"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Loura tesuda


autor: KALEL35
publicado em: 12/10/16
categoria: hetero
leituras: 2062
ver notas


Olá galera, para quem não me conhece, meu nome é kalel, sou moreno marrom bombom, 1.80m, 83 kg, olhos e cabelos castanhos, cabelos lisos, lábios carnudos, corpo normal, na casa dos trinta, sou um cara bem extrovertido, divertido e converso sobre todos os assuntos. Adoro falar e entender sobre sexo, sou um estudante do assunto.

Este é o meu primeiro conto...


Este conto aconteceu comigo a um tempo atrás para ser preciso 2011. Eu entrei em uma empresa que agora teria de tomar condução todos os dias.eu ia para o ponto de ônibus as 6:00h .no primeiro dia de trabalho a uns 30 minuto após meu ponto entrou uma loura, que me fez ficar fixado nela. O ônibus já estava bem lotado não tinha onde ela sentar-se, ela passou a roleta e veio aproximando-se, e ficou ali perto de mim, e começou a conversar com as pessoas do lado, mas comigo não falava nada, eu só ouvindo e observando.

Eu estava na cadeira da janela, então era mais difícil um assunto.o seu nome é Ivone(fictício), ela tinha uma foz meia rouca, mas sexy, tinha um sotaque que não tinha como esconder, era mineira. O “busão” começou a balançar muito, foi então que eu vi uma tatuagem na Ivone, era abaixo do umbigo, “descendo para o caminho da felicidade.”Chegou no meu ponto desci, ela prosseguiu a viagem. Deste dia em diante eu fica observando Ivone, secando ela.passou-se então o fim de semana. Na segunda-feira ela entrou de novo no mesmo lugar, eu falei…hoje tenho que fazer alguma coisa. Ela aproximou-se da minha cadeira, agora eu estava mais atento, sentei na cadeira do corredor. Ela chegou e eu observei a tatuagem, ela tinha uma marquinha de biquíni, na hora eu fiquei louco, senti meu pau enrijecer e pulsar na cueca(não é tão grande mais é grosso), eu estava imaginando aquelas coxas branquinhas abertas na minha frente eu a fodendo…fiquei ansioso, resolvi puxar o assunto, eu cumprimentei-a normalmente, com muita educação e carinho, no que respondeu com sua voz meio rouca e suave, passamos a conversar mais, até que chegou o lugar dela descer, eu anotei meu telefone e quando descemos pois era um terminal, cheguei até ela e a entreguei. Ela me olhou sorriu e não disse nada.

A Ivone me ligou, conversei um pouquinho, registrei o telefone dela, no outro dia conversamos melhor, mas ela não me demonstrava chance, até que ela disse que era separada…fiquei muito feliz, ela me perguntou e eu disse:sou casado. Ela disse nossa que perigo, e sorriu.na sexta eu liguei para Ivone assim na cara dura e a convidei: “oi boa tarde, quem fala é o kalel, quer ir no motel comigo?”Ela respondeu: “calma aí cara, nem te conheço direito não é assim!”Eu fiquei mudo na hora, mas com dificuldade pedi desculpas, ela disse: tudo bem, mas que tal irmos para um barzinho primeiro, eu topei claro.

Fomos para um barzinho ela pediu uma cerveja, eu um refri, pois não tomo bebidas alcoólicas,e eu precisava está consciente…conversamos um pouco até que chegou a hora de ir embora ela não poderia atrasar-se aquele dia.na hora de sairmos ela deu-me um beijo. Eu nem estava acreditando que a loura tatuada agora me beijara.ela gostou do meu jeito o que aumentou a minha chance. Ela disse me liga.

No outro dia eu liguei pra ela , eu a cumprimentei e perguntei: e aí loura, agora rola um motel? Ela disse: sim.

Naquela hora a minha vontade era uivar, sempre quis foder uma loura, e agora estava tendo a chance. Marcamos o local e eu fui. Não tenho carro. Peguei um ônibus até perto de onde era o local e tomei um táxi até ela e fomos para o motel.

Quando chegamos lá…já fui a beijando…eu parecia um desesperado...ela disse: calma tesão vai ter tudo. Eu comecei a chupar seu peitinhos que eram deliciosos…mordia seu pescocinho…desci e cheguei na tatuagem…era uma borboleta, simbolo da mudança(para alguns). Mas continuei descendo…ela tinha uma bocetinha que parecia tímida, os grandes lábios ficavam escondidos…comecei a chupar…ela gemia…eu chupava, depois eu arranquei as minhas roupas, ela me fez um boquete…aaa…só de pensar me derreto de tesão…depois fizemos aquele 69.

Após ter ganhado duas gozadas na boca, pois agora sentir uma boceta apertar minha língua. Ela se contorcia…Ivone se pôs de 4 e disse: soca, vem soca…eu soquei…eu socava igual um cavalo, as estocadas com os seus gemidos era quase uma musica, pois tinha um sintonia perfeita, depois de algumas gozadas de Ivone( perdia as contas), eu deitei e ela veio por cima, ela parecia uma menina criada na roça, pois cavalgava com excelência.

Eu passei a dominar…mesmo por baixo, eu mamava,beijava, socava…e assim repetia a sequência, Ivone…rebolava…ela gemia, sentindo meu pau grosso preenchendo a boceta dela, ela gritava..me rasga…me rasga…até ela anunciar…”vou…gooozzzarr..fode…fode…socaaaaaaa” eu soquei..e senti o corpo de ivone estremecer…não aguentei aquele tesão e gozei abundantemente.

Ela deitou-se sobre mim…e disse-me: “como você fode gostoso kalel…me arrependo de não ter aceitado desde a primeira vez!”Eu dei um sorriso e disse: você é um tesão loura. Ela falou:”gosto de dar o rabinho, mas não na primeira foda…e não sei se irei consegui, porque este seu cacete é bem grosso.”Eu ri e disse: você consegue, pois sou bem carinho...irei encaixar bem lentamente.

Tomamos um banho,nos vestimos e fomos embora.

Eu saí da empresa e perdi o contato de Ivone, pois ela perdeu o telefone…eu a encontrei recentemente…agora irei em busca de seu rabinho.

Todos os meus contos são fatos reais.

Espero que tenham curtido e gozado muito.

Até a próxima.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.