"Os mais excitantes contos eróticos"

 

14 - A primeira vez de uma virgem


autor: bernardo
publicado em: 07/09/16
categoria: hetero
leituras: 7635
ver notas


Bianca, tinha recém feito 18 anos, quando encontrou um emprego no escritório de contabilidade próximo à sua casa. Sua função seria organização dos documentos e serviços de banco, pois trabalharia meio horário, para que pudesse estudar para o vestibular.

O dono do escritório Sr. Henrique, com os seus 45 anos, cabelos grisalhos e corpo bem moldado devido horas de academia, era amigo do seu pai.

Um dia, ao colocar documentos sobre a mesa do chefe, Bianca, desequilibrou-se esbarrou em uma cadeira e antes de estatelar-se ao chão, foi amparada pela cintura por Henrique e seu rosto colou-se ao rosto dele e ela não pode deixar de sentir a fragrância do seu perfume. Foi então que ele a olhou-a nos olhos e deu-lhe um beijo cheio de volúpia.

Sem pensar nas consequências, Ela correspondeu de imediato, pois desde que fez a entrevista para o emprego sonhava com aquela boca sensual, aqueles dentes brancos e aquele sorriso devasso.
Seu beijo foi ficando cada vez mais ousado e sua mão encontrou os seus seios e os mamilos acariciados, deixando-a toda molhadinha de tesão. Henrique abriu o zíper da sua calça e sentiu o calor da sua xaninha que estava pulsando de tesão. Bianca não pode deixar de soltar um gemido de vontade de ser possuída. Então pediu-lhe, para que a fizesse mulher, pois ainda era virgem.

Surpreso com a revelação, Henrique, levantou-se e disse que aquele não era o local nem hora para tirar seu cabaço, e que marcariam um encontro decente e que fosse inesquecível para a sua primeira vez.

O resto do dia e nos dias seguintes, tudo transcorreu naturalmente, porém Bianca não aguentava de ansiedade para estar nos braços dele novamente, e assim, cumprir o que havia prometido.
Três dias depois, já no final do dia, Henrique chamou-a na sala, encostou-a na parede e com a voz grave em seus ouvidos disse que não aguentava mais de vontade de ter a sua xoxotinha em sua boca e explorar seu corpo com sua língua levando-a ao êxtase. Simultaneamente enquanto falava, suas mãos penetravam em sua calcinha explorando a sua buceta com seus dedos ágeis, fazendo suas pernas tremerem e seu corpo se contorcer de vontade de ser possuída.

Combinaram de se encontrarem à noite, assim teriam tempo de sobra para poderem se divertir e não levantaria suspeita das famílias. Em casa, Bianca tomou um banho demorado, vestiu uma lingerie branca de renda, uma calça jeans justa e uma blusa transparente, colocou um perfume importado e um batom vermelho que valorizava seus lábios carnudos. A sua sorte era que ninguém havia chegado do serviço então ela pode se arrumar com calma.

No cursinho, não pode deixar de notar que chamava a atenção, aumentando ainda mais sua autoestima. Após a aula, estando a porta do cursinho, avistou-o ao longe, vindo em sua direção. Seu coração disparou, suas pernas tremeram e o estômago parecia que tinha borboletas voando desconexas. Ele parecia um deus grego – com um jeans torneando suas pernas, blusa colada mostrando o seu bíceps bem modelado, cabelos molhados e aquele perfume que a inebriava. Cumprimentou-a com um discreto beijo e foram para o estacionamento, onde abriu a porta do carro para que entrasse e seguiram até um motel aos redores da cidade.

Entraram na garagem, subiram a escadaria com tapete vermelho e chegando no quarto Bianca notou: uma cama redonda que caberia tranquilamente mais dois casais, uma TV de 42, uma mesa em mármore marta rocha com cadeiras clássicas. No banheiro tinha um Box com dois chuveiros e uma hidromassagem que parecia uma piscina. Parecia que estava em um sonho!

Henrique a observava extasiado e sem muito demorar, foi logo abraçando-a por trás, beijando a sua orelha e pescoço, e tocando com as mãos os seios de bicos durinhos, causando-lhe arrepios em sua coluna para em seguida, procurar a sua boca. Aos poucos foi despindo-a à medida que suas carícias iam explorando o seu corpo. Deitou-a na cama deixando-a somente de lingerie e se pôs a beija-la até os pés. Em seguida, foi subindo e parou na xoxota lisinha, afastou a calcinha e foi mordiscando e lambendo o seu grelinho, enfiando a língua quente na grutinha, fazendo-a se contorcer de tesão. Instintivamente, Bianca colocou as pernas nos ombros dele e esfregava a buceta em sua boca. Segurava a cabeça dele e gemia muito, e após alguns minutos, não aguentou e gozou na boca dele. Henrique bebia, como se fosse o mais precioso mel.

Lembrando-se dos tantos filmes pornôs que já havia visto, Bianca virou-se para chupá-lo, abocanhando o pau duro como ferro no que ele gemia de tesão segurando sua cabeça e metia forte na sua boca. Como uma profissional Bianca chupava as bolas e acariciou-o perto do anus o que o fez ficar louco. Henrique metia mais forte na boca dela, fazendo-a engolir todo o seu pau e gozou, despejando uma golfada de porra em sua garganta. Foi um gozo gostoso, quente e cremoso!. Bianca engoliu tudo dando-lhe um sorriso cínico e continuou a chupada.

Henrique a colocou de volta no colo dele e se pôs a beija-la na boca, mamava nos seus seios, e quando deitou-a na cama, foi estocando aquele cacete devagar na xaninha e quando entrou a cabecinha penetrando-a Bianca sentiu um ardido, mas como estava com muito tesão, pediu-lhe para a foder inteira. Diante disso, ele enfiou tudo de uma vez, levando-a a loucura e urrando de felicidade naquele caralho quente e grosso dentro dela. Cavalgaram num completo êxtase e gozaram juntinhos. Quando saíram para tomar um banho, Bianca viu a prova da sua virgindade marcada no lençol da cama.

E para finalizar aquela primeira de muitas outras idas ao motel, abriram um espumante e brindaram aquela noite com mais uma sessão de sexo inesquecível!

*************************

E aí? Gostou? Quer mais? Então não saia sem dar uma nota. Faça um comentário e se desejar entre em contato comigo, poderemos brincar no Skype: bernard. zimmer3 , ou no, WhatsApp: 11944517878. E se desejar entre em contato por e-mail. bernard3320@live. com




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.