"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Levei a minha namorada para o abate.


autor: Cornomanso
publicado em: 30/08/16
categoria: grupal
leituras: 4798
ver notas


Corno feliz.
Não se trata de uma história erótica produzida pela imaginação, mas sim de um relato detalhado e fiel do acontecido nesse ultimo final de semana dos dias 26, 27 e 28> As fotos não foram coletadas em sites da internet, são fotos legitimas da minha namorada, ao natural, sem nenhum Photoshop, eu mesmo tirei as fotos antes de levar ela para o abate e também tirei inúmeras fotos enquanto assistia aos chifres que estava ganhando.
Como é de costume todas as sextas feiras eu a apanho em sua casa e a levo para a minha casa onde passamos o final de semana juntos fazendo muito sexo e muitos planejamentos de visitar casas de swing, puteiros e procurar homens dotados para a comer porque ela gosta muito de trepar.
Sou homem normal, bem dotado, muito ativo, mas tenho o prazer de ser corno manso submisso e obediente então procuro machos para comerem ela e eu assisto a tudo obediente as ordens dela.
Ela por sua vez sabendo que é uma namorada liberada pelo seu corno também procura os machos e sai com eles, aonde vão a motéis ou nos seus apartamentos onde é comida e me conta com todos os detalhes os acontecidos e também me mostra todas as fotos onde não aparecem detalhes que identifiquem ela e os machos.
Na ultima sexta-feira dia 26/08, quando chegamos à minha casa, me contou que havia conhecido pelas redes sociais um macho que queria comê-la justamente nesse final de semana, então marcou para o domingo a tarde logo depois que eu a deixasse na sua casa, então ela combinou que ligaria para ele enquanto estivesse dando para mim na última sexta-feira.
Quando já estávamos fodendo ela pegou o telefone, ligou para ele e emitia gemidos sensuais e tom alto, às vezes dizia que o seu namorado a estava comendo gostoso, também aproximava o telefone perto da sua bucetinha para que o cara pudesse escutar as batidas das estocadas que eu dava na sua pepeka.
Ela também perguntava o que ele estava fazendo e dizia para mim que ele estava batendo punheta, em dado momento ela disse: “você gozou?”, mandou beijos, disse que no domingo a tarde seria todinha dele, desligou e continuamos a nossa foda por mais algum tempo.
No decorrer da semana eu já havia encontrado um comedor e ficou combinado com ela e o macho que nós iríamos ao seu encontro no domingo antes do meio dia para que ele pudesse ganhar a minha namorada eu ficaria assistindo e caso o clima esquentasse eu poderia participar caso ela me disse permissão.
Encontramos o macho no local combinado, ele nos convidou para ir ao seu apartamento e lá chegando, ela na condição de presa ficou a disposição, então ele foi se apoderando da minha namorada com beijos, abraços e também já passando as mãos na bunda e na bucetinha enquanto ela emitia gemidos sensuais e eu simplesmente assistia a tudo de pau duro e tirando fotos porque era assim que ela havia determinado como sou corno manso, submisso e obediente não me atrevi a fazer nada porque caso eu descumprisse as suas ordem ela daria tapas na minha cara.
Após ele ter tirado a sua roupa da minha namorada, tirou a dele também, pediu a ela para ficar deitada na cama de pernas abertas e enquanto chupava bastante a sua bucetinha ela gemia de prazer e eu somente assistindo, beijando a boca dela e agradecia por estar recebendo aquele chifre.
E dado momento, quando o macho estava colocando a camisinha ela me ordenou com voz firme para que eu chupasse a pepeka para lubrificar com a minha saliva e que depois de bem lubrificada disse que eu teria que pegar no pau do macho e colocar na bucetinha.
Abri bem as pernas dela e chupei com muita alegria por que ela estava-me deixando participar, para minha surpresa e gratidão a xaninha estava super quente, ensopada e escorrendo muito leite.
Quando o macho estava pronto e com a camisinha vestida ela me ordenou que chupasse o pau dele antes de colocar na xaninha, para aminha alegria enchi a boca com aquela rola apetitosa, chupei bastante até que ela me disse para parar de chupar e que colocasse a rola na xaninha porque agora aquela rola seria só dela, tirei da boca e com a mão direita coloquei na entrada da bucetinha e para a minha felicidade pude ver o pau sumindo dentro daquela bucetinha apetitosa enquanto o grelinho lambia toda a extensão do pau que estava entrando.
Ela foi comida em inúmeras posições por aquele macho faminto até que ele começou a urrar dizendo que estava gozando e quando tirou o pau ela mandou que eu comesse as migalhas que sobraram da bucetinha, muito feliz tirei a minha roupa as pressas, ela se posicionou de quatro na beirada da cama e eu soquei até o fundo enquanto ela gemendo pedia que eu acabasse de foder com a sua bucetinha.
Em dado momento ela pediu que eu me deitasse embaixo dela com o meu pau para cima, ela deitou-se por cima de mim, encaixou a bucetinha no meu pau e disse ao macho que queria dois paus na bucetinha, o macho tentou mas como havia gozado minutos antes ainda não estava em condições, ela pediu então que tentasse colocar no cuzinho dela enquanto o meu estava na xaninha, ele tentou mas também não conseguiu, então pedi a ela que deitasse com as pernas abertas, entrei fundo na pepeka, dei estocadas violentas e gozei muito.
Passados alguns minutos ela voltou a chupar o pau dele que começou a ficar duro e mandava que eu também chupasse, ela mesma pegava com a sua mão, colocava na minha boca e falava: “chupa corno filho da puta” e muito feliz por ter a chance de participar eu chupava com vontade engolindo a rola inteirinha.
Em dado momento o macho anunciou que iria gozar e perguntou onde poderia então ela disse-lhe para gozar dentro da minha boca e mandou que eu abrisse a boca e punhetando o pau dele colocou na minha boca então pude sentir o jato quente e delicioso descendo pela minha garganta enquanto ela falava para eu tomar todo o leitinho do macho que havia lhe comido.
Após a exaustiva foda tomamos um banho, nos despedimos do macho, fomos almoçar e após o almoço voltamos para a minha casa onde esperamos o contato do macho que havia combinado de comer ela a tarde do domingo, mas infelizmente ele não entrou em contato então sobrou para mim outra vez a tarefa de apagar o fogo dela.
Pedi a ela que ficasse de quatro na beirada da cama, com os dedos abri a bunda e a bucetinha, pude ver que ela estava muito inchada e com um vermelhão enorme nos lábios, no buraquinho e grelinho, tudo resultado da foda dada horas atrás pelo macho comedor e por mim.
Enquanto chupava podia sentir ainda o cheiro do outro macho enquanto pensava que aquela buceta foi usada para satisfez duas rolas então quando o meu pau ficou em posição de ataque meti na xaninha por aproximadamente 50 minutos até gozar novamente, enquanto dava estocadas agradecia a ela pelo chifre levado e dizia que estava super gostoso comer a bucetinha usada e arrombada e prometia conseguir muitos outros machos comedores para ela, no que ela respondia que é a minha obrigação de corno conseguir machos para lhe abater e usar muito a sua bucetinha e o seu cuzinho.
Ao final tomamos um banho e enquanto a estava levando para a sua casa ela ainda tentou enviar mensagens para o macho que prometeu comê-la a tarde, mas o mesmo não respondeu então deixei-a na sua casa.
Depois que assumi totalmente a condição de corno manso, obediente e submisso a minha vida tem sido de uma plena felicidade sem limites, hoje terça-feira dia 30-08 ela me mandou um Whatsapp dizendo que amanhã as 16:00 horas estará nos braços de outro macho, mostrou as fotos dele e mandou que eu busque ela na porta do motel após o macho acabar de usar ela.
Continuamos na nossa busca de pessoas liberais para envolvimentos sexuais sérios sem drogas, fumo ou bebida. patuapatota@outlook.com





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.