"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Na minha cama


autor: kalel35
publicado em: 22/10/16
categoria: hetero
leituras: 2298
ver notas



Olá galera, para quem não me conhece, meu nome é kalel, sou moreno marrom bombom, 1.80m, 83 kg, olhos e cabelos castanhos, cabelos lisos, lábios carnudos, corpo normal, na casa dos trinta, sou um cara bem extrovertido, divertido e converso sobre todos os assuntos. Adoro falar e entender sobre sexo, sou um estudante do assunto.
Este é o meu conto número três.

Eu morava numa casa na qual fazia fundos com a casa da "Índia"...ela uma morena de coxas grossas...cabelos lisos e preto igual de índio ...peitinhos pequenos...e deliciosos...deve ter 1.70m, uma mulher de parar o transito.

Eu ja a fodia a alguns dia as escondidas...naquele dia eu acordei muito tesudo...com o pau latejando.

Precisava bolar uma ideia para ela ir la em casa...mas logo cedo, ela nao iria...eram 7:00..tive uma ideia.

Como na minha casa tinha telefone fixo...e eu anotava os recados para a Índia...pulei o muro...fui na casa dela e a chamai:-Índia...Índia...tem uma pessoa querendo falar com você ao telefone, ela disse: Já vou Kalel!

Eu corri, pulei o muro de volta...esperei, quero aqui abrir um parênteses...mulheres...quando um homem quer fuder uma boceta...nao há punhetas que resolva, e aquele dia eu queria uma boceta.

Ela pulou o muro, chegou chamando meio desconfiada...Kakel? Kalel...da licença. Eu havia deixado a porta aberta. Ela entrou..e foi para a sala onde estava o telefone...eu fechei a porta pois estava atrás dela...e fui para a sala. Ela viu o telefine no gancho e perguntou...a pessoa vai ligar de novo? Eu cheguei bem perto dela...a olhei nos olhos...ainda inchado da noite de sono...e a disse: Nao..nao vai...eu te chamei porque quero te FUDER gostoso e a beijei...ela retribuiu concordando com a situação...mas me disse com voz baixinha e tesuda: Seu maluco.

Eu a beijava com intensidade...meu plano havia dado certo. Meu pau latejava de tesão...eu a levei para o meu quarto...sentei na cama...e a coloquei ajoelhada para Mamar gostoso...ela engolia...subia e descia...eu tirei a bluda dela com muito carinho...deitei-a na cama...e comecei a chupar os peitinhos...ela dava gemidinhos...seu corpo extremeceu quando cheguei na boceta...ela se inclinou para cima...para oferecer a boceta para minha boca...minha roupa saiu que nem vi. Ela com o corpo em chama disse: fode minha boceta...nem precisava pedir. Eu deslisei meu pau rumo aquela bocetinha morena...e fuui de boceta a dentro...comecei os movimento...no papai mamae...ela se contorcia...gemia...mudamos de posição...eu a coliquei de quatro...ela baixou a cabeça...deixando a bunda exposta...que visão do caralho!

Eu segurei nos quadris dela e socava sem dó...muito forte...tof-tof...era o som das bolas batendo na porta da boceta...nao aguentei...e anunciei que iria gozar...ela disse eu tambem...e urrou: f-fffooodeeee...to...go-gozando. Eu senti a boceta dela latejar...e meu pau deu uma esporrada igual uma explosão.

Ela vestiu a roupa...e saiu com pressa dizendo...obrigado pela ligação com um sorriso safado.





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.