"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Ela e o marido da amiga


autor: tiozão
publicado em: 11/07/15
categoria: grupal
leituras: 27365
ver notas


Ela e o marido da amiga
Olá,
O que vou contar aqui, é verídico e aconteceu à cerca de 2 meses.
Meu nome é Wagner e sou casado com a Ângela há 20 anos, temos 46 / 44 anos.
Ângela é uma mulher normal , dona de casa, 1,55 m , 48 kg , olhos e cabelos castanhos claros, seios médios , pouca bunda , e uma buceta muito especial, muito pequena e apertada com pelos , mas aparados.
Desde solteiro, adorava ler contos e ver filmes sobre ménage masculino, era muito excitante, e mais ainda quando me punha no lugar do marido.
Depois de muitos anos, fantasiei algumas vezes junto à Ângela, que às vezes correspondia , mas na sua maioria ela negava, dizendo que só eu a interessava. Ela sempre foi caseira e muito recatada, suas roupas sempre foram até por demais comportadas.
Uma das vezes que fantasiamos , e ela correspondeu, ela comentou que jamais teria algo real, mas que se viesse acontecer , deveria ser com alguém de confiança e que fosse dotado na grossura, pois fui seu único homem até então e ela tinha essa curiosidade, embora o meu é considerado normal, dentro da média 16 x 4 cm.
O tempo passou, não falamos mais no assunto , mas eu ainda sempre que podia , lia contos ou vídeos da Internet.
Vamos ao que ocorreu:
Temos um casal muito amigo, desde o tempo de solteiros , são eles Tânia e Luis ,a Tânia é grande amiga de Ângela desde o final da adolescência ambos com idades compatíveis com as nossas , ela branca de cabelos pretos, lisos, por volta de 1, 68 m 65 kg ,olhos castanhos, (diria um tanto gostosa), O Luis por sua vez, por volta de 1,68 m 70 kg também olhos e cabelos castanhos.
São pessoas normais e nunca deram sinal que chamassem atenção, às vezes duas ou três vezes por mês, encontrava-nos para ou um almoço, ou jantar, ou churrasco, jogos de baralho e até mesmo ir para o litoral juntos.
Fomos então convidados para um churrasco na casa dos mesmos, domingão , sol, cerveja e carne.
Estávamos somente os quatro, num bom papo como sempre, falando futilidades contando piadas etc. Era por volta já das 13 hs.
Bem, fomos tomando diversas cervejas, caipirinhas e já nos encontrava-nos um tanto alto , desta vez um pouco exagerado até, o papo virou sexo,
Nosso papo foi ficando mais intimo, e cada vez mais sem vergonha.
Num dado momento, Tânia , resolveu comentar que às vezes era difícil o sexo com Luis
Pois seu membro era demais grosso e ele tinha muito fogo. Ângela ouvindo isso foi logo soltando, Tâ , me empresta ele um pouco, tenho muita curiosidade de experimentar , e caiu na risada, Tânia por sua vez disse , sim claro, pode usar se quiser, mas devolve depois....
Claro que até ai era só brincadeira, todos riamos , mas a conversa continuou a respeito, sempre com risadas e em tom de brincadeira, e a coisa foi esquentando, me perguntaram se eu deixaria, disse que sim desde que pudesse ter a Tânia também, o que foi recusado pelo Luis, mas o assunto continuava.
Estávamos então numa “ negociação de termos “ , e como eu não queria liberá-la de pronto para não dar na vista, continuamos nesse jogo e chegamos a principio num ponto que Ângela se quisesse poderia pelo menos abraçar o Luis de forma mais sensual , e assim fizeram.
Senti que todos estavam já muito excitados, quando o Luis levantou , pos o copo de lado, e puxou a Ângela para seus braços começando a se abraçar.
Na verdade se esfregavam, ele a agarrava, de forma a querer comê-la de roupa e tudo.
Percebendo isso , Tânia sugeriu que fossemos para dentro, ao menos na cozinha, pois algum vizinho poderia ver, assim o fizemos, os abraços evoluíram para um delicioso beijo na boca, o que fez com que meu coração disparasse, foi na goela, adrenalina subiu, fiquei tremulo, com muito ciúme, mas também muito tesão.
Tânia comigo a tudo assistia, as mãos de Luis começou a avançar por cima do vestido de Ângela e logo em seguida por baixo do vestido, pegando em seus peitos , apertando a bunda e passando a mão por entre suas pernas que já estavam levemente abertas recebendo carinho na buceta por cima da calcinha.
Embora em “nossa negociação” o Luis autorizou eu beijar a Tânia e nos tocar apenas, nada fazíamos, estávamos paralisados e cheios de tesão com a cena.
Já que tudo agora parecia inevitável, e o tesão tomava conta do ambiente sugeri se não ficariam mais à vontade numa cama, onde imediatamente o Luis a puxou pela mão levando ao quarto do casal, fomos atrás , mas na porta do quarto Tânia me segurou e disse : - Vamos deixá-los ao menos 5 minutos à vontade. Ficamos no corredor , nos olhando, e nos atracamos num delicioso beijo com muito tesão começamos a nos tocar , chegando em sua buceta , totalmente lisinha , esta estava melada de forma excepcional.
Demos um tempo e entramos no quarto ,onde ambos estavam já nus, e fazendo um delicioso 69, Ângela parou, - disse, olha amor como é grosso!! e mostrou o pau do Luis, não era comprido, estimo no Max 18 cm, mas exageradamente grosso, sentei-me com Tânia num sofá de frente para a cama, comentei : - acho que ela não vai agüentar, é grosso demais,
Tânia me calou com um beijo, em seguida tiramos nossas roupas e ficamos nos tocando e vendo a cena do casal na cama.
Depois de um tempo se chupando , mudaram de posição, certamente o Luis iria agora
penetrá-la, pois era inevitável .
Tentaram algumas vezes, mas sem sucesso devido à grossura, tentaram em outras posições, até que ele se deitou de costas , segurando o membro duríssimo apontado para cima, Ângela por sua vez de frente para nós foi por cima encaixando a cabeçorra do pau na entrada da buceta e forçando o corpo para baixo contra aquela rola gigante.
De onde estávamos vimos quando a cabeça finalmente entrou e nesse momento minha esposa gosou muito intensamente como já há muito não fazia, e em seguida foi soltando o corpo até que a rola toda desaparecesse em sua buceta.
Ficaram parados uns instantes, mudaram de posição e o Luis começou a meter gostoso, como se nunca tivesse tido uma mulher na vida, eu e Tânia, beijava-nos e nos tocávamos , parando sempre para assistir.
Meteram em varias posições onde minha mulher gosou varias vezes no pau do Luis , então ele a colocou de quatro, metendo forte por trás, com apenas algumas bombadas o mesmo gosou intensamente no fundo da esposa, e ela sentindo sua porra quente inundando gosou junto. Neste momento eu e Tânia aceleramos nossos toques e vimos quando o Luis tirou de dentro um pouco de porra escorreu para fora da buceta, o que fez com que nós também gosassemos intensamente.
Ângela levantou, veio até mim, me deu um forte abraço e um beijo, Tânia fez o mesmo com o marido, levei a mão em sua buceta, estava inchada, me abaixei e dei um beijo, também estava muito vermelha de levar pau.
No quarto um forte cheiro de sexo delicioso , a esposa sentou na beirada da cama e Luis ao seu lado já de pau mole, eu e Tânia idem ao lado deles, minha esposa então começou a brincar novamente com o pau do Luis e lhe beijou a boca, onde em pouco tempo estava de pau duro novamente, desta vez eu estava bem mais perto, os dedos da Ângela não fechavam em volta do pau, e era mais largo que seu pulso.
Em pouco tempo , novamente estavam metendo , desta vez eu e Tânia juntos na cama,
Enquanto Luis metia fervorosamente na minha esposa eu fazia 69 com Tânia que gosou na minha boca. O Luis insistiu, que não poderia haver penetração.Mas agora estava bem mais perto e eu e Tânia víamos a rola entrando e saindo bem de perto.
Assim foi até por volta das 22 hs, onde o Luis comeu minha esposa diversas vezes em muitas posições fazendo-a gosar varias vezes de forma intensa.
Eu e Tânia gosamos também mas um masturbando outro e chupando deliciosamente.
Luis fez questão antes de irmos de pedir a Ângela que chupasse até o fim, o que ela fez com maestria , levando jatos de porra desta vez na boca e no rosto (coisa que nunca fez comigo).
Tomamos um banho e fomos para casa, já estamos combinando de novo uma nova festinha, talvez um final de semana no litoral , onde a regra é ficarmos todos nus quando chegarmos e só vestir roupa quando vier embora.
Mas a regra continua, Ângela e Luis podem meter, eu e Tânia só brincadeiras inocentes.






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.