"Os mais excitantes contos eróticos"

 

ESPOSAS ARDENTES, CORNOS DOMINADOS - 03


autor: Shamir
publicado em: 06/09/16
categoria: traição
leituras: 3109
ver notas





Olá amigos, lembram-se da Ariel? Hoje vou contar como ela foi bem fodida e aprendeu como é estar nas mãos de um homem de verdade...aproveitem.
Shamir.

Ariel me ligou no dia seguinte, logo pela manhã, meio relutante mas definitivamente louca para me encontrar:
-Shamir? ...Oi querido! Podemos nos encontrar ainda hoje...pode ser?
Eu mostrando disposição e interesse:
-É claro meu amor! Estou te esperando às duas horas...
Passei meu endereço, o apart hotel que uso como "matadouro" onde as esposas gemem e os cornos não escutam...
Depois do almoço em uma tarde de quarta feira ensolarada, enquanto os mortais comuns trabalham eu aguardo uma gostosa mulher de apenas vinte e cinco anos para desfrutar dela pela tarde inteira, preciso ter disponibilidade de horários se quero comer mulheres casadas, pelo menos até que o corno esteja dominado, depois eu fodo as esposas quando quero, de preferência a noite e na cama do próprio casal com o marido assistindo...é assim eu gosto de verdade.
Antes das duas o porteiro avisa que tenho visita e eu autorizo a subida. Recebo a Ariel na porta, ela está linda e gostosa num vestidinho floral muito jovial e um scarpim combinando perfeitamente, tudo muito simples realçando as formas de mulherão dela. Gostosa! Sem dúvida alguma e meu pau aprova na hora se manifestando sem pudor.
Beijinhos, abraços e carinho, ela mal entrou e eu mostro onde ela está e com quem! Empurro ela de frente contra a parede e usando as mãos de maneira rude exploro aquele corpo tentador enquanto beijo a parte de trás de seu pescoço e mordo seus ombros. Meto a mão por baixo do vestido, aperto os seios, as nádegas e percebo a calcinha molhada mal cobrindo uma xaninha depilada e carnuda. Ariel meio que assustada:
-Shamir! Por fa...favor...não estou acostumada assim!
Eu muito autoritário e já estabelecendo como as coisas vão ser de agora em diante:
-Então vai acostumando amor...se você quer amorzinho papai e mamãe fique com seu corninho...comigo é assim e você vai aprender a gostar!
Ela demonstra que está a fim mesmo:
-Está bom querido...mas me solta um pouquinho...me beija por favor!
Não liguei para nada, praticamente nem escutei! Virei ela e a levei pelo braço até uma mesa próxima, curvei ela forçando a parte de trás do pescoço deixando ela de bruços sobre a mesa, ergui seu vestido mesmo sendo justo e afastei suas pernas com os pés. A calcinha quase um fio dental mas evidentemente uma peça de lingerie cara mostrou uma bunda perfeita, farta, redondinha e lisinha...as coxas magníficas! Ela resmungou:
-Assim não...vá com calma!
Eu segurei com força seus punhos atrás das costas e rosnei no ouvido dela:
-Fique quieta Ariel! Você está aqui para que? Se não gosta não devia ter vindo...pode gemer...eu gosto e quanto mais alto melhor, percebe?
Afastei a calcinha para o lado o que foi fácil, dei uma conferida na bocetinha bem depilada, rosinha e com os lábios carnudinhos, com os dedos confirmei que ela estava encharcada e ainda brinquei com o grelinho fazendo ela gemer e tremer toda...ela estava gostando não podia negar, suas lamúrias eram fita, a cadelinha estava pedindo assim mesmo, então firmei os pulsos dela contra suas costas e meti forte naquela boceta em chamas. Ela soltou um gemido alto e longo, a cadela quase uivou feito uma loba, senti meu pau bater no fundo e ela:
-Por...por favor!! Tira só um pouco...é muito grande...
Minha resposta? Meti mais fundo e mais forte! Duvido que naquela posição, por trás, ela já tivesse levado um pau assim. Homens de verdade bem dotados como eu podem foder mulheres assim, mesmo quando elas tem bundas avantajadas que dificultam o acesso a boceta. Homens "normais" só podem ir fundo na posição frango assado que poucas esposas topam afinal nem todas são ginastas. Pela reação da Ariel eu deduzi o que suspeitava, o Saul deve mesmo ser um bostinha, com uma mulher assim é de querer matar um filho da puta desses; Mas sei que isso é bem normal. Homens fracos, mal dotados tem a coragem de casar com mulheres gostosas e fogosas depois é só esperar o chifre...fazer o que?
Eu bombava forte e a Ariel gemia e gritava descontrolada, tremia toda e parecia uma virgem sendo fodida pela primeira vez. Eu não dei mole e mantive o ritmo com bombadas rápidas e profundas, para deixa-la mais louca ainda de vez em quando tirava tudo e metia de uma vez a té bater no fundo, na parede do útero e a cada vez que eu fazia isso um grito ecoava na sala, ainda bem que os apartamentos são bem isolados acusticamente...Ela gozou uma, duas e três vezes, já estava toda mole e escorregando da mesa mas eu mantive a pressão, ela precisava aprender com quem estava lidando...eu tinha muitos planos para ela incluindo o corninho.
Quando gozei injetei meu leite espesso e morno em quantidade e segurei meu pau lá dentro por alguns minutos ainda, quando retirei a boceta dela estava arreganhada, encarnada e minha porra começou a escorrer pela parte interna das coxas dela, uma visão linda! Ariel exausta e sem forças se arrastou até o sofá amparada por mim e quase desfaleceu. Eu fui tirando suas roupas e deixei-a nua, totalmente pelada derrubada no sofá enquanto fui buscar cerveja no refrigerador.
Bebendo minha cervejinha fiquei apreciando aquele corpo escultural de mulher bem feita, com boa genética. Ariel é realmente muito gostosa, perfeita e o tipo de mulher para deixar os paus dos homens duros só ao passar na frente deles. Seria minha por muito tempo, pelo menos até eu enjoar...pensei até em engravida-la, quero meter um filho meu nela, perpetuar minha genética superior...mas isso fica para um futuro próximo.
Fiquei fodendo a Ariel até o início da noite e quando ela foi embora depois de um bom banho juntos, recomendei que mostrasse ao marido o estrago que fiz na boceta dela, ela pensou que eu estava brincando...mas eu não estava!

(Na próxima parte - 04 vou arrombar o cu da moça e ensinar para ela como vamos transformar o marido dela, o Saul, em um corninho obediente...aguardem)






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.