"Os mais excitantes contos eróticos"

 

escola


autor: aliceruiva
publicado em: 29/09/16
categoria: hetero
leituras: 5795
ver notas


Era meu ultimo ano de escola, a essa altura eu já estava com o corpo bem desenvolvido com seios médios e bunda bem empinada. Eu conversava e era amiga de todo mundo, adorava minha sala e minha escola. De vez em quando os professores faltavam e a gente tinha uns horários livres, era muito legal conversar com todo mundo.

Um dia em um dos horários vagos fui no banheiro fazer xixi, quando sai do banheiro meu amigo tava na porta, ele era moreno alto, magro e definido, usava aquelas calças jeans caídas que mostra uma parte da cueca. ele me segurou pela cintura e me beijou, eu desviei o beijo e tentei empurra-lo mas ele segurou mais forte e me encostou na parede passando a mão na minha bunda e apertando enquanto beijava meu pescoço, falei pra parar com aquilo porque não estava afim e empurrei com mais força. Ele parou e eu voltei pra sala achando graça da situação. No dia seguinte fui pro banheiro de novo e lá estava ele, dessa vez estava de short de educação física desses bem folgados, eu também estava só que o meu era apertado. Já fui dizendo logo que não queria e ele falou que só queria beijar um pouco, disse que não mas ele insistiu vindo pra perto de mim, então eu disse que só um pouco. Ele me segurou pela mão e me levou pro lado de trás do muro da quadra da escola, lá era pequeno porque era só um espaço entre o muro da quadra e o muro colégio. Ele já foi me puxando pra perto dele e me beijando, a língua dele se movia pela minha boca toda, aquele beijo quase me devorava, enquanto isso ele não parava de apertar minha bunda com aquelas mãos fortes que afundavam na minha bunda. Então ele me encostou na parede de costas pra ele e começou a sarrar na minha bunda e beijar meu pescoço, senti como o pau dele tava duro enquanto esfregava em mim. Eu falei pra ele parar, que era só beijo, ele continuou e eu provoquei ele deixando minha bunda bem empinada, senti mais ainda o pau dele bem duro esfregando. Então ele aproximou o ouvido da minha orelha e falou "eu não aguento mais, preciso de você agora" e abaixou meu short e minha calcinha com força de uma só vez, eu segurei um grito de susto, ele se ajoelho atrás de mim aproximando o rosto da minha bunda, só senti aquelas mãos quentes segurarem as bandas da minha bunda e abrirem ela, depois senti o rosto dele enfiando no meio da minha bunda. Ele tava me chupando bem ali. Falei pra parar mas ele ja começou como um louco devorando minha bunda com a boca, a lingua dele descia até minha buceta e depois subia até meu cuzinho. Eu voltei a empinar a bunda e ja não me importei mais, deixei ele chupar a vontade, ele tava fazendo com muita força. Então ele se levantou e eu sabia o que viria a seguir, só senti ele posicionando o pau dele na entrada da minha buceta, ele me segurou pela cintura e foi enfiando, era um pau grande e foi me invadindo. Foi se movendo cada vez mais rápido, o pau dele saia quase todo depois enterrava tudo dentro, tava tapando a boca pra não gemer. Do nada ele parou e eu ja tava gostando, olhei para trás pedindo pra continuar, então ele deito no chão e mando eu sentar. Nossa morri de vergonha mas tava excitada e não me importei, fui sentando aos poucos deixando o pau dele entrar todo na minha buceta, ele segurou minha cintura e começou a controlar meus movimento, subindo e descendo, então ele me puxou pra baixo fazendo o pau dele ficar todo dentro e falou pra eu rebolar, comecei bem de vagar rebolando porque era muito grande. Nossa foi louco, comecei a ir mais rápido e ele gemia bem baixo, não aguentei e gozei esfregando meu grelinho. Ele logo em seguida gozou com o pau dele todo enterrado dentro de mim.

Ele me solto e eu fiquei de pé, levantei minha calcinha e meu short sentindo a porra saindo de mim. Ele se levantou e me pediu pra chupar e limpar o pau dele. Fiquei de joelhos e comecei lambendo as bolas, depois lambi os lados, chupei a cabeça e depois engoli o pau dele o máximo que pude, ele segurou minha cabeça e foi controlando os movimentos, fui sentindo o pau dele ficando duro de novo na minha boca, só consegui engolir metade. Ele falou que ia gozar de novo e acelerou o ritmo, estava fudendo minha boca, apertei o pau dele com minha língua e ele gozou, fui engolindo o máximo que pude e cuspi um pouquinho. Nos arrumamos e voltamos pra sala. Ainda não tinha chegado professor.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.