"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Se o marido não come...


autor: Negropro
publicado em: 27/07/16
categoria: hetero
leituras: 5845
ver notas


Desde o início da adolescência tenho muita atração por mulher gordinha,não sei até aos dias de hoje o que tanto me atrai nelas,mas adoro uma mulher cheia,seios grandes,rabuda e cheio de charme.
Eu ficava doido quando via uma do jeitinho que eu gostava,ainda mais se estava festida abusando dos decotes.
Consegui meu primeiro emprego num restaurante no movimentado centro de compras em SP,entre todas as mulheres que trabalhavam comigo a que mais me chamava a atenção era Maysa,uma bela de uma gorda gostosa,sempre charmosa,tinha cebelos até os ombros vermelhos,usava um óculos que era um teSão,pele morena,seios fartos que acabara de amamentar,coxas grossas e uma boca que era de tirar o fôlego com lábios carnudos. Maysa tambem era a pessoa que mais me identifiquei no trabalho,ela era simples e sempre me tratava bem,muitas das vezes me dava carona até a estação de trem e conversamos bastante.
Apesar da nossa diferença de idade eu com 18 e ela com 32 o papo era sempre agradável e fluía muito bem,sabia muitas coisas delas inclusive do seu marido,um idiota que a traia muitas vezes e que sempre a tratava muito mau.
Em uma quarta feira quente assim que saímos do trabalho ela me ofereceu uma carona,no caminho me disse que no final de semana seu marido iria viajar com a família e que ela iria ficar sozinha com a filha recém nascida e devido a violência que estava no seu bairro,gostaria de saber se eu poderia ir passar a sexta,sábado na casa dela,que me levaria pra casa no domingo pela manhã,disse também que o marido não se importaria pois ela disse a ele que iria convidar também a prima pra companhia a ela e não se sentir desconfortável por estar em casa somente com um homem,aceitei o convite.
Passei a quinta feira toda imaginando como seria ficar na mesma casa que Maysa,ela nem imagina o quanto eu era cheio de teSão por ela,minha imaginação ganhava força e por 2 vezes tive que ir me aliviar no banheiro.

Enfim a sexta chegou,saímos do restaurante e fomos direto pra casa dela,a prima que ela havia convidado ainda não tinha chegado e começamos o final de semana tomando algumas cervejas,e foi aí que a coisa começou a ficar boa.
Maysa pediu um minuto pra ir trocar de roupa e voltou em seguida com um short minúsculo e uma regata branca e visivelmente sem sutiã,dava pra ver os seus seios escuros por entre o técido.
Não conseguia desviar meu olhar,não prestava a atenção no que ela falava,apenas olhava aqueles seios gigantes bem a minha frente,não teve saída meu pau endureceu na hora.

Quanto mais eu tentava disfarçar mais excitado eu ficava,sentia meu pau pulsar preso na cueca,estava quase rasgando a calça e pulando pra fora.
A cerveja da mesa acabou,Maysa me pediu pra pegar mais uma garrafa na geladeira,me levantei e fui pegar,quando voltei ela arregalou o olho pro volume da minha cueca,tentei disfarçar mas não dava,o tesao era claro e estampado.


-Nossa nego,que isso (ela me chamava de nego)

Não havia Desculpas pra dar e nem pra onde fugir,abri o jogo,falei o motivo do tesao e esperei a pior das reações,porém ela sorriu e disse:

-Nossa nego,quanto tempo não me sentia uma mulher desejada,pra ser mais escancarada quanto tempo eu não via um pau desse todo duro querendo me invadir,vai continua,poe ela pra fora deixa eu ver mais de perto.

Fiquei paralisado,sentir sua mão quente levantar minha camisa,soltar o botão da minha calça e abaixar o zíper, ela acariciou meu pau pela cueca e aos poucos tirou ele pra fora,segurando firme começou a punhetar com carinho.
Eu nem acreditei quando senti aquela mão gostosa me punhetar,ela olhava fixo pra ele e com vontade botou ele dentro da sua boca,tremi quando senti sua língua tocar a cabeça do meu pau,me encostei e relaxei no sofá,coloquei meu dedos no meio seus cabelos vermelhos e a ajudei no ritmo da mamada. Por muitas vezes segurei pra não gozar naquele instante,mamada deliciosa numa boca quente e molhada.
Ela se levantou e ficou em pé na minha frente,minha reação foi abaixar aquele short e deixa a sua parte de baixo totalmente nua,buceta lisinha e cheirosa,eu a chupei com ela em pé na minha frente,Maysa gemia tão gostoso quanto a sua buceta que me lambusava,senti seu gozo escorrer pela minha boca a levando ao delírio.

-Me fode,por favor me fode nego!

Me levantei e não tive tempo de tirar sua regata,simplesmente lhe botei de quatro no sofá e interrei meu pau naquela buceta quente e molhada,lhe fodi com gosto e vontade,ela estava tão molhada que a cada bombada espirrava seu prazer em minhas pernas,rasguei sua regata com o teSão da foda,fazendo os seios dispencarem pelo sofá, sua bunda era meu encosto e saco de tapa,dei tanto tapa que minha mão ardia,ela gritava e pedia mais.
Dei um intervalo com o pau lá dentro,lhe fiz um carinho e voltei a fuder,não queria parar,queria meter a noite toda.
Meu pau escapou e aproveitei pra mudar a posição,botei Maysa de frente,dei mais uma bela chupada e enterrei meu pau,as bombadas faziam seus Mega seios baterem forte em seu rosto,quando dava eu tratava de modelos e agarra-los.
Maysa não demorou pra aos berros gozar no meu cacete que de preto estava ficando todo vermelho pela intensidade da foda.

-Aí nego tô gozando gostoso,continua,manda seu leite dentro de mim,me faz ser sua puta vai seu safado!

Obedeci,meti o mais rápido que podia e me soltei dentro dela,nunca havia gozado tanto,deixei meu pau vibrando com a porra dentro dela e a beijei,senti o sabor do seu suor e a vontade com que ela me beijava,ela se estremeceu e inacreditávelmente gozou mais uma vez,tirei meu cacete de dentro e a porra espalhou pelo sofá e chão.

Maysa assim que se recompoz ligou pra sua prima e disse que ficaria bem sozinha e que não era necessário ela ir pra lá, resultado um final de semana de sexo e suor.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.