"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Encontro Na Igreja!


autor: Suamenininha
publicado em: 19/08/16
categoria: jovens
leituras: 4911
ver notas





Por favor não me levem a mal pelo título, mas a verdade é que foi bom!
Sou uma mulher bem diferente das outras... cautelosa mas que não me preocupo muito em me aventurar...
Gosto muito em ir as missas apesar de não ser católica... mas isso não vem muito ao caso aqui...
Tenho um "amigo" que fica sempre me rondando... Realmente ele não desiste! E sinceramente eu também não consigo me afastar dele por ele ser uma pessoa bastante agradável!
Certo dia marcamos de ir a missa juntos e foi algo muito bom! Bom mesmo...
Sempre que conversamos, nosso assunto acaba desviando para o sexo, e neste dia também não foi diferente...
Nos encontramos no lugar marcado, e resolvi chegar um pouco antes para conversarmos um pouco.
Ao me ver, ele me deu um longo e carinhoso abraço, que por ele não ser tão alto, faz com que se torne mais aconchegante do que o normal! rsrsrs..
Conversamos um pouco e foi então que ele me disse que tinha uma surpresa, mas que precisaríamos sair no meio do momento da missa... desconfiei, mas não mostrei resistência... somente ri! Entramos e sentamos juntos, e logo começou a missa.
Tudo estava lindo, e então ele me deu o sinal para que eu saísse pela porta lateral... Já tinha ido até lá algumas vezes mas nunca nesta parte da igreja...
Seguimos em um extenso corredor vazio, que me deixava mais tranquila porque eu sabia o que me esperava e dos sons que isso produziria, e a distancia faria com que eles não fossem escutados!
Andamos mais um pouco e não resisti e comentei sobre como era imensa a igreja... ele riu, e nada me respondeu, somente continuou a andar em minha frente. Quando de repente paramos, ele tirou do bolso uma chave e abriu a porta que estava diante de nós. Uma porta bem detalhada que fez um ruido ao ser aberta. Ele entrou e me convidou a entrar estendendo a mão.
Entrei e logo a porta foi fechada atrás de mim... Era uma sala média, com apenas 2 cadeiras, um sofá e uma mesa daquela tipo de escritório... minha mente fotografou todo o lugar e eu já me sentia arrepiar imaginando o que estava por vir...
Foi então que com voz séria ele disse:
- Não quero te dominar, ou qualquer outra coisa desse tipo, somente quero que curta intensamente o que irá acontecer.. Quero que se entregue e que todos os seus sentidos estejam aguçados, quero que seja um momento de intenso prazer para nós... Só peço que acate as minhas ordens ok?
Sem dizer mais nada, somente balancei a cabeça afirmando e concordando com o que ele havia dito!
Então ele me guiou até perto de uma das cadeiras e olhando fixamente para mim, pegou a bolsa de minha mão, tirou os meus óculos, o colar que eu estava usando, fez menção de tirar minha blusa e então para ajudar levantei meus braços, então ele abriu minha calça jeans puxando-a um pouco e a fez cair no chão. Voltou para cima me virando e tirando meu sutiã e novamente para baixo para tirar minha calcinha. E então eu estava nua, completamente nua.
Ele pegou tudo do chão e colocou na cadeira, fiz menção de me preocupar com os óculos mas ele me repreendeu dizendo:
- Agora não é a hora de se preocupar.. por favor senhorita, sente-se alí naquele sofá!
A forma como ele falava estava me deixando mais excitada do que eu já estava! Me dirigi ao sofá e me sentei tentando disfarçar as gordurinhas, mas ele percebeu e enquanto terminava de tirar as meias falou olhando sério para mim:
- Você é linda minha doce flor! Linda!
Aquilo cada vez mais me deixava mais tranquila! E então, andando até a mim ele falou:
- Num certo momento, você disse que gostava de pouco falatório... Assim será. Só direi o necessário e as ordens que tenho a lhe dar! Agora se encoste no encosto do sofá e relaxe Flor!
Fiz o que ele disse e fechei os olhos me entregando completamente aquele homem, que não era o dos mais atraentes e belos... mas que até então conseguira me prender por completo!
Ele vindo até a mim, se posicionou entre minhas pernas, abrindo-as me fazendo expor minha bucetinha lisinha de uma recente depilação mas sempre de forma que eu estivesse confortável! Ele começou beijando delicadamente meus joelhos, e subindo chegou no meu sexo... a sensação era incrível! Ele realmente sabia o que estava fazendo! Foi então que com um puxão, me fez escorregar um pouco e abrindo com os dedos lhe foi revelado meu grelinho... De forma indescritível ele começou a me chupar como se não fosse ter fim aquele prazer... Era demais, estava demais! Como nunca tinha sentido antes, ele revezava entre foder-me com a língua e mordiscar meu grelinho... Em minha mente lamentei não ter me entregado antes, mas sem mais pensamentos até mesmo porque estava quase a gozar, me entreguei mais e mais... Minha respiração se tornou ritmada, meus crescentes delírios e ele percebendo que eu iria gozar, lambeu freneticamente meu grelinho, e enfiando a língua novamente em minha bucetinha, me entreguei aquele momento de gozo!
Uau! Que boca! Que língua! Não curtia beijos após ser chupada... E ele respeitou isso beijando-me apenas as bochechas e a orelha; e entre esses beijos me dizia coisas quentes e me agradecia por ser tão doce!
Foi quando com um tampinha mandão, me ordenou que me deitasse na mesa, e eu prontamente fui!
O vi colocando um preservativo e vindo até a mim novamente. Segurando o seu membro que não era imenso mas era generosamente grosso, o guiou até a minha bucetinha, e de forma firme e devagar o colocou completamente dentro! Fechei os olhos e respirei fundo! A, que sensação deliciosa! Ser preenchida por aquele pau maravilhoso e daquela forma tão gostosa! Ele me segurava pelas cochas, e aumentando o ritmo, deu algumas estocadas ainda naquela posição! Já já eu gozaria novamente se ele continuasse desse jeito gostoso de meter! Então, em movimentos rápidos, me fez descer da mesa e me pôs de bumbum empinado apoiada nela! Mesa que por sinal parecia que tinha sido feita por medida para aquele momento; ela facilitava cada posição para que aquele cacete me adentrasse deliciosamente!
Segurando firme em minha cintura, ele metia gemendo alto o suficiente para que aquele som entrasse em meus ouvidos e mexesse com meus sentidos, eu também me segurava para regular a altura dos meus ruídos! Não podia esquecer onde eu estava!
E no movimento de meter e tirar, anunciou que iria gozar e que antes queria sentir o prazer de minha carnuda boca. Me ajoelhando diante daquele membro tirei a camisinha e abocanhei com vontade de retribuir, fiz o melhor que pude e vendo que ele gostava me sentir satisfeita!
Segurando meus cabelos, ele anunciou que iria gozar e então eu só aguardei aquele jato quente em minha boca. Apoiado na mesa ele gozou de olhos fechados e eu esperei que gozasse até o final e então dei uma ultima sugada e fui atrás de um saquinho que tinha em minha bolsa; cuspir e olhando para ele sorrir agradecida, afinal achei que tinha acabado. mas me chamando com a mão me pediu que novamente me deitasse na mesa e disse baixinho no meu pé do ouvido:
- Senta aqui rapidinho só pra eu concluir o serviço!
Sentei na mesa e ele levando a mão até meu grelinho, o massageou de forma rápida e firme alternando em enfiar um dedo em minha buceta... e segurando em sua mão, gozei rápido delirando nos movimentos!
Ufa! Gozei de novo! Foi perfeito! Então, ele me beijou e acariciou meus cabelos me convidando a me vestir e sentar para nos acalmar. Liguei o ventilador de teto na esperança de secar o suor do corpo enquanto me vestia e não falei nada, só sorria olhando pra ele...
Nos abraçamos e foi quando ouvimos passos e risos vindo de lá de fora! Catei o restante das coisas, enfiei na bolsa e saímos da sala deixando tudo como achamos, exceto o cheiro de sexo que impregnava a sala!
Ao sairmos vimos seguindo pelo corredor o padre e mais a frente umas irmãs idosas que riam de algum assunto que não sabíamos!
Fomos em direção a saída e ele me levou até o estacionamento.
Perguntei como ele teve acesso aquela sala e ele me confidenciou que já foi funcionário e mesmo não trabalhando lá tem acesso a tudo!
Nos despedimos como bons amigos que somos e eu fui embora!
Foi tudo perfeito!



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.