"Os mais excitantes contos eróticos"

 

A chapeuzinho caiu na boca do Lobo.


autor: Morpheus
publicado em: 22/09/16
categoria: aventura
leituras: 2056
ver notas


Antes que você classifique esta história apenas pelo título, quero convidar você a esta jornada comigo. Chega mais!

Teresa é uma bem sucedida empresaria no ramo comercial e muito analítica e criteriosa em seus investimentos. Participa de uma franquia de lojas de roupas, sendo que ela própria tem uma e enriqueceu abundantemente em seu próprio empreendimento.

Tem 37 anos, não é dada a farras nem costuma freqüentar ambientes da alta sociedade, é uma pessoa que tem consciência de onde veio e orgulha-se de suas origens. Ao contrário do que você possa imaginar, Teresa não nasceu pobre, embora não tivesse tudo do bom e do melhor, mas aprendeu desde cedo com seus pais a ser alegre com o que tem.

Fracassou algumas vezes, mas quem pensa que no caminho do sucesso não existem fracassos, engana-se. O caminho do sucesso tem muitas frustrações, derrotas e decepções com as pessoas. Se você desiste de um sonho somente porque alguém te decepcionou, ou se você larga uma corporação, um grupo religioso por conta de uma desilusão, você é um fraco. A vida surra você até quando está caído, e mesmo assim, você acorda todo dia e não sai dela.

Essa era a filosofia de Teresa. E um dia, seus esforços foram bem recompensados, e finalmente ergueu para si um império. Ao contrario do pensamento moderno que incentiva o empoderamento feminino, Teresa é uma pessoa que sente na pele o preço do seu sucesso. É uma linda mulher loira, de 1, 80, cabelos longos tingidos, seios médios, uma cintura invejável e glúteos de fazer parar todo um trânsito. Mas ela era sozinha. E a solidão pode ser uma grande tortura para quem vive a tão sonhada liberdade.

Se eu dissesse para você que ela precisa de um homem para cuidar do império por ela construído, diria que poucos administrariam com tanta inteligência e capacidade quanto Teresa. Mas de alguém que compartilhe a vida, o amor, ah isso sim! Teresa e qualquer mulher sente falta. As caras leitoras que vivem a era do empoderamento feminino, não se iludam: Não bom que o homem e a mulher, por mais vencedores e poderosos que sejam, VIVAM SÓS!


Victor Wolff havia recomeçado uma nova fase de sua vida após ter tomado um duro golpe na antiga empresa onde trabalhava na área de Previdência Privada e Investimentos. Após uma dura escalada para obter o sonhado reconhecimento, foi acometido de um acidente que roubou seus planos, seus méritos, e sua vaga sonhada para Master da Sede Oeste . Não bastasse o duro golpe que o tirou por seis meses do seu trabalho, forças maiores conspiraram para que ele fosse colocado na geladeira e por fim, desligado de seu único meio de ganhar a vida. Único!? Quem tem o cérebro de Victor Wolff não fica parado!

Sendo ainda tão jovem, com 31 anos, seu horizonte de conquistas acabara de ser ampliado. Após seis meses de licença, mais os três meses de intensa labuta na pedreira, encontra uma pequena luz ainda oscilante e fraca para sair do tempo da escassez: Um novo começo chegou até ele numa empresa que ele tinha lutado para derrubar no mercado, e agora erguia-se para tomar terrenos perdidos.

E Victor Wolff retornou à ativa na Empresa Rival da Sede Oeste. Num período de incertezas no cenário político do país, Wolff aprendeu a ver oportunidades em campos inexplorados, por que ele aprendeu que onde pinga não seca. E logo esses pontos tornariam a ser gotas, que evoluiria para vertentes mais fortes, até novamente transbordar. Assim é a vida.

Duas histórias. Um destino em comum. E vamos ao que interessa! Você deve estar se perguntando: O que duas histórias Tem tanto em comum!? Eu explico aos senhores: Teresa e Wolff tem um saudável relacionamento de longa data, e na época em que ele trabalhava na Sede Oeste de seu antigo banco Teresa estava com toda sua fortuna parada numa poupança. Numa simples consulta, Victor ensinou a ela caminhos melhores sobre como transformar seis meses de poupança em 1000, 00 reais em investimentos a curto prazo que lhe renderiam 2. 200, 00 reais já sem contar com os impostos de renda.

Teresa ficou encantada com a simplicidade e coragem do jovem bancário, e disse-lhe que ele era um anjo enviado por Deus para iluminar sua vida.

-Quem dera que dentre os homens que já se envolveram comigo houvesse um com a visão que você possui!

A transparência de Wolff abriu na época portas para levar a empresa bater metas que antes eram vistas como inalcançáveis. Daquela simples consulta, Wolff e Teresa iniciaram uma bela amizade. Amizade esta impressa pela transparência e sinceridade para permitir a Wolff em alguns momentos ser austero com sua cliente e alertá-la de rotas perigosas no mundo dos negócios.

Creio que para todo o investidor, mais que uma situação econômica favorável é saber que seu gerente, consultor, conselheiro é um amigo e não está levando-o para o buraco. As pessoas precisam de uma palavra que atinjam o coração, e é isto que Wolff dava aos seus clientes. E para Teresa, isso o qualificava muito mais que um bom profissional. Pela primeira vez, Teresa se apaixonou! Porque olhava nos olhos daquele homem e via, meus amigos, que ele não queria nada dela a não ser que seu poder multiplicasse cada vez mais e que novos horizontes fossem alcançados!

Confiando em seu bom mentor, agendou um almoço de negócios para fechar um altíssimo investimento de R$ 480. 000, 00 ! Caro leitor, você sabe o que é um investimento de 480. 000 !? Pegue cada milhar desses e o faça render 2. 200, 00 já descontados os impostos!? O ano fechou gordo para Victor Wolff, que ao chegar à agência mais falida da Sede Oeste, com débitos de 350. 000, pagou todos os débitos e deixou em caixa 100. 000 de superávit!

Lógico que o talento de cada um conta, mas a unicidade do grupo foi crucial para este triunfo. Bom para Teresa, e bom para Wolff, que foi um dos melhores funcionários da Sede Oeste.

Mérito esse que não foi usufruído por nosso caro bancário que, após o acidente, foi desligado covardemente da empresa que ele ajudou com seu tijolinho a se reerguer das cinzas.

Porém nem tudo são perdas. Teresa jamais esqueceu-se do ato de Wolff e para retribuir os serviços prestados, chegou até querer recompensá-lo com um carro de presente. Ao que ele recusou. Na época, ele estava lutando para conseguir um carro para deixar as lotações para trás. Mesmo com a oferta dela, ele recusou.

Teresa tem hoje perto de 8 milhões guardados em banco e Wolff não aproveitou de um níquel sequer de sua fortuna. Em 12 meses, Victor ajudou a transformar 10 mil reais pagos para guardar o dinheiro no banco em 120 mil reais, e Teresa ainda abriu mais uma loja de sua própria franquia.

O jovem Lobo enriqueceu a chapeuzinho Vermelho, e agora Chapeuzinho decidiu ser a comida do Lobo!

Pois bem, caros leitores, se vocês leram até aqui, meu muito obrigado. Venham juntos comigo ao verdadeiro conto do Lobo que traçou a Chapeuzinho:


Teresa concluiu que um homem desse precisava ser laçado e após o fechamento do grande negócio, declarou-se após travarem um conversa de três horas com seu Lobo:

- Wolff, eu preciso de um homem assim na minha vida, por onde você andou esse tempo inteiro!?

- Rs, você sabe: Sou um cara que veio de um lugar simples, filho primogênito de dois assalariados que suaram para me fazer um homem de bem, e hoje estou erguendo meu império, se é que posso dizer! Sou divorciado, mas mesmo assim com dois filhos para direcioná-los, catapultá-los a um futuro muito melhor que o meu!

- Ainda que fosse casado, Wolff, um homem como você tem que ser dividido! Eu aceitaria com todo o prazer! O que preciso mesmo é de alguém com essa simplicidade que você tem! Posso te dar tudo que você quiser! O que preciso é somente ser feliz e amada!

- Teresa, de você eu quero somente a sua amizade, seu carinho! Aceito um chocolatinho aqui, um docinho fino ali, mas sem presentes!

Era isso que tornava Wolff mais interessante e mais desejado por sua Dama da Capa Vermelha. Mesmo com o distanciamento causado por conta de seu convalescimento, Teresa sempre lembrou-se com carinho dele e, para turbinar o que já era divino, colocou mais 250 ml de silicones em cada seio.

Virou um míssil! E um belo dia, O jovem lobo que atravessa um tempo de vacas magras recebe o contato de sua garota que outrora caminhava perdida pela estrada afora com sua cestinha de docinhos. Em um almoço de velhos amigos, o jovem Lobo é tomado por velhos instintos de sua natureza, e seus olhos, narinas, tato e paladares foram ativados pela moça de capa vermelha que, com seus dotes turbinados, tira sua capa e revela o que a vovozinha proibiu!


Teresa causa em Wolff , com fotos super íntimas, desejos antes adormecidos em seus recônditos secretos.

- Como consegue melhorar o que já está perfeito? Mas que delícia, Teresa!

- Fiz isso em sua homenagem, porque quero que seja feliz assim como eu quero ser amada!

Tá na hora de o Lobo ser o Lobo! Marcam um novo almoço no famoso Graça da Vila, onde reservados em um canto todo especial começam a trocar confissões ainda mais salientes um sobre o outro! Wolff é um tipo de cara que usa todo o corpo para o sexo: Para ele, se não tiver o pau, usa a boca; se não tiver a boca, usa os dedos, e topa tudo na cama para satisfazer uma mulher!

- Teresa, de uma coisa tenha certeza: Meu casamento não acabou por causa de sexo ruim, não! A vida é curta por demais para se gozar de algo tão gostoso! Ainda que um Viagra não levante mais meu pau, quero morrer fodendo antes que a terra me coma pra sempre! Porque pior que a terra te comer, é o fato que você não vai gozar nem um pouquinho!

Aquilo foi o suficiente para a Chapeuzinho derreter-se na boca do Lobo com um beijo de tirar teia de aranha da boca porque ela não fodia decentemente há um tempo considerável! Os lábios carnudos do lobo pardo, de 1, 87m , cabelos cacheados, barba tratada e olhos escuros traduziram para ela como deveria ser um relacionamento sem mentiras e interesses excusos.

Tinha o azar de atrair pretendentes que somente se aproximavam em troca do seu poder ou então satisfazer brevemente suas necessidades dentro de seu corpo sem esperar que ela chegasse perto do orgasmo. Isso, o dinheiro dela, não poderia comprar! Queria mais que cinco minutos de prazer... Buscava a verdadeira paz que o poder roubou em seus preciosos anos de vida! Para muitos, senhores , a realidade dura e triste é essa!

Os beijos do lobo outrora adormecido tornaram-se implacáveis e sua presa respondia com mais intensidade e desejo de ser devorada.

De suas profundezas, saía o mel já incontido de Teresa, que permitiu que Wolff tomasse em seus dedos de caçador e o provasse, dividindo com sua parceira. Resoluta, fechou a conta no restaurante e dirigiram-se ao Luxuoso VIPs, que fica perto de sua residência, na Barra da Tijuca, e com sorte conseguiram a reserva na suíte presidencial que era localizada na cobertura do prédio , com vista privilegiada para a praia e estacionamento privativo.

Ainda no comando do IX-35 Hyundai de Teresa, Wolff era invadido pelas mãos carentes de sua amante que, ao sacar seu membro teso e imponente, abocanhou-o como uma putinha de beira de estrada. O mastro de 18 cm grosso de Victor fez Teresa perguntar, embasbacada:

- Que pau delicioso que você tem, meu gostoso!

- É uma versão única de fábrica feita para te comer melhor, minha putinha! Chupa seu Lobo, chupa! Chupa, que nesse bosque, o único caçador sou eu!

Wolff entrou com ela na suíte presidencial sendo rasgado pelas deliciosas unhas de sua cliente. Com sua pele vermelha e riscada pelas garras de sua vítima voluntaria, o jovem bancário agarrou-lhe pelos cabelos e mostrou que ele é o dono do bosque: Ajoelhou-a sobre o fino carpete dos aposentos e estocou virilmente a boca de Teresa com sua manjuba, que rompia sua primeira barragem na primeira medida de seu prazer. A milionária sedenta sugou sua glande e suas bolas fazendo o corpo de Wolff estremecer e cair sobre a enorme cama , tornando-se ele a presa de sua Dama de Capa Vermelha!

Numa dança provocante e arrebatadora, Teresa acabou por enlouquecer o jovem bancário arrancando uma por uma cada peça que escondia o corpo de, deusa atrás de seu vestido escarlate para matar, revelando a ultima otimização de seus seios que eram impecáveis.

- Viu, meu gostoso!? Que achou deles!? Fiz em sua homenagem!

- Incrivelmente maravilhosos!- suspirava o lobo enlouquecido.

Teresa retirou a última peça, sua calcinha vermelha rendada, encharcada, e atirou no rosto de Wolff, que sorveu-lhe cada gota do seu mel que já transbordava. Encaixaram, então, num delicioso 69 que resultou num orgasmo alucinante de ambos. Teresa jamais gozou na boca de homem algum. O mel era tão viscoso e abundante que melou a cara do Lobo inteira. Sua buceta cheirosa e depilada, com lábios carnudos e um grelo de consideráveis dimensões eram preenchidos com a boca voraz do bancário que fez jus ao seu discurso. Ainda se recuperando do banho de porra dado em sua cliente, Wolff conduziu-a a mais um lancinante gozo. Seu pau deu sinal de vida novamente.

Teresa e Victor trocaram seus gozos um com o outro num beijo profano, sem pudor, apenas paixão. Enlouquecida por conhecer seu próprio sabor, posicionou-se para a cavalgada mais selvagem da sua vida. Enquanto preenchia seu interior com vai-e-vem frenético, contraía sua pepeca em volta do cacete de Wolff , retribuindo todo o prazer que antes foi proporcionado a ela. Rebolou e xingou como nunca em sua vida.

A experiência de Teresa com Victor liberou todas as comportas represadas de seu interior. Jatos e mais jatos orgásmicos molharam os lençóis, e Chapeuzinho desabou sobre o seu Predador Alpha!

Após um breve período para reporem suas energias num banho na hidromassagem, Wolff colocou Teresa de 4 , arrebitada para ele, e sodomizou oralmente o seu cuzinho. Chapeuzinho gemeu de prazer nas presas do Lobo, que logo em seguida introduziu paulatinamente seu mastro até ele sumir todinho no buraquinho de sua putinha.

Começou com estocadas lentas e marcantes, para acostumar Teresa com suas pregas sendo abertas pelo enorme volume se Victor. A força das estocadas foi aumentando e Teresa gritava de dor e prazer ao mesmo tempo! Pedia que não parasse. Ao anunciar seu orgasmo, ela pediu que ele gozasse na sua boquinha.

Victor liquefez-se em sua parceira, tendo esgotado todo seu vigor proporcionando-lhe a foda mais frenética e deliciosa sua vida.

No mais, meus caros senhores, o que posso dizer!?

A partir desse dia, acabou o fim do tempo de vacas magras em sua vida. Teresa entregou-lhe um cheque de 300.000,00 que transformou-se meses mais tarde em outra pequena fortuna, e Wolff, que uma vez Lobo,sempre Lobo, teve seu final feliz comendo Chapeuzinho não só aquele dia, mas pro resto de seus dias. De quebra, casou com ela e teve dois lobinhos que saíram mordendo outras menininhas perdidas nas estradas da vida(risos).

Obrigado por terem me acompanhado em toda esta jornada, senhores . Até uma próxima aventura!!!








ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.