"Os mais excitantes contos eróticos"

 

ENTREGADOR? SÓ QUE NÃO!


autor: Amora
publicado em: 10/09/16
categoria: jovens
leituras: 6382
ver notas


Depois de chupar aquele pau maravilhoso de João e voltar com o gostinho de sua porra e com a calcinha molhada para minha reunião informal, pensava em como poderia senti lo agora dentro de mim.

Mas não seria uma tarefa fácil de se resolver, já que ir a um motel com ele era fora de cogitação por ele ter apenas 16 anos e levar aquele branquinho de corpo que começava a ser esculpido e de rola saborosa para meu apartamento era arriscado demais.

Sentei pensativa a mesa enquanto a reunião caminhava se para o fim, percebia alguns olhares de curiosidade de amigos, provavelmente meu batom vermelho um pouco borrado chama se atenção.

Mais tarde já no escritório, contei a uma amiga sobre minha aventura, Sarah tão excitada quanto eu com minha história me incentivou ir além!

Excitada fui ler alguns contos eróticos, e foi assim que tive uma brilhante ideia!

Ao ler um conto sobre uma mulher que acabava se entregando a um entregador, logo pensei por que não fantasiar João de entregador lhe dar algumas sacolas e pedir para que ele entregasse em meu apartamento, seria o disfarce perfeito para ele ir ao meu prédio sem chamar a atenção!

Logo fui pesquisar aonde poderia encontrar para vender algum uniforme do tipo, enquanto trocava mensagens picantes com João, mas não contava a ele sobre meus planos.

Poucos dias se passaram do dia em que chupei João no carro até o dia em que colocaria meu plano em prática.
Marquei um encontro com João no estacionamento de um mercado, apesar da vontade de beija lo evitei qualquer tipo de contato só para deixar ele e a mim também com mais vontade!

Entreguei a ele um pacote com o uniforme, uma pequena lista de compras ( com morangos, leite condensado e pro seco) e fui aguardar ele em meu apartamento.

Tomei um banho rápido, passei um creme bem perfumado em meu corpo, coloquei uma micro calcinha que praticamente me comia e um roupão para espera lo!

Por sorte João não demorou muito, já que o tesão já estava me matando!
Deixei o roupão um pouco aberto estrategicamente para que ele notasse que eu estava sem sutiã!
Logo que ele entrou, já quis me agarrar, mas o contive, pois precisava fazer meu joguinho e erótico!

Saí da cozinha e pedi que João me aguardasse um pouco, voltei com dinheiro para dar lhe de gorjeta.
Me aproximei dele, abri seu jaleco e coloquei o dinheiro em sua cintura, sentia a respiração dele forte e aumentou mais ainda quando toquei em seu pau já enrijecido, me aproximei um pouco mais, fui em direção a sua boca e desviei indo para seu ouvido!

"Obrigado!" Disse a ele.

Me virei para pegar o leite condensado, João me olhava como esperando que lhe desse alguma ordem, novamente me aproximei dele, agora com o leite condensado em mãos, João olhou me assustado, abri ainda mais seu jaleco e despejei um pouco do leite condensado em seu peitoral, em seguida passei a língua por onde escorria todo o leite condensado.
João suspirou de prazer, olhei para ele com carinha de safada enquanto começava à abrir sua calça.

Logo libertei seu delicioso pau e o cobri com leite condensado também, comecei a chupa lo ainda com mais vontade do que da primeira vez!

João gemia enquanto eu o chupava como uma criança chupa um sorvete!
Logo sua porra se misturou com o pouco de leite condensado que eu ainda não havia sugado.

Agora seria minha vez de sentir sua língua maravilhosa!

Peguei alguns morangos, tirei por inteiro meu roupão e sentei na mesa apoiando uma das pernas em uma cadeira.
Passei o morango em minha xaninha completamente molhada e ofereci para que João desse uma mordida, novamente passei o morango e desta vez fui sentir meu próprio gosto junto do morango!

Ele também queria me lambuzar de leite condensado e assim espalhou em meus seios uma boa quantidade.
Enquanto João mamava em meus seios, eu me tocava sentindo um prazer indescritível!
João começava a descer com a língua o meu corpo até chegar a disputar espaço com minha mão que ainda tocava minha xaninha!

Me contorcia com sua língua a me maltratar!
João pediu para também jogar um pouco de leite condensado em minha xaninha me deixando ainda mais melada.
Agora ele me mordia como se eu fosse um pedaço de sonho, eu gemia e apertava sua cabeça em direção ao meu corpo até eu explodir em um orgasmo delicioso!

Ainda em êxtase do orgasmo comecei a beijar sua boca doce, enquanto já o punhetava para finalmente senti lo dentro de mim!
Pincelei seu pau em minha xaninha e o fiz me penetrar, sentia suas estocadas jovens e viris, gemia com prazer!
João pediu para mudarmos de posição, disse que queria me ver de outro angulo.
Não neguei seu desejo e me virei de costas, para ele me penetrar enquanto admirava meu bumbum!

Apoiei minhas mãos na mesa, enquanto as suas inquietas, apertavam meus seios, puxavam meus cabelos e ainda davam tapas em meu bumbum alternadamente.

Chegamos juntos ao gozo maravilhoso com nossos corpos melados de suor misturado com as sobras do leite condensado!

Após respirarmos um pouco João foi pegar suas roupas espalhadas no chão, junto ao dinheiro que havia lhe dado, ele então veio me devolver o dinheiro!

Segurei a sua mão fechando a com o dinheiro e disse:

"Guarde a sua gorjeta, dá próxima terá mais uma."

João não querendo acreditar em que acabava de ouvir perguntou:

"Vai ter de novo?"

Respondi a ele:

"É claro que sim, adorei a sua entrega!"




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.