"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Isa pirou com o dedo no cuzinho


autor: hsafado
publicado em: 12/09/16
categoria: hetero
leituras: 3757
ver notas


Olá, esse é o meu primeiro conto e espero que gostem. Sou um leitor acidoo, com anos de diversão navegando pelos sites e blogs de contos eróticos. Nunca tive coragem para escrever minhas aventuras, mas morria de vontade de fazê-lo. Hoje é o dia de tirar a virgindade da vergonha e compartilhar com vocês um dia de prazer.

Namoro com Isa há quase dois anos. Uma negra linda, de 1,65, com peitos que se encaixam perfeitamenten em minhas mãos e uma bunda deliciosa que me deixa louco. Nossa relação é ótima e vida sexual nem se fala. Essa menina me mata de tesão. Nós moramos em cidades diferentes e nos vemos geralmente aos finais de semana. Acho que apesar da distância ser cruel para um casal, isso talvez tenha nos ajudado a aflorar o desejo que nutritimos um pelo outro. Espero que gostem de nossas aventuras. ;)

Não era um final de semana normal. Isa estava na minha cidade, mas iria voltar para a sua no domingo, onde faria uma prova. Eu então me propus a ir com ela e passar o resto do dia em seu apartamento. Ela gostou da ideia e passamos um domingo digno de compartilhar com vocês.

Isa não é uma menina, sabe bem o que quer. E quando ela quer sexo, ela quer sexo e deixa isso estapando nas caricias e na respiração ofegante quando a beijo. Meu pau começa a latejar logo no primeiro sopro que ela da em meu ouvido. Ela abre um sorriso que me provoca ainda mais e me faz agir como um animal.

Minha primeira reação é tirar aquele lindo par de seios pra fora e apertar, sugar e voltar a beijá-la intensamente. Eu me diverto com sua cara de tesão e aproveito a situação para colocá-la de costas e descer minha mão até sua bunda. Com a resposta de aprovação estampada em seu rosto, introduzo lentamente um dedo no seu cuzinho. Sua respiração aumenta e meu pau já não aguenta mais ficar escondido. Aproveito-me daquele cuzinho até que ela reclame de desconforto. Infiu um, dois dedos, giro, preciono, tiro, cuspo naquele buraquinho gostoso e volto e enfiar meus dedos. É tão gostoso vê-la gemer, tentando esconder o rosto de vergonha e prazer. Eu chego a sentir que vou gozar, se mesmo enconstar em meu pau.

Após alguns minutos brincando com seu cuzinho, coloco uma mão por baixo de seu corpo, pensando em dedilhar a sua bucetinha. O que encontro é um rio entre suas pernas. Aquela bucetinha estava ensopada, "batendo palma" como ela gosta de falar, pedindo meu pau. Mas eu queria provocá-la ainda mais. Então enfio dois dedos e começo uma siririca intensa. Vendo-a cheia de tesão e agarrada ao travesseiro, com a outra mão arrisco outra investida em seu cuzinho. Ela aceita, agora passo a dedilhar seus dois buraquinhos ao mesmo tempo. Ela pira, me beija e geme baixinho.

Ficamos assim por um tempo, até ela não aguentar mais e pedir para sentar em mim. Isa, senta, rebola, quica no meu pau, faz cara de safada, me provoca e me faz segurar o gozo várias vezes. Chego a tremer e morder a própria boca sem saber como evitar gozar entre suas pernas. Ela rebola no meu pau, sem se apoiar em lugar algum, ver aquela cara de safada e como ela gosta de ter meu pau, me descontrola e eu gozo em sua bucetinha. Gemendo, querendo urrar e bater forte em sua bunda, ela agora sabe que gozei. Mas mesmo assim não sai da cima e continua rebolando gostoso até não aguentar mais e deitar na cama, dizendo: que delícia!

Meu pau nem chega a amolecer, ela não deixa. E mesmo sem querer continuar aquilo, ela me provoca só para me deixar dormir de pau duro.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.