"Os mais excitantes contos eróticos"

 

EXPERIMENTANDO A MULHER GRELHUDA


autor: Patysafadinha
publicado em: 15/08/16
categoria: lésbicas
leituras: 28535
ver notas


É bom deixar claro que não sou lésbica, não curto mulheres, apenas homens, mas um dia aconteceu e foi só um dia mesmo


Isto aconteceu há 2 anos atrás, quando eu ainda fazia faculdade e dividia apartamento com uma amiga, a Leila. Leila era bissexual e ela sabia que eu não curtia mulheres, sempre que ela ia trazer alguma namorada pra o apartamento ela me avisava que eu saia ou então ficava trancada no meu quarto.


Na época eu namorava o Alex e um dia nós brigamos e eu voltei para casa furiosa, chegando em casa percebi que Leila estava a namorar com uma garota no quarto, que eu nem sabia quem era. Escutava os gritos delas, as risadas e os gemidos.Fiquei curiosa e comecei a olhar pelo buraco da fechadura. Vi que a namorada dela era alta, loira seios grandes e parecia mulher safada, pois eu via que falava muita putaria .Elas se lambiam, chupavam, dava, dedadas, faziam carinho uma na outra.Fiquei um bom tempo observando e fui para o meu quarto


No dia seguinte, não conseguia tirar a imagem da loira da minha cabeça, não conseguia trabalhar direito, lembrando dos seios da loira. Cheguei em casa estressada e não fui para a faculdade a noite. Leila foi para a faculdade e eu fiquei em casa só. Para a minha surpresa a amiga de Leila chegou lá procurando por ela eu disse que ela tinha ido para a faculdade e ela disse que esperaria ela chegar. Ela se chamava Aline, tinha 25 aninhos, era de fato uma mulher muito bonita

Ficamos a conversar e ela me perguntou se eu era lésbica eu disse que não. Ela perguntou se eu tinha vontade de conhecer uma mulher e eu disse que não. Ela insistiu

__Paty, mulheres são carinhosas, porque você não experimenta

__Já disse que tenho namorado e ele me satisfaz muito bem

__Mas você poderia das uns pega em uma mulher para ter orgasmo múltiplos.

Na hora eu rir. Ela foi chegando mais perto de mim, acariciou meu cabelo, e no meu ouvido me disse

__Você é uma morena que eu chuparia gostoso

Ela estava muito cheirosa. Foi beijando meu pescoço e eu fiquei sem reação. Não poderia deixar, ela era namorada da Leila, minha amiga.

__Epa! Tira a mão de mim. Gosto de homem, de rola e não de buceta. Sai fora!

Ela estava eufórica, continuava com beijos molhados no meu pescoço, acariciando minha orelha ela então me disse:

__Você não gosta de mulher porque nunca me provou. Deixa eu só te beijar, só isso.Deixa eu te provar como você pode ser acariciada de forma diferente.Deixa de ser besta e prova o que a de bom na vida.

Aquele sussurro, aquela mulher enorme falando no meu ouvido, aquele toque macio e aquele cabelo cheiroso e a aí veio logo a imagem na minha cabeça da Aline transando com a Leila. Aline então começou a beijar minha boca levemente, dava mordidas na minha boca, chupava os lábios e eu parada imóvel só sentindo. Ela se move e senta na minha frente entre minhas pernas, olha nos meus olhos(ela tinha olhos verdes) e quando eu ia falar alguma coisa ela coloca a linguinha pra fora, com aquele batom vermelho cor de sangue, os lábios carnudos, ela mexe a língua igual uma cobra e enfia aquela linguona na minha boca. Ela pegou minhas mãos colocou na cintura dela e continuou me beijando e segurando minha cabeça. Começamos a nos beijar.

Gente, eu estava beijando a Aline. E o beijo era bom, quente. Nossas línguas brigavam na boca, ela chupava minha língua, colocando toda para fora, puxava meus lábios e eu comecei a experimentar aquele beijo e tava gostando. Ela beijava bem.

Ela tirou minha blusa e tirou a dela também. Estávamos com os seios a mostra e ela foi encostando os nossos seios um no outro. Aqueles biquinhos se unindo, os dois durinhos. Os seios dela era muito grande, um pouco caído, mas bem grandes, os meus pequenos, mas bem durinhos

Ela levantou tirou a calça e ficou de calcinha.Estava com uma calcinha preta, cravada no rabo.Ela tinha um rabão que escondia a calcinha.Voltamos a nos beijar e ela foi tirando meu short e abaixou minha calcinha até o meio das pernas. Com a boca foi descendo, lambendo meus seios e novamente olhando para meus olhos, olhar penetrante, com a língua mexendo fora da boca, ela simplesmente deu uma lambidinha na buceta. Gemi

__Ai, aí, uiiiiiiii

___Ta gostando? Espera pra você vê

Eu peguei nos seios dela para ver se eram de verdade ou de silicone.Peguei e apertei. Ela sorriu e mandou eu apertar com vontade. Entao eu apertei mais forte. Era gostoso pegar naqueles seios fartos, puxei com força o bico dos seios. Ela gritou e sorriu parou de me chupar e ela mesma pegou os seios dela e suspendeu levando até a boca e tentanto chupa-los. Ela conseguia colocar a lingua nos próprios seios

_Chupa meus peitos Paty, pra você vê como são gostosos. Experimenta mamar num peito de mulher.

Chupei um peito, depois ela me deu o outro.Era estranho chupar, mas era durinho e isso era excitante. Fiquei alguns minutos com aqueles seios na boca, chupando igual a uma criança.

Ela então tirou a última peça que faltava, a calcinha. Foi deslizando pelo corpo, pelas pernas aquela calcinha preta super apertada e logo, logo foi surgindo a buceta dela, com uma franjinha escrota. A melhor parte vem agora... ela tinha uma buceta carnuda, lábios bem grandes e grelhuda. Isso mesmo, ela tinha um clitóris muito, muito grande, parecia um pintinho. Era muito saliente o clitóris.Eu estranhei.

___Nossa! Que clitóris grande esse. Parece um pintinho, Aline!

___É grandinho sim, de tanto que me chuparam. Eu digo que é minha pica feminina.rsrsrsr(risos) Vem Paty, dar uma chupadinha aqui na minha pica feminina

Eu disse que não. Era demais pra mim chupar uma buceta. Ela então começou a pegar no clitóris e massagear, tipo puxando mais. Pegou minha mão e colocou nele. Eu senti que era duro, dei uns apertões e ela foi gemendo, sussurrava no meu ouvido que tava gostoso.

Ela então subiu em mim e foi aproximando a buceta na minha direção e eu via aquele grelo chegando perto da minha boca, parecia um pinto pequeno e resolvi dar uma chupada pra ver que gosto tinha. Fechei os olhos pra criar coragem e meti a lingua.

__AI, Paty, Chupa meu grelinho. Ta durinho, chupa, chupa.Isso menina boa! Mete a lingua. Safada! Isso, vai chupa, gostosa
Ela falava e me dava mais vontade de chupar. Ela esticava a buceta pra o Grelo ficar mais amostra.

A buceta dela tava muito melada e já pingava em mim. Eu fiz exatamente como fazia com a rola do meu namorado. Passava a lingua pela cabecinha com movimentos circulares. Estávamos já no chão da sala já no 69. Ela me chupava muito gostoso e eu queria corresponder a altura pra mostrar que também sabia chupar. Era questão de honra. Ela metia a lingua bem fundo na minha buceta e eu fazia o mesmo. Ela estava por cima de mim, me dominando e eu via aquele bundão na minha cara, o cuzinho abria e fechava. Ela tinha as pregas bem grandes, devera ser bem arrombada. Ela pegou uma calcinha com consolo e me deu para eu me vestir e falou:

__Vem me arromba como um macho. Fode meu cu! Agora é com você, menina, vem!

Amei aquilo, vesti aquela calcinha consolo e o consolo era de borracha e bem grande. Eu queria mesmo arrombar o cu da loira, ela tinha uma bunda muito grande de parar qualquer homem.Comecei a entrar na brincadeira:

__Empina a bunda que agora vou meter pica, gostosa. Empina pra mim vai Aline.

___Isso minha nega, vem me foder gostoso.Bota esse pau aqui dentro da minha bundinha, bota

Tava me sentindo um macho com aquela rola pendurada,comecei a abrir as nadegas e meter. Aline pulava, se mexia e eu metia mais. Ela delirava. Eu tirava e botava. Era lindo vê ela com de 4 e com o cu piscando. Ela mandava eu cuspir na bunda dela e eu ainda pegava no clitóris dela, aquele clitóris era gostoso de pegar e de chupar também. Tava uma verdadeira putaria naquela sala. Aline era safadona, ela de 4 no chão ela mamava os próprios peitos, era lindo de ver ela chupando o biquinho dele, parecia uma cachorra no cio e eu fudendo aquele cuzão. Os seios balançavam com o vai e vem e eu me divertia

__Ai meu cu, porra! Pega no meu pintinho feminino, Paty. Sente ele durinho. Me faz de puta, caralhoooo. Me come, vai, mete em mim. Mete esse consolo em mim. ahaaaaaaaaah! To gozando, safada, to gozando pra você!!aaaaaaaaaaaaaaaah, aaaaaaaaaaaaaaaah

Aline começou a gozar. Tirei o pinto de borracha e ela se levantou e mandou eu ir para o chão e deitasse :

__Deita no chão que você vai sentir uma coisa gostosa agora. Vou limpar meu gozo em você, morena gostosa.

Eu não imaginava o que ela ia fazer e me deitei no chão. Via aquele mulherão, loira em pé na minha frente toda gozada, pingando melzinho. Ela deitou em mim e começou a esfregar a xoxota dela na minha buceta. Minha buceta lisinha sentia aquele grelo grande esfregando. Uiii, tesão. Nossas bucetas juntinhas e aquele grelo saliente percorrendo a minha buceta era demais.

__-ai Paty, que gostoso, to me limpando da sua xota. To limpando meu gozo na sua xoxota. Abre essas pernas mais. Abre esse xibiu! Vamos nos esfregar gostoso. Deixa meu pinto esfregar seu xibiu gostoso.
___Bucetuda você Aline, esfrega mais essa xota em mim. GOSTOSA! Esfrega vadia. Me come, vai. Isso, vadia .Aqui só entrou rola, mete esse pinto feminino que você tem na minha buceta, vai. Faz melhor que meu namorado, safada. Me faz de lésbica, deixa eu ser sua puta hoje. Sou sua hoje. Me come gostoso.

___To metendo, Paty. Toma buceta, toma.Esfrega nossas aranhas, gostoso.Que buceta lisa você tem, morena. Pra quem não queria buceta to vendo que você ta bem safadinha.Ta gostando de levar bucetada? Ta ?

___Isso, loira, não para! Vai continua. Quero gozar também. To amando uma mulher me comendo. Quero mais essa bucetada. Vai, ta muito gostoso, Enfia o dedInho no meu cu. Esfrega essa buceta grelhuda na minha buceta lisinha. Esfrega sua puta. Isso que pernão você tem, que encoxada boa.Ahhhhhhhhhhhhh!ah!ah! Vou gozar, vai, não para, não para, mete buceta em mim, vai, grelhuda.
Gritos pela sala. Aline mordia os lábios, metia a mão na minha boca, cuspia em mim, me babava, me chamava de gostosa que eu era muito safada e esfregava mais e mais aquela buceta em mim e claro que eu gemia e falava palavrões também:

__ Filha da mãe! onde você aprendeu a foder assim? Gostosa de mulher você loira.
Quica buceta em mim, pula, quica,mexe, mexe mais essa buceta, mexe essa xoxota. Cospe na minha cara! Isso cospe mais. Bota a mãozinha na xoxota, vai.Enfia o dedo na minha buceta vai..Isso, delicia de dedinho! Agora enfia na sua. Enfia dedinho na boca.Delicia! Mulher puta!Cachorrona! Continua PORRA! Continua esfregando nossas bucetas.Aaaaaaaaah!ahhhhhhhhhh! to gozandooooooooooo. Ui, que delicia, to gozando pra uma mulher, que loucura! Issooooooo! gozei, gostoso. Pronto agora eu to melada, sua puta! Nossas bucetas estão meladas de gozo se esfregando.

Aline desabou em cima de mim e me deu um beijo gostoso e disse no meu ouvidinho

___Viu, que delicia! Você é muito safada e puta. Minha putinha, putinha. Gostou da buceta que sua amiga lambeu ontem, né? (risos).Você chupou a buceta que sua amiga chupa todo dia!

Eu ainda deitada, Aline sentou com a buceta bem arreganhada nos meus seios e começou a esfregar a buceta dela nos meus seios. O bico dos meus seios durinhos eu sentia esfregar na buceta molhada dela. Delicia!Aline mais uma vez gozou em mim, desta vez em cima dos meus seios. Ela voltou a chupar minha buceta e eu cair de boca naquela xoxota grelhuda.Era muito gostosa.

Fomos tomar banho e no chuveiro eu mamei aquele seios por mais 15 minutos, saia até leitinho de tão fatos que eram e ela chupou meu cu dando dedadas. Delicia de chupada! mijei na boca dela. dei aquela mijada gostosa. Nos beijamos gostoso nos despedindo e por fim eu não resisti e pedi para chupar aquele grelo. Caros leitores, aquele grelo na minha boca eu chuparia todos os dias.Delícia, viu!
Ela se vestiu, e ficou na sala esperando Leila chegar da faculdade. E eu fui dormir.Não contei nada a Leila, pois ela era ciumenta e como eu mesma disse, não sou lésbica, foi apenas um experimento, mas foi muito, muito gostoso aquela buceta e beijos da lésbica.

Eu queria ser grelhuda também. Como faço?










ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.