"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Seduzido pela Prima no Carnaval 4


autor: Chronos
publicado em: 20/07/16
categoria: incesto
leituras: 2860
ver notas


Eu até entendia a preocupação da minha tia, mas agora, parceiro, eu não queria pensar em Lívia, não. Àquela altura do campeonato, eu não tinha a perder mais nada depois de haver viajado com o namoro naquele pé, terminar era somente um detalhe. O bom disso tudo é que ali na família um mandava a real pro outro, podia até não concordar, mas pelo menos havia um respeito.

Sil: Não tô aqui pra te recriminar, Rê. Eu não tenho nada contra você. Mas do jeito que está despojado aqui, realmente ficamos observando. Então quer dizer que...

Eu: Tia, relaxa. Brendah não tá me forçando a nada aqui. Aliás, está me fazendo um bemmm, rs

B.: Um bem digo eu, rsrsrs .

Mãe: Olha, tua tia e eu não vamos impedir nada, porque vocês são adultos. Aqui vocês estão no meio de pessoas que amam vocês. E já tá na cara mesmo essa climere, como vocês dizem, rs! Só tenham juízo!

Sil: Pra dizer a verdade, apesar da surpresa, vocês até são fofinhos juntos. Renato, toma conta dessa,desmiolada, tá!? Sua mãe já me passou a sua situação . Pego no seu pé porque eu te amo, você é um filho que eu não tive. E graças a Deus por isso, agora!

Se antes tava gostoso aquele clima em família, pode apostar que agora ficara muito melhor! Bem mais relaxado, descontraído e desimpedido, a gente pediu licença e fomos curtir. Brendah não me pressionava a nada, eu também não. Não prometi nada pra ela, e por sua vez , ela também não tava esquentando com porra, nenhuma, ficou tudo certo.

O samba rolou o dia inteiro, meus tios chaparam na cerveja, só não sei explicar como não ficam bêbados, cara, o tanto de cerveja que entornaram pra barriga foi foda. Aproveitei a tarde para tirar uma soneca, porque eu tava virado da noite passada. Não demorou muito pra virem me perturbar. Meus primos me agarraram, me carregaram a até a piscina e me arremessaram! Viadinhos. Puta que parola.

Franklin: Acordou, bebezão!? Rsrsrs, aqui tu não vai dormir não, ô mané!

Depois de uma daquelas , não tinha nem como ficar sossegado. Mas tudo bem, quem tem uma família como a minha tem mais é que entrar no ritmo da dança. A B. não fez nada, pelo contrário, ajudou a zoar. Tô vendido com uma mina dessa do meu lado, rsrsrs.

À noite, tome-lhe funk, dessa vez as tias também rebolaram até o chão nessa brincadeira, mano, os primos pararam e ficaram olhando. Beto, Dante, Dirceu , todo mundo dançando esfregado com um no outro. Aproveitei e fui pro quartinho secreto com a Brendah. Aquela manhã dentro da camionete do Dante tava incompleta.

Passei a chave na porta e caímos na cama aos amassos e beijos voluptuosos. Eu já tinha dito a vocês como aquela preta tem uma boca deliciosa? Arranquei aquele top que ela tava usando e mergulhei naqueles seios enormes. Brendah tava dominada, ela sabia que quem tava no comando era eu. Levantei a da cama pois eu queria aproveitar o clima beijando ela em pé. Joguei seu corpo contra a parede com força e suguei selvagemente seus seios, intumescidos , que imploravam por mim.

B.: Ai, cachorro! Que fome é essa, porra! Nem meu professor me pega com essa força... Aqui, seu putão, me chupa aqui, chupa(caí de boca na xana dela.)... Aiiiie, filha da puta, tu quer buceta, quer!? Toma chave de buceta, caralho!

arrastou-me até a cama e me aplicou uma chave de perna, aquela puta! Eu tava amando aquilo. Suguei aquele grelo com vontade, enfiava os dedos na sua grutinha melada, penetrava com força. Fiquei com a cara toda melada do mel que ela gozou. Isso deu uma amolecida nela, que afrouxou as pernas já trêmulas de tesão.

B.: Porra, que boca gostosa! Tô vendo estrela com um boquete desses, espera só um momentinho, Re.

Eu: Porra nenhuma, cadê aquela disposição em acabar comigo?( dei um tapa na cara dela. Ela gemeu.) Anda, sua puta, tu não queria pica, me mama agora!

Peguei-lhe pelos cabelos e a trouxe pra enterrar meu mastro. Que chupada deliciosa, cara. O tesão era tanto que ela sugava minha glande e me punhetava ao mesmo tempo, me olhando com aquela cara de puta.

B.: Tá gostando tesão!?

Eu: Engole tudo!

B.: Tu é grande, Re, rsrs.

Eu: Quer que eu desenhe pra você como se faz!? Enterra agora!

Ela gostava de ser mandada. Agarrei-a pelos cabelos da nuca e comecei a socar com força. Ela tentava se desvencilhar de mim, mas não conseguia, porque eu era mais forte. Socava pica pra dentro e batia na cara. Veio a vontade de gozar, mas segurei. Tirei meu pau da boca da Brendah e fiquei olhando pra ela, buscando o ar. Meu saco chegava a latejar de dor.

Brendah: Seu desgraçado, rsrs, você ta me matando hoje, porra... Onde foi que eu aprendeu a foder desse jeito!?

Eu: Tive uma boa professora...

Brendah: Você vai pra puta que pariu, seu cachorro, kkkkkkkk. A partir de agora, você vai ter meu cheiro, eu sou sua puta agora, entendeu!?

Eu: Seja uma boa menina que penso no teu caso!

Ela avançou pra cima de mim dando porrada, tomou mais na cara. Ela gritava de prazer.

Eu: não é assim que você gosta de ser tratada!? Fala, sua vadia! Vou te colocar de bruços e vou arregaçar esse cu é agora!

Lembram daquele óleo sinistro que eu tinha usado naquela massagem da Venere!? Eu tava com ele na bolsa, kkkkkkkk. Arrebitei aquela bunda enorme, massageava e dava tapas bem fortes. Ela gemia alto. Coloquei um dedo no rabo dela . Tava apertadinho. Mandei ela relaxar. Coloquei mais um dedo. Ela começou a sentir a ardência

B.: Pára, Renato, rs, tá ardendo essa porra!

Eu: Calada!

Besuntei meu caralho com aquele óleo e penetrei de uma vez só. Agora ela urrava freneticamente.

Brendah: Uuuuuuuuuuuuurrrrrrr... Aaaaieeeeeeee! Tu ta fudido comigo, seu animal!

Eu: (dei um tapa na bunda dela) tá gostando, priminha vadia!? Quer mais forte ou tá bom assim!? Teu professor te fode desse jeito!? Não, né! Vou deixar esse cuzinho da forma do meu caralho!

Brendah:( olhou pra mim e riu) tu acha que manja sozinho dessa porra? Vou prender tua pica agora, seu viadinho. Quero ver tu bombar agora...

Ela contraiu o cu com uma força, cara, que me enlouqueceu! Caralho, ainda nao tinha experimentado uma sensação daquela . Quanto mais força eu fazia, mais ela contraía. Rompeu em um orgasmo atrás do outro, sem precisar tocar siririca. E gozava muito. Cara, que mulher gostosa, muito louco, véio! Eu tô escrevendo aqui pra vocês, mas só de lembrar dá vontade de bater uma punheta.

B.: Também manjo de foda, seu putão, acha que só você aprendeu coisa gostosa!? E aí, quer gozar!?

Eu: Tu me enlouquece, prima! Vadia, filha da puta, ordinária!

B: Vai gozar a hora que eu quiser, mocinho. Hoje a dona da putaria sou eu! Anda... Mete mais forte, mete!

Quanto mais forte eu tentava meter, mais o cu dela se contraía pra me deter... Comecei a lacrimejar de prazer.

B.: Então, quem mete mais gostoso? Sou eu aquela puta coroa!?

Eu: Porra...

B: Hein!? Nao escutei, fala pra sua putinha, fala. Fala que eu quero escutar...

Eu: Você!

B: Mais alto, porra!

EU: VOCÊ, PORRA! QUER QUE EU GRITE MAIS?

B: Tá do jeitinho que eu gosto, bom menininho, kkkkkkkkkkkk, agora goza no meu cuzinho, vai! Encharca sua putinha de porra...

Bombei freneticamente até ela romper em outro gozo abundante. Gozei de a porra sair ardendo do meu pau. Cara, que cu gostoso! Deitamos de conchinha um pro outro, e fui deixando meu pau amolecer dentro dela.

B: Porra, Renato! Tu sabe usar bem sua pica, gostoso, tô ardendo toda com essa bomba da tua!

Eu: E tu fode muito! E aí, vai continuar fodendo com seu mestre depois de mim?

B: E você, vai comer cachorrinha de madame depois de mim? Hoje tu viu o que é mulher de verdade, aqui tem muita cuca no lance. Por isso que não fodo com qualquer macho por aí!

Eu: Então, tô aprovado!?

B: Ainda pergunta? Tô boquiaberta contigo, cara. Vou ficar com ciúmes quando você voltar, rsrsrs.

Eu: Por quê?

B: Ainda pergunta? Eu sei muito bem que tu vai ver aquela puta de novo!

Eu: Talvez... Pode ser que eu queira ver você muitas vezes...

B: Abrindo aqui pra você: Quando soube que tu tava namorando, fiquei muito puta. Sempre fui gamada em você, não vou querer te dividir com essas cadelas de carpete, não. Tu escolhe! Ou tu fica comigo, comendo uma fêmea de verdade, ou tu volta a ter seus encontros meia-boca!

( continua )




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.