"Os mais excitantes contos eróticos"

 

MEU PRIMO E EU


autor: Maisprazer
publicado em: 11/08/16
categoria: outra
leituras: 2096
ver notas


Olá caros leitores, me senti atraído pelo site e estou muito excitado em ler os contos. Agora, resolvi compartilhar experiências também escrevendo.
Tenho 41 anos, moro em uma pequena cidade no interior do RN, Brasil, casado pela segunda vez e tenho duas filhas, uma em cada casamento. Criado recebendo educação religiosa na igreja católica por meus pais, tinha muita vontade de ser padre. Porém, quero relatar desejos que me perseguem por toda a minha vida. Quando criança, convivi com alguns primos e primas e sempre brincávamos de casinha. Eu sempre era o marido. Mas, tinha um deles que era mais velho e nunca brincava, já era mais adolescente e gostava de cuidar de animais, pescar, caçar, coisas do gênero.
Comecei a acompanhá-lo em suas atividades; passávamos o dia juntos e ao final do dia, a tardinha, sua mãe mandava tomar banho. Íamos os dois para o banheiro. Ele, mais alto, forte, branco, e com um pau mediano que acredito que tinha uns 17 cm, grosso e bonito. Sempre ao se ensaboar acariciava-o até ficar duro, dava gosto de ver. Não sei porque gosto tanto de pau. Genilson, meu primo, percebeu que eu olhava muito para o seu pau e não demorou muito pra ele me convidar pra "trocar" (aqui, trocar é: você me come, depois te como). Eu, muito inocente não sabia comer ninguém, nunca o tinha feito. Ele se deitou no chão com a bunda pra cima e disse: - Sua vez!
Meu pau sempre foi pequeno, hoje tem só 13 cm duro, e na época era só um ponto ( risos). Subi em cima dele e o máximo que consegui foi muito tesão por estar tocando meu pauzinho no cuzinho dele. Fiquei alguns minutos em cima dele, logo, ele disse: - Agora é minha vez. Trocamos de posição, nessa ocasião eu tinha uns onze anos de idade, portanto, a 30 anos passados e pela quantidade de tempo não consigo lembrar se houve penetração. Só lembro que era muito prazeroso e fazíamos isso todos os dias por meses, mas depois que ele foi embora pra São Paulo, até hoje nunca esqueci aqueles momentos de muito prazer.
O fato é que gostei de ter um pau em minha bunda, mesmo com dúvida de ter sido penetrado ou não e por morar em uma cidade pequena e minha família ser muito religiosa, nunca tive coragem de assumir as sensações que sinto por todos esses anos e sair do armário.
Continuo contando o que aconteceu comigo depois que meu primo foi embora no próximo relato.






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.