"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Negociando com o gerente dentro do banco


autor: Patysafadinha
publicado em: 28/08/16
categoria: hetero
leituras: 6818
ver notas


Meu vizinho é gerente de um banco aqui na cidade e ela é muito gostoso e todas as minhas amigas já transaram com ele. De tanto que me contaram eu também queria provar, só quer queria transar de forma diferente: dentro do banco.

Parece loucura, mas aconteceu. Era uma sexta-feira, dia de pouco movimento, por voltas das 16:30, hora de terminar o expediente e eu apareci na agência querendo falar com gerente Luciano, o nome dele.

Ele veio até mim, muito educado, arrumado, com uma barba por fazer, uma roupa social que desenhava muito o seu corpo que me deixou louca. Eu disse que queria fazer uma transferência de dinheiro e a quantia era grande, porém precisava conversar com ele em uma sala reservada, para que outras pessoas não soubessem da quantia que eu pretendia depositar. Ele então avisou as atendentes que estavam ao lado que iria subir para a sua sala para resolver o meu caso.

Quando ele subiu, ele deixou a porta meio entre aberta e pediu para eu sentar. Eu sentei e ele foi logo me perguntando sobre a quantia que eu queria depositar, se seria para a minha conta mesmo. Eu rir e disse que sim.Que era tudo para depositar na minha poupança.

Ele perguntou pq eu rir e então foi aí que me sentir bem a vontade para falar.Eu levantei fui até ele, do outro lado da mesa virei de costa para ele empinei minha bunda e disse: é pra depositar tudo bem aqui.Eu estava de vestido preto, o qual desenhava bem minha bunda.

Ele levantou assustado correu ate a porta e fechou dizendo que eu era doida. Que não estava entendendo nada. Enquanto ele corria para fechar a porta eu já estava sentando na mesa e suspendendo o vestido. Quando ele virou para olhar eu estava de pernas fechadas, e então comecei a abrir e acho que de onde ele estava ele conseguiu ver até meu útero, pois eu estava sem calcinha já mostrando toda a xaninha, lisinha. Ele veio ate a minha direção abaixando um vestido dizendo que ali não era local, que ele estava trabalhando que eu era louca. Eu comecei a agarra-lo, pegava no seu peitoral e ele tentando se sair, mas já estava pegando na minha bunda. Eu apenas disse:

“ Vamos lá, só uma rapidinha, ninguém vai ver. Vem depositar em mim o que vc tem. Me da leitinho na minha poupança”.

E FICOU LOUCO. Foi abrindo o zíper da calça e fechando todas as persianas das janelas. Quando dei por mim , aquele moreno todo bem vestido na minha frente com aquele pau grande, moreno pra fora eu não aguentei e cair de boca, comecei a chupar.Ele tirou os meus peitos pra fora do vestido e pegava gostoso, enquanto eu o mamava.

Ele me chamava de safada, cliente safada. Que se era rola que eu queria, então era rola que eu ia ter. Me pediu pra eu ficar de 4 na mesa e começou a passar as mãos na minha buceta, viu que estava mohadinha e disse: “Nossa, que rabão e que bucetão vc tem. É bem dotada. Vou chupar gostoso”.Chupou, lambeu muito minha buceta e eu rebolava na cara dele de 4 em cima da mesa.Senti uma dedada no cu e ele me perguntou se era ali que eu queria rola:

Eu apenas balancei a cabeça e ele me mandou ir para o chão. Eu obedeci e sentia cuspi no cuzinho, senti ele cuspir muito pra lubrificar meu cu e ele foi metendo a cabecinha, ia tirando, depois colocava de novo e foi metendo toda aquele rola de 20 cm no meu cuzinho. Eu queria gritar e ele disse que podia gritar que a sala dele tinha boa acústica.

Eu então comecei a gritar que nem uma cadela no cio.”Come meu rabo meu vizinho gostoso, meu gerente safado. Come o rabo da sua cliente, toma.”

Ele dizia apenas: “toma safada, toma no seu cu, você não queria um depósito na sua poupança, então toma”.
Ele gozou muito no meu cuzinho.Sentia a porra escorrer pelas minha pernas.Foi muito gostoso.
Passamos 30 minutos transando ele só socando no meu rabinho. Teve que ser muito rápido já que estávamos a agência e alguém poderia desconfiar. Ele pegou meu telefone e de vez em quando nos encontramos no apartamento dele.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.