"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Aula especial p/ professora gostosa- fim


autor: Chronos
publicado em: 19/07/16
categoria: romance
leituras: 1771
ver notas


Mandy mamava como uma escrava faminta, obedecendo cada comando que eu dava. Como todo bom professor, tava na hora de eu dar uma aula de prazer para ela.

Coloquei ela de quatro, e caí de boca novamente naquela xana melada e comecei a lambuzar seu caneco também, rsrsrs. Ela gozava quase sem parar, seus lábios vaginais já estavam inchados de tanto chorar pedindo pica.

Mandy: Lipe, me fode agora!

Eu: Esqueceu que aqui quem manda sou eu!?( dei um tapa na bunda dela. Ela gritou e riu )

Mandy: Seu cachorro, ogro, ordinário, você não vale nada! Me dá logo essa pica, vai!( falava com sofreguidão)

Eu: Tu quer pica tu pede com carinho, seja uma boa puta, vem!

Ela se virou para mim, mamou olhando para mim como a Gata de Botas,rsrsrs, e pediu com carinho:

Mandy: Vem, meu Príncipe, acaba com essa cachorra, vai! To louca por você, sou toda tua...

Eu: Toda minha!? Só por hoje?

Mandy: Por quanto tempo você quiser!

Eu: Quem é teu homem!?

Mandy: Você!

Eu: Quem é teu macho!?

Mandy: VOCÊ!

Eu: Você é toda minha, mesmo!?

Mandy: O que você quiser de mim eu te dou agora!

Eu: Boa menina! Porque eu to louco pra gozar nesse cuzinho apertadinho!

Mandy: Jura!?(risos), sempre fui louca pra ser comida por trás...

Lipe: Tá me dizendo que aquele viadinho nunca te comeu por trás!? Em três anos!?

Mandy: Você foi o primeiro que me levou tão longe, nem oral ele fazia mais, só cuspia leite e caía fora. Ele achava nojento!

Eu: Então agora prepare-se, por-que é questão de prova pra você!

Mandy: Vem e acaba comigo, gostoso!

Encharquei minha mão com seu próprio mel e coloquei um dedo, dois dedos, para que ela se acostumasse com a pressão que estava por vir. Mandy tava ansiosa, eu pedi para que relaxasse mais. Tendo feito, massageei num vai e vem gostoso enquanto ela massageava seu grelinho.

Introduzi devagarinho a cabeça do meu pau para não machucar, mas a cachorra fez questão de se jogar na minha direção e enterrar meu pau com força. Ela urrou de dor.

Eu: Tá urrando de dor, sua puta!? Eu não ia te machucar assim!

Mandy: Quero seu pau agora! Urrei foi de tesão, seu cachorro!

Eu:( dei um tapa forte ) seja uma menina boa pra mim!

Mandy: Vai, seu pauzudo, me fode, vai!

Acabei de enterrar meu cacete naquele caneco, e comecei fodendo com força, que é como eu gosto. 10,20,30 estocadas vigorosas, e Mandy agarrou com força o lençol e mordia a fronha com vontade. Eu tirava meu pau e alternava estocadas fortes entre seu cu e sua buceta. Cara, que cachorra, véio, era mais macho que o marido dela que trabalhava mal. Mocinha do caralho!

Então veio meu último trunfo: Sabe aquelas bolinhas que a gente coloca dentro que estoura, fazendo arder tudo, rsrsrs? Quem costuma comprar em Sex shop sabe o que eu estou falando. São umas cerejinhas explosivas, de pimenta. Kkkkkkkkkkkkkkkk.

Puxei de dentro da calça, do lado da cama, obvio que interrompi a foda, né. Coloquei uma na xota e duas no cuzinho que já tava bem alargadinho pela minha pica grossa. Recomecei a estocar com vontade. Parceiro, a parada ficou boa nessa hora!

Mandy: Ai, filho da puta! To pegando fogo, porra!

Lipe: Vai arregar agora!?

Mandy: Me fode toda, vai ! Isso, aaaaaaaaaah...... Uiiiiiiiiiii, mais forte, vai!

Cara, tava pegando fogo a parada! Eu não tava mais aguentando, mas nao dei um pio, kkkkkkkkk! Alternava entre o cu e a buceta. Ela gozou direto, nem precisava mais se tocar com os dedos.

Anunciei que tava na hora final. Ela tirou meu pau do cu e pediu que gozasse sobre o corpo dela.

Eu: Aaaaaaaaaaaah! Uuuuuuuuh! Porra! Toma sua puta!

Mandy: Kkkkkkk, isso, seu cachorro, no meu peitinho agora... Isso! Me dá na boquinha agora... Huuuiummmm, leite gostoso!

Cara, tava tão foda aquela,ardência, que meu pau pulsava na boca daquela cadela, nossa, véio!

Dei um tempo na cama, a gente se beijou muito, e senti o gosto da porra, misturada com aquela pimenta. Pau já tava dormente, já, rsrsrsrs! Fomos para o banho, e piorou! A agua batia, piorava a sensação. O que diminuiu isso foi a intensa e lasciva troca de beijos durante o chuveirada. Meu pau deu sinal de vida e ela mamou feito uma puta profissional, nossa, como ela é carinhosa!

Aquela noite não dormi. Fodemos mais umas três vezes, depois foi só se lavar, esperar amanhecer, tomar o café da manhã, e meter o pé para casa. Só que não! Rsrsrs, a nossa festinha continuou no flat dela.

Mandy: Lipe, não quero largar mais você, como a gente faz depois disso?

Eu: Nem eu largo você, Mandy. Namora comigo!

Mandy: Nossa, esperava algo mais romântico! Uma declaração de amor, um pedido mais apaixonado...

Eu: Todo aquele jantar, toda a noite, não te diz nada, não!?

Mandy: Você fez aquilo pensando em namorar o tempo todo!?

Eu: Diferente de muitos que usam palavras, eu prefiro gestos. Você mexeu com minha cabeça desde o dia que li aquele bilhete. Quando você chegou para dar aula, eu já estava louco por você. Posso ficar com qualquer pessoa, mas você me roubou o coração....

Mandy: Nossa, Lipe, que lindo...

Eu: Mandy, jamais me envolveria com mulher casada, ainda mais,sendo minha professora. Mas já liguei o botão de foda-se pra tudo desde que vim te buscar. Sou louco por você!

Bom, pessoal, o que sucede depois deste longo conto foi que minha rotina mudou drasticamente depois que ela apareceu na minha vida: Levei-a em casa, apresentei a meus pais que a receberam muito bem, como filha, e no Colégio... Ah, o Colégio! Cada dia que ela entrava em sala de aula, ela estava mais gata, mais gostosa. Mas esconder isso foi muito difícil .

Lívia era muito perceptiva, chegou em mim e falou na cara dura:

Lívia: Por que sinto que você tem algo a ver com essa mudança toda, Felipe?

Eu: Rsrsrs.

Lívia: Seu cachorro! Rsrsrsrs, Lipe, como tu tem coragem, cara, tu pode acabar com a carreira dela, seu puto!

Eu: Cara, no fim do ano ela vai sair. Até lá, bico fechado, não conta pro Renato...

Renato: Eu o que!? Rsrsrsrs

Eu: Nada não, cara!( ele havia chegado por trás de mim, na moita)

Renato: Cara, fica tranquilo, não sei o que você fez para isso, mas ela está muito melhor agora, parecia um fantasma, depois daquela discussão...

Lívia:Renato, seu bobinho, vem cá...

Lascou um beijo no namorado e levou o tonto embora. Caneludo tonto. E foi essa a história, pessoal.

Finais de semana, as aulinhas seguiram firmes e fortes até o fim do ano,rsrsrs. Depois da formatura fui morar com ela, perdi contato com Renato, Lívia, e a galera toda da escola. E como eu estava ganhando dinheiro com shows e a porra toda, Amanda largou o mestrado em Astronomia e virou minha assessora. Fazia a contabilidade dos negócios e o melhor de tudo, divorciou-se de vez daquele coxinha.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.