"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Me comeu gostoso no sonho...


autor: momorena
publicado em: 24/09/16
categoria: hetero
leituras: 1554
ver notas


Sabe aquela pessoa que vive te secando? Te come com os olhos literalmente até deixando você sem graça.

Eu comecei tomar aversão por ele, dono do depósito de material de construção onde éramos fregueses.

Eu também já havia feito alguns trabalhos de divulgação da loja dele então sempre tinha que olhar para cara daquele tarado .

Toda semana precisava de material pois estamos acabando de terminar nossa casa. Meu esposo deixava lista e eu ia até o depósito.

Toda vez que chegava ele atendia todo mundo e me deixava por último propósitalmente para ficar a só comigo.

Sempre eram piadinhas grotescas e no final uma cantada do tipo, seu marido é um homem de sorte. E de contra ponto uma resposta, acaba logo essa nota e para de graça.

Colocava ele no lugar dele rapidinho. Só de olhar para ele me dava nojo.

Mas como subconsciente por vezes no traí a noite passada tive um sonho com aquele Peba vou contar a vocês. ...

Eu chegava no depósito como de costume entrava e no balcão chamava não tinha ninguém.

De repente a porta de aço da loja se fechava atrás de mim e o Peba virava assustado dizendo que ladrões estavam nas redondezas que era prudente fechar naquele momento.

O cara vem e me puxa pela mão e me leva para uma sala atrás do balcão, era um escritório.

Ele pede para eu subir em um banquinho e olhar por um vitrô a rua de baixo para ver se vejo algum movimento estranho. E realmente vejo duas viaturas policiais aceleradas como se procurassem algo.

Ele me ajuda descer e diz que era melhor eu ficar ali por um tempo. Eu acabei concordando realmente estava com medo.

Quando olho nos olhos daquele Peba vejo uma cara de tarado o desejo visível quando ele me media de cima embaixo.

Fiquei desconcertada sem saber onde olhar e nem como fugir daquele fuzilamento de olhares sedentos.

De repente ouvimos tiros, muitos tiros era uma intensa troca de pipocos.

Eu fiquei apavorada e quando vi já estava grudada naquele homem. Ele me segurava tão forte tentava me acalmar, acariciava meus cabelos beijava meu rosto pedindo calma.

Naquele momento esqueci da aversão, de tudo mais. Eram só aquele barulho infernal ecuando na minha cabeça.

Fechei os olhos abraçada com aquela pessoa e fiquei imóvel.

Senti algo crescendo e ficando duro igual pedra encostado em mim. Senti uma fungada em meu pescoço, e uma mão que levantava meu vestido e acariciava meu bumbum...

Eu não conseguia mexer nem um músculo do meu corpo, ele percebendo beijava meu pescoço, cheirava.

Agora vinha com a mão do meu bumbum para minha pepeka, passou mão por cima da calcinha acariciando a bixinha que começava dar sinal de vida.

Ouvíamos barulho de sirenes lá fora e aqui dentro só meu coração acelerado e os beijos estalados distribuídos em meu corpo.

Como eu podia estar gostando daquilo? Minha pepeka escorria o tesão era eminente. Os bicos dos meus seios enrijereceram. Minhas carnes tremiam de desejo.

É eu queria dar para aquele homem que sempre achei nojento. Meu corpo pedia implorava aquilo.

Ele então tira minha calcinha, abaixa e começa beijar testinha da minha pepeka, abrindo e cheirando alucinadamente. Enfia a lingua tão gostoso e começa mamar na minha xoxota.

Sensação gostosa, sento na cadeira ali perto e ele continua chupando graciosamente minha pepequinha totalmente entregue.

Ele tira meu vestido e apalpa meios seios sobre langeri e tira biquinho para fora e passa língua, boca gelada mãos trêmulas devora meus seios.

Abaixa suas calças vejo uma box preta e coxas grossas peludas. Um volume não tão grande. Mas quando abaixa box salta uma tora de uns 16 cm extremamente grossa cabeçuda e cheia de veias.

Ele me pega e coloca meu corpo de bruços sobre a mesa do escritório. Abre minhas pernas e vem colocando deslizando o pau xoxota a dentro. Deu um pouquinho de trabalho pois era grosso eu gemia ele segurava minha bunda com força e forçava piroca até ela entrar toda.

A sensação de preenchimento era indescritível. Deliciosamente em um vai e vem maravilhoso me fodia sobre a mesa.

Meus seios tocavam sobre a mesa gelada aumentando meu tesão.

O silêncio agora paerava na rua e só o que ouvíamos eram as estocadas do corpo dele contra o meu e o som dos líquidos que saiam de nós misturando se aos movimentos.

Eu não pensava mais em nada a não ser em gozar gostoso.

Ele agarrou em meus cabelos intensificou os movimentos e socava muito gostoso. Que rola gostosa era aquela? Minha pepeka chorava eu arfava minhas pernas vacilavam e ele não cansava.

Me deitou de frente agora abriu minhas pernas e encaixou seu pau dentro da minha xoxota e socava gostoso muito gostoso.

Eu precisava gozar enfiei minhas unhas em seus braços e .....

ACORDEI.....

Isso mesmo acordei toda melada xoxota acesa louca para gozar.

Foi um sonho e agora? Eu senti tesão naquele Peba e isso era inegável. Eu devia estar louca.

Mas o fato é que estou aqui na cama com fogo imenso o que fazer?

Passei a mão na minha bichinha comecei fazer carinho mas não isso que ela quer .

O jeito é tomar banho friu e continuar a vida.

Mas que sonho....

Pior era olhar na cara daquele tarado me sentindo eu agora a tarada kkkk !!!













ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.