"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Tarde delicia com o meu querido profe


autor: momorena
publicado em: 15/09/16
categoria: hetero
leituras: 5373
ver notas


Finalmente o dia do encontro com Júlio chegou. Eu estava tão ansiosa o tesão o desejo me consumia.

Não sei se posso dizer que a falta de assistência em todos os quesitos afetivos que eu sentia em casa me encorajavam a seguir em frente . Ou se Júlio realmente estava me enfeitiçando era difícil assimilar.

Fui para estação do metrô de costume e lá do lado da catraca já avistei Júlio.

Ele vestia calça social risca de giz preta sapatos combinando e uma camisa lilás. Isso era covardia, que homem lindo era aquele. Sempre me surpreendia.

Tudo que eu dizia gostar ele sempre dava um jeito de fazer. Que lindoooo!!!

Eu? Um vestido pretinho básico um decote princesa e um meio salto alto. Cabelos soltos castanhos escuros que cintilavam sob as luzes da estação. Maquiagem discreta porém batom marcante rubro torneando toda boca da maneira que ele gostava. Pele envolta em óleo corporal pós banho rosas vermelhas , como dizem os mais jovens, pronta pro crime hehe!

- Júlio você não esperou no carro porque?

- Ah! Mo ansiedade em te ver não me contive. Estava com tanta saudade de você minha morena.

- Também sinto saudades rsrsrs mas sabe que não posso ser vista assim contigo....

- As vezes Mo paixão nos cega, mas desculpe você tem razão. Pegue a chave do carro e vai na frente o carro está em frente a uma praça pode entrar e me esperar. Eu vou logo atrás de você.

- E porque você não vai na frente?

- Ah ! Mo deixa ver você indo eu ficar te olhando e saber que hoje essa tarde você é minha. ...

- kakaka você é bobo viu Júlio, dê a chave vou lá.

Me afastei e fui tranquilamente em direção a saída da estação , dei olhada para trás e vi Júlio me fitando com seus olhos vindo logo atrás de mim.

Sensação gostosa de sedução eu sentia quando estava com ele. Ali eu me sentia a Mo de verdade. Devassa mundana. Entregue aos desejos loucos e insanos. Isso enlouquecia.

Cheguei no carro apertei controle abri a porta e sentei tinha um cheiro tão bom de almiscar no carro. Ele logo veio abriu a porta e entrou. Verificou os vidros fechados.

- Oi meu amor...(me disse).

E me laçou um beijo
apaixonado, naquele momento nada mais ali cabia a não ser ele e eu. Era tanta paixão tanto fogo que me desfalecia em seus braços.

Difícil explicar aquela língua chupando a minha com tanta voracidade e ao mesmo tempo tanta delicadeza.

Seus lábios úmidos grudados aos meus tremiam sussuravam baixinho que queriam me devorar.

Suas mãos percorriam meu pescoço meus cabelos e minha face.

Meu corpo arrepiava, meu mel instintivamente começava escorrer, eu sentia sua temperatura quente saindo de dentro de minha xoxota em chamas.

Meus dedos invadiam seu tórax por entre os botões abertos de sua camisa. Outrora tateavam aquele rosto lindo que Júlio tinha.

Em uma subta retomada de sentidos me afastei e respirei fundo.

- Vamos continuar isso aqui?

- Verdade Mo, kakakak me descontrolei. Hoje vou te levar a um lugar especial.

- Júlio, Júlio olha lá o que está aprontando. ..

- Fica tranquila meu amor você vai gostar.

Ele ligou o carro e fomos. No trajeto ele apertou o play e começou a tocar uma música que particularmente eu sou apaixonada era Bad da banda U2, a sonoridade dessa música me faz viajar literalmente. Ele sabia disso das conversas que tinhamos pelo watts.

Entramos em um condomínio daqueles simples mas super charmosos. Um lugar arborizado bem estruturado. Muito legal, eu já estava hipermegacuriosa sobre aquele lugar.

Estacionou em uma vaga privativa e descemos. Logo a frente tinha a porta de um sobradinho e Júlio me conduziu até a entrada. Abriu a porta e ao adentrar vi uma pequena sala móveis novos de muito bom gosto.

Júlio coloca chaves sobre uma mesinha que fica ao lado da porta e diz:
- Aqui amor é onde me escondo,é onde fico toda noite pensando em você o quanto te queria aqui comigo.

Olhei para ele e ternamente digo:

- Estou aqui Júlio toda sua, no seu ninho me consuma em teus braços.

Agora sou eu que laço meus braços ao redor do seu pescoço e o beijo deliciosamente.

Fico nas pontas dos pés para isso. Ele me pega pela mão e me leva até seu quarto.

Em uma enorme cama ele me deita. E me diz ali no banheiro tem um presente pra mim . Quero que use.

Vou até a cozinha buscar algo pra gente enquanto você descobre o que é.

Ele vai para cozinha e eu corro ansiosa para o banheiro onde me deparo com uma caixa de presente.

Dentro da caixa um salto alto vermelho um Doma preto (aquela roupa que cheffs de cozinha usam) um fio dental negro de lacinho vermelho atrás e uma bandana vermelha.

Eu sorri pela criatividade dele. E logo vesti . Ficou maravilhoso imagimem a cena.

Uma morena de largos quadris e seios avantajados dentro de um Doma cinturado preto fio dental negro com um lacinho vermelho atrás e um salto vermelho paixão!!!!

Particularmente achei perfeito. Vesti e fiquei admirando no espelho.

Ouvi barulho de Júlio vindo e corri para atrás da porta. Ele entrou com uma bandeja e colocou em cima de um móvel ao lado da cama. Foi em direção ao banheiro onde entrou e não me viu. Saiu sem entender e deu de cara comigo toda fantasiada.

Ele ficou branco, mais branquinho do que ele já é, achei que estava passando mal kakakak...

- Júlio você está bem?

- Ai Mo... coloca mão no meu coração você me mata mulher. Esta muito linda coração.

Me olha por alguns minutos e agora com truculência me joga na cama.

Me beija dos pés a cabeça, chupa minha pepeka por cima da calcinha, me cheira me lambe.

Abre o Doma botão por botão enquanto me fuzila com aquele olhar de animal no ciu. O abre e deixa meus enormes seios expostos.

Vai até o móvel e pega spray de chantilly borriffa no bico dos meios seios e coloca metade de um morango em cima. Faz um arabesco de chantilly no meu umbigo e coloca uma uva.

Eu olho aquilo e sinto o mel saindo continuamente eu não conseguia me controlar. Era muito gostoso ver aquilo sentir aquilo.

Ele se levanta e diz...

- minha obra prima, imagino os outros chefes fazendo melhor e mais gostoso.

Falava e tirava sua roupa, sou apaixonada naquele corpo, ele fica com uma cueca box branca e vejo seu membro rígido tentando sair por cima e o rastro de umidade que seu líquido deixou.

Passava mão por cima da box e dizia:

- Olha Mo, é nessa situação que fico todos os dias quando falamos pelo watss,é assim que fico também quando você some e fico a imaginar ele te possuindo.

Se aproxima de mim e vem com a boca sedenta absovendo cada morango em cada bico do seio, eu respiro fundo me contraio aproveitando cada minuto cada movimento.

Júlio chupa os biquinhos de meus seios, e mama literalmente em cada um deles.

-Mama meu amor alimenta esse desejo essa tentação. .. sou sua Júlio. .. me suga amor...

Indescritível aquela mamada....

Júlio agora vem para meu umbigo contraio a barriga prendo a respiração e ele abocanha a uva e vem e coloca na minha boca.

- Come a uva minha princesa porque agora eu vou te comer...

- Kakaka Que isso !

Júlio desce puxa o fio dental com tal violência que ele estoura se rompe. Ele o joga na minha cara e abocanha minha pepeka chupando tão forte e tão gostoso que não aguento e gozo.

- Amor nem comecei kakakak!

-Ai Júlio seu cachorro você me deixa doida.

- Doida amor você vai ficar....

Pega o chantilly e coloca na cabeça daquele pau duro feito pedra e se coloca a minha frente.

- Pede Mo pra chupar meu pau.... Pede agora.

- Amor deixa eu chupar sua pica doce? ( pensem na cara de putinha). Por favor amor coloca na minha boca?

Júlio colocou em minha boca e eu lambi todo chantilly, e abocanhei aquele membro doce e delicioso.

O coloque entre os meus seios e pedi pra ele socar para que a cabeça entrasse em minha boca.

- Poxa Mo, assim não aguento que tetas macias hummmm. Abre a boca vai.... uhuuu vou gozar nela. .. aiiii Moooo gostosaaaa. Vou gozarrr... uhhh.....

E senti jato de leite direto na minha boca Júlio fechou os olhos e o leite saia. Melou minha boca meus seios tudo...

- Como não querer ter você Momorena, você é meu segredo mais gostoso.

Veio me limpou e me levou pro banheiro. Tirou meu sapato vermelho lambeu minha bunda minhas costas. Ligou chuveiro me ensaboou e no meio da espuma me colocou de costas frente a parede levantou levemente mimha perna e foi colocando seu pau na minha xoxota.

Enfiava e sussurava obscenidades em meu ouvido, começou socar e socar e eu gemer e gemer e ali enlouqueciamos perante aquele amor gostoso dobrou meu corpo delicadamente me deixando de quatro.

Circulava meu buraquinho com o dedo enquanto recolocava na minha xoxota.

Colocou todo seu membro e fazia vai e vem ritmado minha xoxota parecia se abrir a cada movimento. Meu bumbum se arqueava involuntariamente a cada estocada. Estava muito, mas muito gostoso.

Meus seios balançavam minha boca secava e minha pepeka explodia em mais um gozo. Júlio estava concentrado me levou pra cama me deitou de frente e colocou novamente e olhava pra mim enquanto me furava com aquele pau duro gostoso.

- Olha pra mim Mo, quero ver sua cara sentindo prazer... olha pra mim amor...

Eu olhava e gemia baixinho. ..

- Ai Júlio como posso não pensar em você ahhhh você me mata de tesão ... uhhhhh.... aiiiiii

- Diz o que eu sou pra ti.....

- Você é meu segredo, meu pecado, meu gostosoooo....

- Mo vou gozar na sua xoxota... olha. ..

- Goza amor, goza nela vai....

Júlio socou tão forte que senti uma vontade de gozar de novo olho e vejo as veias de seu pescoço sobressaírem e a cara de tesão indescritível cara de macho fedendo uma fêmea proibida.

Não aguento e tremo gozando de novo Júlio sente minha pepeka mastigando seu pau e goza dentro de mim.

Fica imóvel olhar fixo em mim e sua porra jorra dentro da minha xoxota até que ele se deita sobre mim.

Ficamos em silêncio eu acaricio seu cabelo e ele meus ombros e curtimos aquele momento.

A intensidade do que tenho com Júlio é algo inexplicável, não é só sexo desejo carnal a gente se entende na profissão, nos gostos no modo de pensar. Afinidade eu acho e tudo isso me aproxima cada vez mais dele. Não sei o que será da gente nem o que o futuro nos reserva.

O que sei é que meu marido relaxa com o futebol e a cerveja. Eu relacho nos braços de quem me deseja. Se estar certo ou errado não sei mas o presente me pertence e quem o faz sou eu.....

Ali passamos a tarde naquela tórrida paixão, fui possuída de todas as maneiras imagináveis, Júlio sentia um tesão em mim que seu pau subia em minutos e nós aproveitamos cada um deles.

Delícia de Professor! !!!!












ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.