bunda enorme, sua boca quente chupou o cu, deixando Sonia alucinada, chupava com vontade.

Sonia fez Carina levantar e a beijou na boca, acariciando a boceta dela por cima do biquíni. Carina tirou a parte de cima e Sonia tirou a calcinha, deixando ela nua, as duas ficaram nuas, se abraçaram unindo as bocetas, se esfregando. Você gosta de mulher, Sonia perguntou de novo. Gosto, posso contar uma coisa para você. Carina sussurrou. Pode, Sonia disse. Eu gosto de mulheres mais velhas. Sonia beijou os lábios dela, Gosta de uma coroa, Sonia provocou. Gosto, a Vani baba da minha filha já me comeu. Ela foi trabalhar lá em casa depois que a minha filha nasceu e eu dei para ela, ela me ensinou a foder com mulher. Meu marido sabe que ela me come.

Sonia levou Carina para cama e a fez sentar-se no colo dela e ficou acariciando os peitões dela. Carina colocou o bico grandão na boca dela, Sonia mamou, sentiu o gosto do leite dela. Carina gemia, segurando a cabeça dela, As duas deitaram na cama agarradas, Carina beijou Sonia toda. Sua boca procurou a boceta, Sonia se abriu toda, puxando a cara dela para a boceta, segurava Carina pelos cabelos, forçando a cara dela contra a boceta, sentia a boca quente de Carina devorando sua boceta, Carina beijava as coxas dela, lambia a racha, chupando com força. Ela fez Sonia virar e deitar com o rabo enorme para cima e beijou a bunda, abrindo as nádegas e chupou o cu, deixando Sonia desesperada. Ai, ai Carina eu vou gozar aaiiiii. Sonia gozou com Carina chupando seu cu.

Ela puxou Sonia, beijando ela na boca, Sonia deitou em cima dela, Carina se abriu toda e empurrou a cabeça dela para a boceta, Sonia beijou a boceta e chupou a flor molhada de Carina, Carina enterrou a cara dela na boceta. Sonia comeu a boceta dela, chupou até Carina gozar na sua boca. Ficaram abraçadas, se beijando, uma com a mão na boceta da outra. Sonia mamava os peitões dela, Carina continuou beijando Sonia, as duas se agarravam cheias de desejo, Sonia sentou na cama e Carina veio para o meio das pernas dela, Sonia abriu as pernas, entregando a boceta, Carina chupou a boceta dela até Sonia gozar de novo.

Ficaram namorando, se beijando, Como é o nome da tua baba. Carina sorriu Vani, disse. Ela Chupa gostoso. Carina encarrou ela. Chupa, ela sabe comer uma mulher, quer que eu chame ela. Sonia sorriu. Quero. Carina sorriu de um jeito safado e pegou o celular e ligou para Vani. Oi amor, tudo bem, eu estou com a Sonia, aquela gostosa que estava comigo na piscina, eu to no quarto dela, ela quer conhecer você, sobe eu to sozinha com ela. Carina disse o número do quarto. Sonia e Carina ficaram nuas se beijando, esperando Vani chegar. Alguns minutos depois, a campainha tocou. Carina foi atender, abriu a porta nua e Vani entrou com o neném no carrinho. Carina pegou o Carinho. Vani usava o mesmo vestido largo. Carina beijou ela na boca. Ela abraçou Carina. A Sonia quer conhecer você. Sonia levantou nua e sorriu para ela. Vani encarrou Sonia, olhando o corpo dela todo. Vem cá meu amor, Vani disse soltando Carina.

Sonia andou até ela, As duas se olharam, Vani puxou Sonia pelo braço abraçando ela pela cintura, Se olharam serias, Sonia beijou os labios dela. Vani segurou Sonia cabelos, de um jeito bruto. Os labios se uniram cheios de desejo. Beijaram-se de um jeito forte. Carina olhava se acariciando. Vani encarou Sonia, comeu ela, perguntou. Comi, Eu quero dar para você. Sonia disse. Vani sorriu, eu sei, eu vi como você me olhou na piscina. Vani beijou Sonia na boca. Sonia sentiu a mão de Vani acariciar sua boceta e o dedo grosso dela invadir sua racha. Ela esfregou a boceta, deixando Vani enterrar dois dedos, sua boceta melada engolia os dedos da baba. Gostosa, você tem um bocetão gostoso, a Carina comeu essa boceta, ela perguntou, Comeu, Me come Sonia pediu.beijando ela, sentiu a mão de Vani acariciando sua bunda, ela levou Sonia para cama e sentou fazendo Sonia sentar no colo dela, se beijaram ela acariciando a boceta de Sonia, Vani enterrava o dedo todo, deixando Sonia louca, sua boca desceu mamando os seios fartos, chupando os bicos inchados com força.

Ela deitou Sonia na cama, Sonia se abriu toda, oferecendo a boceta, acariciando sua flor. Vani levantou e tirou o vestido, estava sem nada por baixo, nua. Sonia olhou o corpo dela, ela era gorda mais era gostosa, toda grandona, tinha a boceta grande como a de Sonia, Seios fartos com bicos enormes e a bunda redonda e grande. Ela subiu na cama e beijou a boceta de Sonia, chupando com força, deixando Sonia fora de si. Vani mamou a boceta dela, fazendo Sonia ficar descontrolada. Sonia se esfregava na boca dela, implorando para ela chupar. Vani sabia deixar uma mulher doida. Sonia se entregava toda aos carinhos dela. Gozou choramingando na boca gostosa da baba.

Ficaram as três namorando na cama sem perceber o tempo passar. Tinham ficado mais de uma hora no quarto, colocaram os biquínis e Vani colocou a roupa, voltaram para a piscina. Eu, Alberto e Eduardo, estávamos na água, Sonia deitou com Carina nas cadeiras. Eduardo foi falar com ela. Carina falou que tinha ido ao quarto de Sonia. Ele beijou a esposa, sabia que as duas tinham se pegado no quarto. Eu sabia que Alberto ia comer a mulher dele como comeu a minha.

No próximo, vou narrar o encontro entre nós quatro no nosso quarto.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.