"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Fim dos meus dias de Donzelo I


autor: Chronos
publicado em: 04/06/16
categoria: romance
leituras: 1408
ver notas


Enfim, Angra! Depois de uma viagem cansativa de deixar meu pau dormente, chegamos ao destino! Lívia estava dormindo em meus braços, Venere espreguiçava aquele bumbum redondo ao sair do carro, Edu tava um verdadeiro bagaço, mas estava feliz. Teve que amarrar um pano qualquer na frente da bermuda, pois a Venere tinha aprontado todas nessa viagem com ele.


Não havia ninguém para nos receber, éramos somente nós quatro. A ficha ainda não tinha caído. Cara, eu não era mais virgem... nossa! E agora, o que fazer? Lívia, acordava ao poucos, olhando ao seu redor, enquanto eu tirava as malas co carro com o marido da tia dela. Nem tinha reparado que havíamos chegado a uma bela mansão(bela era pouco! Nem com mil anos minha mãe juntaria grana para comprar um lugar daqueles!), ainda estava do lado de fora contemplando o paraíso que nos aguardava. O caseiro, William, veio me ajudar com as bagagens pois eu ainda tava meio lerdo da viagem, enquanto Lívia e Venere adentravam a casa para poder fazer algo pra gente comer.


Edu veio levantar meu queixo,rsrsrs. Era de impressionar aquela casa: eram quatro quartos, mano, cada quarto era dois ou três quartos meus, com seus banheiros particulares, mas o quarto do Edu tinha uma suíte que puta que pariu: tinha uma jacusa enorme que cabia umas seis pessoas dentro daquela jacusa. Todos os quartos tinham banheiros com chuveiros bem quentinhos, ele não economizou,não! Tambem com o que ele ganha levando os negócios dele , eu também não teria faria cú doce pra gastar, não!


Entre um papo fiado e outro, Edu finalmente tocou no assunto do verão: quis confirmar se eu era mesmo virgem,rsrsrsrs.
Eu: cara, eu sempre fui muito focado nos estudos, não dei tempo para investir na minha vida sexual porque também sempre fui um cara tímido, levando minha vida pacata, só focando no melhor pro meu futuro..

Edu: parça, não sei se te elogio pela sua determinação ou se rio de você, porque no início, véio, achei que você fazia um enorme sucesso com as garotas da sua idade... quer dizer que aquela mamada foi a primeira foda da sua vida?

Eu: É... “sá cumé, né” ( sabe como é), rsrsrsrs

Edu: Bom, por um lado, aprecio que você tenha se guardado para a garota que você gosta. Quando cheguei à família, cara, a marcação era cerrada em cima da gente, o Chico morria de ciúmes de mim, e falava quase o tempo todo que...rsrsrsrs, se eu magoasse a irmã dele, me cataria na porrada, e tu vê o porte do homem...


O porte do Dr. Francisco era de dar medo a muita gente. É um italiano com seus 1,86m, o braço dele era uma tora, véio, o cara parecia lutador de vale-tudo. Muito forte, e o Edu tem o corpo franzino, até eu cato ele na porrada, pois eu além de ser grande também sou forte, também. Pratico Jiu- Jitsu desde os 10 anos, porque na época os moleques da minha rua implicavam muito comigo, e como eu sempre fui quieto na minha, nunca gostei de confusão. Meus pais me puseram no “caminho suave” para despertar meu lado agressivo, pois controle eu tinha, só não tinha malícia de luta, não fazia mal a uma mosca.


Continuando minha conversa com o Edu, ele até perguntou o que queria ser da minha vida, se tinha algum projeto em mente.

Eu: Edu, na verdade tô meio confuso, cara, porque quero logo trabalhar, e porque eu não quero parar de estudar. Amo Matemática financeira, também amo calculos algébricos, aritmética, tô confuso mesmo...

Edu: mas de cara, o que você quer fazer? Só pra começar!

Eu: quero fazer prova para o Banco Central, véio. Andei comprando umas apostilas de editoras diferentes, para saber o que cai nas provas, e tô estudando pouco a pouco, gasto não mais que 4 horas por dia estudando isso. Eu quero muito passar, porque o cargo exige apenas Ensino médio, sabe, e não quero ser bancado por namorada nem por sogro, não. Quero começar minha vida sendo independente financeiramente da minha mãe. A pensão que ela recebe, nos dias de hoje ,não dá pra muita coisa. Não nos falta nada, graças a Deus, porém, não quero dar mais despesa para ela.

Edu: cara, tu é guerreiro! Admiro o coração que você tem! Não vejo garotos na sua idade pensando assim... Então, você quer ser Técnico no BACEN!? Beleza, e depois? Não vai fazer faculdade, não!?

Eu: Vou! Pretendo fazer Ciências Contábeis ou então ... fazer prova pro IME!( Instituto Militar de Engenharia)

Edu: IME, uma boa... mas tu não leva muito jeito para ser militar apesar do porte... Tu tem estatura pra ser Páraquedista, ir para as Forças Especiais, coisa assim, véio! Não quer fazer Prova pra Escola Naval, não!?

Eu: Edu, até já quis muito ser militar , porque é o estilo de vida que combina com minha rotina. O que eu talvez me cansaria é de ficar recebendo ordens o tempo inteiro, limitado à hierarquia, não faz muito meu tipo, não! Nada contra quem é, mas não combina muito comigo!

Edu: Cara, vejo que em muitos lugares você tem futuro, você é um cara superinteligente, para ter chegado como um dos melhores alunos, se não o melhor, no Colégio que você estudou, tu merece mais. Olha, tô te perguntando essas coisas pois vejo muito potencial em você, apesar de ser um tanto introspectivo, mas isso pode ser trabalhado e você se tornar um grande líder, cara! Gênios nem sempre são os que mais ganham dinheiro. Mas aqueles que possuem uma grande inteligência emocional são os que se destacam. Você desperta confiança nas pessoas, inspira, só precisa se descobrir, mais... toma meu cartão!( ele me entrega o cartão enquanto palestra para mim), sou Coach Financeiro, líder de treinamento de equipes lá na empresa. Estamos há algum tempo no mercado, e estamos preparando pessoas para que possam liderar, não mandar simplesmente. Você é um gênio do trabalho duro, agora precisa ser o gênio dos relacionamentos, segredo do sucesso é por aí, tenho um programa de treinamento para jovens procurando o primeiro emprego, vai ser uma boa para você. Lívia vai ser uma líder de ponta, já tem o dom natural da palavra, palestra seminários para a turma e a escola como poucos que conheço, e você também pode fazer isso!

Eu: Nem sei como te agradecer, cara! Eu realmente não sei o que fazer com tudo o que aprendi, Lívia parece muito segura, sabe o que quer, eu não transpareço meus medos, tenho procurado trabalhar isso, mas com você falando agora, eu sinto mais motivado...

Edu: assim que se fala, garoto! Faça seus concursos, procure um trabalho se assim desejar, mas lembre-se disso: chegue mais perto! É uma coisa que aprendi nesses muitos cursos que fiz em MBA por aí afora. O povo brasileiro é um povo que atrai as outras nações pelo seu calor humano, pela sua empatia, carisma, e grandes líderes brasileiros aprenderam que liderar não é como comandar. Você consegue, Renato! Você é inteligente demais para lidar somente com números ou cálculos. Tu-do isso é muito legal, mas Inteligencia Emocional é o que fecha muitos negócios hoje.

Eu: Valeu, cara. Sem palavras mesmo.

E assim, gente, terminou meu papo com esse cara extraordinário. As meninas estavam chamando a gente pra um lanche bem gostoso. A gente desceu e se juntou aquelas beldades e o resto do dia foi muito divertido, como sempre.

Entramos a noite falando muita besteira, conversamos amenidades, enfim, sem tocar muito nesse assunto de futuro. Juro pra vocês que isso me dava nós na cabeça. Na hora de decidir, sou um cara meio medroso, sério mesmo. Mas precisava pensar agora em outra pessoa que fazia parte da minha vida: Lívia. Pouco a pouco, ela veio se tornando uma das pessoas mais importantes da minha existência. Não podia pensar mais somente em mim. Já estamos há seis meses juntos, pelo menos, eu não podia ficar pra trás, e vendo ela avançar na vida. Não queria, nem quero ser carregado por ninguém! Lívia estava tão convicta sobre o que seguir que não tinha o que discutir: iria se formar em Direito para seguir com o legado do pai, bem sucedido advogado e já líder de uma equipe de advogados. Capacidade pra isso ela tem! Agora, parceiro, eu tava pensando era curtir a viagem!


E varamos noite adentro falando muita merda, rsrsrs. Lívia tava do meu lado, na mesa, já me atiçando de novo. Não demorou muito pra eu começar a passar a mão nas coxas dela e começar a arrepiar sua pele. A memória das carícias dentro da pick-up começou a revirar nossa cabeça de novo, e Venere percebeu que o papo tava levando para um cenário bem previsível. Mas porra, ela precisava dar tanta bandeira com o olhar dela pra mim, cara! Edu parecia não se incomodar, porque ele era maluco, parecia se divertir com aquilo. Tava com a mão dentro da cueca dela já dando uma coçadinha no bilau, a Venere ajudando também, e tudo indicava que eu não ia dormir aquela noite!

Venere , do nada, mandou essa aqui:

- Pessoal, vocês querem uma massagenzinha no corpo antes de dormir? A gente chegou tão cansado, né! Garanto a vocês que vão se sentir muito melhor. Sou uma excelente massoterapeuta, Renato...( nesse momento, ela morde os lábios de leve e me manda um olhadão que deixou Lívia puta na hora)

Lívia: Concordo com a massagem, mas cada uma fazendo no seu homem, tá,Venere!( ela solta um sorriso, mas nessa hora, ela pega no meu pau e faz uma pressão tão gostosa, que quase me arranca um gemido na frente deles)

Venere: Uiiii, filha! É só uma massagenzinha, não vou roubar pedaço desse ébano, não! Já disse pra você que me garanto muito bem com o meu homem aqui!

Lívia: Então, pára de ser engraçadinha(risos).

Pelo que ouvi da Venere, ela é uma excelente fisioterapeuta, e também massoterapeuta. Montou há pelo menos uns cinco anos uma clínica junto com profissionais de saúde de diversas areas, até educação física tb, e é uma profissional muito bem sucedida. Nem parece, olhando pra maluca que é. A mulher não parava de me comer com os olhos,cara, mas parecia uma atriz,Edu nem percebia, ou fingia não perceber. Para ele era tudo diversão,ali. Ele falava merda, contava umas piadas bem pornográficas, não tava nem aí pra gente, não!


Após o lanche, organizamos nossas coisas onde iriam ficar. Havia quatro quartos como disse, bem estruturados naquela casa, mas Lívia fez questão de dormir no mesmo quarto que eu... é,pessoal! O clima tava só começando a esquentar. Edu e Venere foram, obviamente, para o maior quarto, aquele com a tal jacusa...porra, que jacusa maneira, cara! Fico imaginando como seria ter a mulher mais gata do planeta, só eu e ela, naquele palácio, e nossas noites de amor dentro daquela banheira!


Antes de dormir, resolvemos dar um pulo na piscina. Soprava um vento gostoso naquela noite, a água tava uma delicinha de quente, pq tinha aquecedor( puta que pariu, nunca tinha entrado numa piscina com aquecedor, cara!) e é aqui que começa a primeira noite de aventura:


Lívia tava com um biquíni branquinho, pequeno, os seios pareciam que iam pular fora daquela peça; a parte de baixo... ai, aquela parte de baixo, tão pequenininha, fio dental, meu pau subiu na hora dentro da minha cueca, tive que afrouxar ela um pouco pois estava me matando! Venere não deixou barato e pôs todos os seus atributos à mostra: porra, pulou sem a parte de cima no biquini na água, puta que pariu! Edu ainda fez graça, subiu no trampolim da piscina e espalhou água pra tudo quanto era lado com aquele salto embarrigado dele, ô maluco doido!


Lívia veio pra perto de mim já me agarrando pelo pescoço e lascando um beijo tão profundo que lembrou na hora o nosso primeiro beijo. Não é por nada, não, gente, Lívia tem a melhor boca do mundo, cada beijo dado nestes ultimos meses foi melhor que o último, mas aquele era o beijo de uma mulher decidida sobre o que queria naquele momento: a foda precisava ser completa!


Como a Venere abusou da putaria mostrando a parte de cima do biquini, Lívia não deu ocasião pra eu ser tentado por ela, não: arrancou a parte de cima do biquini também, malandro, envolveu aquelas pernas na minha cintura e não perdi tempo: avancei vorazmente nos seus seios intumescidos, durinhos, até que meu pau saltou pra fora da cueca dentro da água. Estávamos enlouquecendo!

Lívia: nossa, príncipe, você tem uma boca tão macia, uma língua tão quentinha pra mamar no meu peitinho...ssssssss!(nesse momento, ela joga a cabeça pra trás e se larga nos meus braços.)

Ela puxa minha cabeça contra seu peito, e começa descer pelo meu corpo até sua intimidade tocar na minha. Ela fica em pé, com meu pau colado na sua barriga, e começa a me punhetar dentro da água. Seus movimentos vão ficando mais rápidos, eu a giro na piscina e por trás, começo a roçar meu pau duro entre suas nádegas. Avanço em seu pescoço com mordinhas e chupadinhas na nuca que vão levando ela à loucura total.


Ela tá literalmente dominada. Enquanto beijo seu pescoço, minha mão ainda massageia e liberta aqueles seios de menina do resto de inocência que ela possui. Não tenho pressa de penetrá-la. Vou curtindo o momento. Desço minha mão esquerda pelo seu corpo de ébano, chegando até o ponto mais íntimo dela. Sinto que ela está encharcada , pronta pra me receber. Começo a tocar levemente seu grelo, ela solta um gritinho de prazer, meu pau começa a doer de necessidade de penetrá-la. Sinto aquele oceano implorando para eu me afundar em suas águas, nada vai me fazer voltar atrás. Venere? Foda-se a Venere, nem sei onde ela tá agora. Quando nos damos por conta, só tem a gente dentro da piscina. Edu já tinha carregado ela pra dentro de casa, e só ouvíamos as risadas deles, e os gritos de prazer dela. Estavam se comendo em alguma parte da casa, não era o quarto!


Lívia então propõe:

- Amor, me leva pra cama pra gente continuar nosso momento? Ou você prefere ficar aqui?

Eu: Linda, por mais que esta delícia de piscina seja um lugar excelente, ainda quero ter a primeira vez na cama!


Mas e pra sair da piscina, gente? Andando com três pernas até o segundo andar era dose. Mesmo cobrindo com a toalha, era demais, nem é minha casa, mas Lívia logo me tranquilizou:

-Amor, eles nem vão esquentar de ter ver pelado, pois eles estão beem ocupados. Então? Vamos?


Não havendo objeções de minha parte, saímos da piscina e ela foi correndo, tentando fugir de mim! Ela chegou primeiro ao quarto, lógico, sou grandão, mas ela saiu primeiro com alguns segundos de vantagem. chegando aos aposentos, ela já tava no banheiro, arrancando a ultima parte do biquini e entrando no banho quentinho. Entrei logo atrás. E ali continuou nossas preliminares: de um jeito bem sensual ,ela pegou o sabonete e foi passando nas minhas costas, deslizando suavemente pelo meu corpo, e dando muito beijo. Com as mãos cheias de sabão, massageou meu pau num vai-e-vem tão gostoso que quase gozei na mão dela. Ela passou a mão nas minhas nadegas, ensaboando-as, quando de repente... ela me dá uma dedada!


Tomei um susto, cara. Ela ficou rindo, divertindo-se com a cara que fiz, espantado, olhando pra ela. O pior é que meu pau latejou ainda mais forte, ela viu, e perguntou:

-Nossa, lindo, você gostou?

Eu: cara, por que você fez isso?

Lívia: Ah, foi só pra ver sua reação, gostoso!

Eu: pior que tenho que admitir, parece que fiquei mais ligado, meu pau tá latejando pra caralho!

Lívia: Aprendi isso com a Venere(outra vez essa puta no assunto!),ela me disse que lá nos países orientais existe uma massagem que se toca no reto, e isso produz no homem um tesão muito maior que o normal...

Eu: parece que aprendeu direitinho, né!(risos)

Lívia: Jura?

Eu: Tomara que eu não me arrependa disso( abaixei a cabeça, sacudi..) faz de novo!

Lívia: Sério!? Ai, amor, você vai gostar...

Cara, não me arrependi, não. Ela me ensinou como se faz, e lubrificou bem as mãos, as minhas também, e juntos começamos a dar pinceladinhas leves um no cuzinho do outro. Que tesão da porra! Quando ela enfiou o dedo, cara, meu pau latejou ainda mais forte, como é que ela fazia isso eu não sei explicar, mas foi tão bom... gozei litros em cima dela! Ela olhou pra mim e riu muito. E o pau não abaixou, não! Cara, o tesão era tanto que continuamos a nos acariciar debaixo daquele chuveiro. Ela se ajoelhou na minha frente e lambeu o que restava do leite, olhou pra mim com uma cara de vadia, e disse:

- Adoro seu leite quentinho, lindo! Tão gotosoooo, aiiin!

(Continua)



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.