"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Sexo na cozinha


autor: Scarlett_kay
publicado em: 24/08/16
categoria: casual
leituras: 5157
ver notas


Recentemente conheci um rapaz numa balada, um cara bonito, olhos verdes, barba sexy, uma boca deliciosa de olhar e beijar e um corpo muito gostoso. Eu sou gordinha, baixinha e ruiva, chamo atenção pelos seios e pela cor forte do cabelo.

Tudo aconteceu, pois eu tinha marcado de encontrar com um amigo nessa balada, mas o infeliz me deu o cano, mas hoje eu agradeço esse cano. Eu estava sentada próximo ao bar, pensando vou embora ou curto a noite sozinha? Como não sou muito de balada, estava prestes a levantar e ir embora, nisso ele chegou e sentou ao meu lado puxando assunto e o papo fluiu. Fluiu tanto que agora, semanas depois, eu estou na casa dele, ele dormindo gostoso depois de uma noite de muito sexo.

Na cama ele é incrível, sabe como satisfazer uma mulher em todos os sentidos, fora dela ele consegue ser magnífico, bom humor, inteligente e provocante. Quantas e quantas vezes eu abria meu email logo cedo e tinha alguma surpresa sexy. Estamos nesse rolo a poucas semanas, mas sinto que nos conhecemos a muito tempo.

Manhã quase tarde de sábado e eu acordei com vontade de agrada-lo, então deixei ele dormindo nu no quarto, vesti apenas uma camiseta e estou na cozinha, pois irei preparar um risoto ao limão para ele. Estou empolgada, dançando sem música, sorrindo com as lembranças da noite anterior. Preparo uma entradinha de queijos e duas taças de vinho e deixo de lado esperando ele acordar.

Eu vou preparando o risoto, toda concentrada quando sinto suas mãos em volta da minha cintura e recebo um delicioso beijo com mordida na nuca, ahhhh estou com meus cabelos ruivos presos em um coque. Aquele beijo me arrepia inteira, ele me abraça por trás, uma mão sobe pela minha coxa e sobe até minha virilha, a outra desce do meu pescoço até meus seios, apertando o bico que já está durinho. Me viro ficando de frente para ele e ele com um sorriso enorme e sem vergonha.

Ele: Bom dia!!! Acordei assustado sem você na cama.

Eu: Bom dia! Duvido que você pensou que eu tinha fugido. E Larga mão de ser sem vergonha, você queria é acordar com seu pau na minha boca. (risos)

Ele: A culpa é sua que me acostumou mau.

Eu: Aaahhh além de confirmar ainda diz que a culpa é minha? Cai fora daqui seu safado, vai colocar alguma peça de roupa vai. (dou um tapa naquela bunda deliciosa e dou risada)

Ele dá 2 passos para fora da cozinha se vira e vem em minha direção todo sexy, mordendo o lábio, seu pau ganhando vida e seus olhos verdes me hipnotizando, eu só consigo engolir seco.

Ele: Eu não acredito que você me quer com roupa. Tem certeza que você quer isso?

Eu não consigo responder e engulo seco novamente, ele repara nisso, pega a taça de vinho, toma um gole e mais um, mas o segundo gole ele não engole. Posso ver que seu pau está latejando. Ele vem e me dá na boca o vinho que está em sua boca, o vinho escorre pelo canto dos meus lábios e ele lambe, limpando o rastro de vinho. Eu quase gozo com isso, tento voltar a realidade e lembro de apagar o fogo do fogão. Já que é pra brincar, então vamos brincar.

Eu pego um pedaço de queijo e antes de colocar na boca.

Eu: Está com fome?

Ele: Tô morrendo de fome e de...

Eu dou uma risada, coloco o pedaço de queijo na boca e ofereço para ele, ele vem morde o queijo e aproveita e puxa meus lábios também. Como esse infeliz consegue ser são sexy?

Eu pego outro pedaço de queijo que está lambuzado de azeite e passo em meus seios.

Eu: - Opsss... caiu azeite..

Ele: - Caiu é? Deixa eu limpar então!

Ele passa a língua em meu peito, chupando divinamente, ele pega outro pedaço de queijo e repete a tortura, ele está comendo o queijo e mamando em meus peitos. Ele simplesmente me lambuza com o azeite e temperos e vai passando a sua língua aveludada por todo meu corpo, isso me causa inúmeros arrepios.

Eu também abuso dele, pingo azeite no seu pau e vou limpando com a boca em chupadas que lhe tiram o fôlego. Então pego a taça de vinho, dou um gole e deixo cair um pouco em seu pinto, ele estremesse, ajoelho na sua frente e recomeço o boquete, limpando o vinho, vou chupando e punhetando bem gostoso, seu pau entra e sai da minha boca, enquanto arranho suas bolas e o espaço entre o saco e o cu, ele estremesse e eu aumento a velocidade, quando eu vejo que ele está prestes a gozar eu diminuo e olho pra ele com cara de atrevida.

Ele: Não PARA!! Chupa gostoso sua safada gostosa, que boca maravilhosa é essa, chupa, engole todo meu pau puta safada.

Num movimento rápido ele me levanta, me vira para pia e me encocha. No meu ouvido mordendo minha orelha.

Ele: Eu vou te foder todinha sua cachorra, você me deixou louco quem essa chupeta, agora quero te comer aqui na pia.

Eu empino a bunda e ele mete gostoso, minha bucetinha já estava melada e o seu pau entrou fácil, a cada estocada os gemidos vão aumentando e as frases desconexas também. Enquanto ele me come por trás, eu brincava com meu grelinho, ele dava tapas me minha bunda, mordia minhas costas, pega meu peito e apertava com vontade, com as estocadas ele me espremia mais e mais contra a pia. Ficamos assim durante um tempo, até que ele gozou urrando de prazer.

Ele: Toma sua filha da puta, toma porra, toma meu leite, aaahhhh que delicia de buceta, sua cachorra deliciosa, safada!

Eu só conseguia gemer, ao terminar de gozar ele tomou mais um gole de vinho, me colocou de frente, passou a língua nos lábios e começou a mamar em meus peitos, com uma das mãos lambuzada de azeite, ele me masturba, seus movimentos de vai e vem no meu clitóris me fizeram gozar tão forte que minha pernas estremeceram e ele teve que me segurar para eu não cair.

Ficamos abraçados por um tempo, trocando beijos e caricias.

Eu: Vamos tomar um banho?

Ele: Vamos, mas não me provoque, senão vou te pegar novamente.

Rimos e fomos tomar um banho quentinho e com muita espuma, beijos e pegação, na volta finalizei o risoto e almoçamos juntinhos e assim passamos mais um final de semana.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.