"Os mais excitantes contos eróticos"

 

MENAGE INESPERADO


autor: Amora
publicado em: 06/06/15
categoria: grupal
leituras: 12740
ver notas


Voltando aos tempos em que eu estava me revelando cada vez mais safada, após conhecer Michel e de me esbaldar na cama com Mallu, eu estava aberta a quase todos os convites.
Eu tinha um amigo chamado Roni que desde que eu estava me separando sempre me convidava para sair, já que estava constantemente saindo e conhecendo novas pessoas ele teria sua chance também.
Eu sábia que a intenção de Roni, não era apenas sair para conversar, mas como eu também vivia cheia de más intenções com os homens que saia, eu já sai preparada para o final da noite terminar em um sexo gostoso!
Coloquei uma sainha jeans curta, uma calcinha fio dental, e uma blusinha regata justa e decotada, um tamanquinho e dentro da bolsa diversas camisinhas!
Roni não era nenhum galã, porém tinha lindos olhos cor de mel que brilhavam, além de uma fama entre algumas amigas minhas que já haviam saído com ele de ser um homem insaciável capaz de gozar por cinco vezes sem perder o folego e proporcionar verdadeiros orgasmos múltiplos nas mulheres!
Mas parecia que oque eu esperava para aquela noite não se realizaria, para começar Roni chegou quase 1 hora atrasado ao barzinho que havíamos marcado, para piorar quando eu esperava que ele passaria um bom tempo me elogiando e me cantando, ele optou em falar sobre o jogo em que acabara de assistir e como tinha sido emocionante.
Quando eu pensava que não podia ficar pior, a coisa ficou!
Jennifer que arrastava Junior em direção a nossa mesa, visivelmente sem a miníma vontade de ir falar comigo e Roni, Jennifer por sua vez parecia ser intima minha da forma que falava e parecia não se cansar de falar.
Junior ao ver a camisa do Santos que Roni vestia perguntou se ele havia ido ao jogo e Roni ao responder que sim, iniciaram um papo sobre futebol.
Uma garota tagarela e dois homens falando sobre futebol estragaram meu sábado anoite!
Deixada de lado pelo meu par, quase duas horas depois, não tive outra escolha a não ser falar que estava indo embora, Roni automaticamente disse que me levaria para casa, mesmo o bar sendo à apenas uma quadra de meu prédio.
Pela insistência Roni me deixou em frente ao prédio sabendo que havia perdido naquela noite uma grande oportunidade de ficar comigo.
Assim que estava quase entrando no hall do prédio uma buzina e uma voz feminina me chamou, ao me virar avistei Jennifer retirando o capacete enquanto acenava com a mão, pronto tinha certeza havia feito algo de muito ruim em vidas passadas!
Junior travava a moto enquanto Jennifer falava o quanto estava feliz em ter me encontrado aquela noite e o quanto nosso papo havia sido bom no bar (Só na cabeça dela).
Percebi que ela não iria ir embora tão rápido então a convidei juntamente com Junior para subir e conhecer meu apartamento,no elevador já era visível na cara de Junior que ele não estava curtindo nem um pouco aquela situação, falava apenas quando Jennifer perguntava algo e mesmo assim só na segunda vez que ela falava é que ele se manifestava.
No apartamento Junior sentou se no sofá e pediu para assistir tv, fiquei na varanda conversando com Jennifer, que tão logo entramos no assunto de sapatos, pediu para ver alguns dos meus pares.
No meu quarto vendo meus sapatos Jennifer, comentou que naquela noite eu deveria ter optado em usar um salto alto, justificando dizendo que não nada mais sexy que um salto alto e que eu com a sainha que estava, um salto iria valorizar ainda mais.
Após elogiar meus sapatos Jennifer relembrou do fim de semana na chácara e elogiou meus biquinis e meu corpo, dizendo que achou meu corpo maravilhoso e comentando que todos os homens ficaram excitados em me ver de biquíni, após falar tudo isso me senti um tanto quanto envergonhada.
Ao perceber que fiquei um pouco constrangida, Jennifer decidiu prosseguir com seus elogios ousados, passou a ser mais direta, disse ter ouvido seu namorado e seus amigos falarem o quanto eu era gostosa e que haviam ficado de pau duro ao me verem.
eu sentia meu rosto queimar e sentia que ele estava vermelho de vergonha de ouvir oque aquela menina me falava, e tinha quase certeza que se ela havia escutado esse comentário dele, ela talvez também teria ouvido Junior comentar que havia transado comigo.
Mas não perguntaria isso a ela, perguntei se ela não tinha ficado enciumada de ouvir oque seu namorado havia dito?
Para minha surpresa ela respondeu que não, e que eu havia servido de exemplo para ela, pois depois daquele fim de semana ela tinha começado a se dedicar mais a academia para ficar com o corpo bonito e passou a usar roupas mais ousadas.
Jennifer continuou a me surpreender quando começou a falar de biquínis e calcinha, disse que usava antes modelos mais comportados e que agora usava modelos cada vez menores.
A galeguinha estava cada vez mais atrevida, no meio do papo decidiu abaixar seu shorts para mostrar o tamanho de sua calcinha que era minuscula.
Sorri sem graça e Jennifer disse que duvidava que se por baixo de minha saia não estaria usando um modelo igual ou menor?
Sem limites Jennifer me perguntou se eu já tinha beijado outar garota?
Totalmente sem graça abaixei a cabeça e pensei, nossa estou sendo cantada por uma garota, cujo o namorado está na minha sala e não havia me tocado disso ainda!
Aproveitando se que eu estava de cabeça baixa, Jennifer se aproximou de mim, segurou em meu queixo, olhou por um instante para mim e percebendo que eu não lhe negaria um beijo, aproximou seus lábios dos meus e me beijou devorando me a boca!
Ao sentir suas delicadas mãos descer da minha cintura até meu bumbum, interrompi o beijo imediatamente alegando que aquilo era errado e que seu namorado estava logo ao lado.
Jennifer então retrucou falando que seu namorado já havia me experimentado e que agora ela queria me provar também, ao mesmo tempo que me falava isso ela desabotoava sua camisa de seda, exibindo seus pequenos seios em seu sutiã.
Jennifer me olhou nos olhos novamente e disse me beija!
Era inegável a audácia daquela menina e aquilo havia me excitado, já sentia minha calcinha molhada, eu me entregaria a ela sem arrependimentos, mas apesar de voltar a nós beijar a presença de Junior ainda me incomodava e não me deixava me soltar.
O beijo voltava a esquentar, mas precisei esfriar de novo por mais que não queria, usei novamente Junior como desculpa, Jennifer mais uma vez disse para não me preocupar com ele, ao mesmo tempo que abaixava seu shortinhos, agora Jennifer estava apenas de calcinha e sutiã em meu quarto!
"Me beija", disse ela, quando me aproximei de sua boca Jennifer falou, "Não", "Beija meu corpo", então comecei a beijar seu pescoço e desci até seus seios, suguei os com vontade deixando os marcados!
Jennifer então começou a tirar minha roupa, ao abaixar minha sainha ela não resistiu colocou minha calcinha de lado e começou a me dar linguadas!
Com a mão na boca tentava conter os gemidos, Jennifer olhava de baixo para cima para mim e falava "Geme, tira a mão da boca!", eu respondia que seu namorado poderia nós ouvir e ela falava "Deixa ele ouvir quem sabe ele não aparece aqui, vai dizer que você não ia querer dar pra ele de novo!?" ao ouvir ela falar isso não contive acabei por soltar um gemido.
Automaticamente Junior pareceu dar sinal de vida, ao gritar da sala se estava tudo bem?
Jennifer então disse para ele não se preocupar que eu só tinha levado um susto, mas que estava tudo bem e que não era para ele aparecer no quarto pois estávamos experimentando algumas roupas!
Isso foi apenas um truque de Jennifer que sabia que Junior iria nós espiar trocando de roupas caso estivéssemos fazendo isso, mas quando chegou na ponta do pé na porta do quarto ele teve uma surpresa, Jennifer e eu estávamos na cama nos beijando e nos tocando carinhosamente.
Sem cerimonias Junior entrou no quarto e disse: "Que porra que é essa???"
Não me senti constrangida muito menos Jennifer, que olhou para seu namorado e o convidou para participar da nossa festinha e fez questão de frisar que já havia transado com nós duas em separado e agora poderia fazer com as duas ao mesmo tempo.
Junior ficou sem reação para responder qualquer coisa, mas teve reação de começar a arrancar a roupa e de ir se juntar a nós, deitando se por sobre nós duas, Junior primeiro veio me beijar, me fazendo recordar do cruzeiro no início daquele ano, conduzi seu rosto até ao de sua namorada para beija la, enquanto acariciava suas costas!
Ouvi Jennifer falar em tom baixo, come ela amor pra mim ver!
Junior então virou se para mim novamente e senti a mão de Jennifer segurando o pau dele que já estava totalmente duro!
Junior se ajoelhou na cama e Jennifer então deu algumas chupadinhas em seu membro e o conduziu até minha grutinha mas antes ela ainda deu algumas lambidinhas para me lubrificar mais, assim que Junior me penetrou, Jennifer subiu por cima de mim e colocou sua chaninha rosada em minha cara, ela ordenava para que Junior me comesse com vontade!
Jennifer me sufocava com sua bucetinha em meu rosto e Junior me castigava com estocadas viris!
Mudamos de posição agora estava de quatro e Jennifer totalmente aberta em minha frente, ela gemia e falava para Junior "Come ela pra mim ver, fode ela gostoso amor, você tá gostando?", Junior mantinha uma concentração enorme para não gozar antes da hora, ele alternava estocadas fortes com penetrações lentas tirando seu pau inteiro de dentro e depois o introduzindo de volta!
Jennifer puxava meus cabelos e pedia para que a chupasse com mais força!
Mudamos mais uma vez só que eu continuava de quatro e fazia um delicioso 69 com Jennifer enquanto ainda eu era penetrada por Junior!
Seria impossível Junior resistir sem gozar, pois enquanto Jennifer me chupava e ele me fodia a lingua de Jennifer sempre o tocava em seu pau, da forma que estávamos gozamos num efeito domino, ao sentir a porra de Junior começar a escorrer e ser lambida por Jennifer meu tesão subiu e gozei demoradamente e Jennifer teve a mesma reação, gozando quase que ao mesmo tempo, nós tês ficamos exaustos deitados e largados cada um em um canto extasiados de prazer!!!




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.