"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Comer bem....


autor: lena66
publicado em: 22/07/16
categoria: hetero
leituras: 1393
ver notas


As vezes perco o sono durante a noite, fico pensando no trabalho, nos prós e contras, e as vezes me lembro de situações totalmente inusitadas.
Logo que comecei a advogar, fazia o possível pra que houvesse a reconciliação das partes, principalmente em casos de família, onde envolve muita coisa. Enfim….
Certo dia entra em meu escritório uma jovem de mais ou menos 28 anos, bonita, mas mal cuidada.

Ela disse seu problema e que queria entrar com uma ação de divórcio, eu tinha que saber o que a motivava pedir o divórcio e não conseguia dizer. Então pergunto;

- Ele te bate?> - Ele não cumpre com os deveres de casa, compras, vestuário….? > - Ele é desonesto? >
….. e depois de uns 20 nãos, eu falei; nossa, mas o que ele tem de errado?

Aos prantos: “Eu nunca tive um orgasmooo” Nossa! Que dó! Juro que fiquei sensibilizada, tamanho era o descontentamento daquela mulher.
Como eu era muito mais experiente que ela, primeiro a confortei (sem sacanagens, tá?!), sabendo que eles tinhas 5 anos de casados, ela casou virgem, era seu primeiro namorado, enfim, romântica e claro…. Se decepcionou!
Como também tive esse tipo de problema durante um tempo em minha vida (por isso hoje sou assim, kkkk) sabia que não precisava separar, bastava arrumar.

Como todo bom mediador, pedi pra que ela trouxesse seu marido até mim e que conversaríamos os três. Mas dei uma missão, os dois teriam que vir banhados, sem perfume (desodorante sem cheiro) e com roupas leves e no último horário. Okay, pode contar, estaremos aqui.

Chegando o dia o casal entra, os dois um tanto quanto indiferente um com o outro e daí comecei, blá, blá, blá depois de muito blá blá blá, disse o que queria que fizessem.

Os dois ainda se amavam, até choraram ao afirmar, e claro o rapaz estava ciente que eu conhecia a situação.

Depois de saber que costumavam tomar vinho, servi uma taça pra cada (eu não…. Vinho me deixa facinha)
E falei pra que se entregassem ao momento e seguissem minhas “ordens”. Diminui a luminosidade.
Sugeri que ele a beijasse como no início. (que fofo)
E seguindo o que eu falava, ele tirou sua camisa, beijou seu pescoço, e ela também fez com ele o mesmo, tirou sua bermuda e ele seu shorts, tudo isso com carícias e leveza, beijos cada vez mais ardentes, lambeu seus seios, e ela conduzia sua cabeça direcionando onde ela queria sentir;
Foi descendo, beijando cada centímetro de seu corpo até chegar em sua vagina…..

Nesse momento ela já se contorcia toda, guiando sua cabeça pra chegar ao ponto certo.

Ele já estava a ponto de bala, como era lindo ver aquele volume em sua sunga, pedi pra que trocassem e ela começou a fazer um boquete, nesse momento ele conduzia sua cabeça, de forma bem suave. (ôh vontade de entrar)
Pedi pra que ela ficasse de quatro e ele introduziu aquela pica maravilhosa em sua xoxota, igualmente maravilhosa, e ele começou um vai e vem…..

Sabendo da dificuldade que ela tinha, pedi que ele acariciasse seu clítoris ( não pude falar grelinho, kkkk), ele colocou o dedo indicador e começou massageando, nessa hora tive que intervir, e fui ajudar, levando o seu dedo ao local correto.

Cara! Eu estava com “as bocas” cheia d'água.

Essa garota quase que imediatamente começou a ter contrações simplesmente invejáveis de um orgasmo múltiplo. Ele continuava no vai e vem e ela gemia, ahhhhhhhhhh, ahhhhhhhhhhhhh, issooooooooo, uuuhhhhhhhhhhhhhhh.

Gente que coisa complicada…. Eu quero…. Escorria entre minhas pernas o desejo de participar….

Eu estava a ponto de gozar e deixei por conta deles, sentei e fiquei só admirando e apertando minhas pernas pra acariciar a minha xoxota pedinte. Tenho que me recompor, tenho que me recompor…

Os dois pombinhos, gemem juntos e chegam ao clímax maior, desabando em meu sofá, todo gozado, (tá bom!)

Olharam em minha direção, como se falassem; - conseguimos!!!!

Voltei com a iluminação normal, eles se vestiram, e rindo disseram; - “A senhora é doida”

Dei um sorrisinho. Não meus amigos, eu sei o que é bom, e sexo é ótimo.

E ai? Posso seguir com seu pedido?

Os dois se beijaram e falaram juntos um sonoro : NÃO!

Perdi uma cliente, mas ganhei dois amigos. Pouco tempo depois, fizeram uma festa e claro fui convidada, tava doida pra festinha ser íntima e rolar um ménage, mas me decepcionei, kkkkk
Me convidaram pra uma foto, fiquei no centro, os dois me abraçando, tudo muito sério quando perguntei ao pé do ouvido dela, -Tá gozando? Kkkkk

Graças a senhora…. Putz! Graças ao seu marido, kkkkk

Foi muito divertido eles são uns fofos, casados há 15 anos, aprenderam a reconhecer os pontos de cada um. E a danadinha continua tendo vários orgasmos múltiplos.

Moral da estória " Pra ser feliz, basta comer bem"

Hoje não faço mais isso, se o fizesse entraria no rolo ou rôla, sei lá, mas, teria que mudar de profissão e abrir uma casa de swing, ôh, delícia!

Beijos carinhosos da








ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.