"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Tesão no trabalho com minha chefe


autor: katyferreira
publicado em: 23/10/16
categoria: lésbicas
leituras: 8387
ver notas


Já tem um tempo que me envolvo com Silvia, minha coordenadora. Pra quem não me conhece sou Katy, tenho 25 anos, aconselho ler meu primeiro conto, que publiquei aqui mesmo no site;

/>
Vou tentar descrever minha sala pois ela será extremamente importante nesse conto, o caminho pra sala que trabalho é um corredor, a sala mais próxima fica há uns 10 passos da porta, minha mesa tem visão quase geral da sala, enquanto a mesa de Silvia fica um pouco mais ao fundo da sala, em resumo, nossa sala é mais isolada e temos a visão de quem está chegando (no caso da porta fechada ainda dá pra ouvir os passos). No fundo da empresa ainda existe uma sala que chamamos de arquivo onde guardamos reportagens e documentos mais antigos (ainda está em processo de digitalização).

Vamos ao que interessa, havia quase um mês que eu e Silvia não ficávamos a sós, com toda essa correria de trabalho e casa nem sempre sobra tempo. Eu sempre roubava um ou outro beijo, mas safadeza mesmo não rolava. Percebi que na última semana ela estava mais agitada, um pouco louca, logo na segunda-feira me deu um beijo quente e pegou em meus seios, isso sempre me deixa "animada".

Durante a semana ficamos trocando carícias, até que não conseguimos segurar mais. Ela propôs que eu fosse ao banheiro e tirasse a calcinha, eu estava de calça jeans no dia, seria um pouco ruim mas topei, ela estava com uma calça mais leve e depois de mim fez o mesmo. Pra minha surpresa ela voltou do banheiro com a calcinha na mão, era uma calcinha bem pequena e de rendinha, isso me excitou bastante. Ficamos trabalhando um pouco mais a vontade esperando o momento propício.

Próximo do horário de almoço eu disse que precisava resolver uma coisa no arquivo (a salinha vazia no fundo da empresa) e logo ela foi me auxiliar, quando entrei na sala ela veio me puxando e abaixando minha calça, deixou a calça no joelho e abriu minhas pernas e começou a chupar minha buceta, eu rapidinho fiquei molhada e retribuí as chupadas com carícias nos seios dela (por cima da roupa mesmo). Como não podíamos demorar muito ela intensificou as chupadas e me fez ficar super molhada, depois de uns 10 minutinhos paramos, respiramos fundo e voltamos.

Saímos pra comer alguma coisa, ela comprou um picolé após o almoço, a vontade estava me matando, cada chupada que ela dava no picolé eu sentia em meus seios, minha bunda, minha buceta. Silvia é uma mulher provocante, sabe a medida entre ser uma boa moça e ser puta. Voltamos conversando pro trabalho, antes de voltar fomos ao carro dela pegar umas coisas, foi então que entramos e ficamos um pouquinho lá. Ainda estávamos sem calcinha, o plano era ficar o dia todo assim rsrs, ela então abaixou a calça dela e eu a minha e ficamos nos tocando, ela no banco do motorista e eu no banco do passageiro, uma auxiliando a outra a se masturbar, foi sensacional, até que ela gozou em meus dedinhos, comecei a lamber com vontade meus dedos, sentindo aquele gosto de prazer, pouco tempo depois eu gozei, melei muito a mão dela que também lambeu meu melzinho rsrs.

Nos limpamos e vestimos as calças e voltamos pro trabalho, o dia estava sendo sensacional. Silvia de tempos em tempos tirava os seios, se mostrando pra mim, me mandava beijos, lambia os lábios, estava insaciável. No meio da tarde quando tudo fica mais calmo ela ligou pro pessoal do atendimento e pediu que não fosse incomodada pois teria uma reunião por telefone com uma cliente (isso é bastante comum aqui no editorial). Aquilo foi planejado genialmente pela minha amante para ter um tempinho comigo, ela fechou a porta, deixou tudo em um jeito que desse pra perceber se chegasse alguém, ficamos no fundo da sala nos beijando.

Logo intensificamos os carinhos, ela colocou as mãos por baixo da minha blusa, apertava meus seios e logo começou a chupar (sem tirar o sutiã pois não podíamos correr o risco). Eu fui de encontro a buceta dela com meus dedos, enquanto ela mamava meu peito eu tocava pra ela, assim ficamos um tempo. Quando sentimos o tesão tomar conta abaixamos as calças e ela foi pra mesa, se apoiou com as pernas abertas e eu entrei entre as pernas dela, como se fosse um homem que iria penetrá-la, fiquei fazendo movimento de vai e vem, esfregando as bucetas que já estavam toda meladas.

Silvia foi pro chão, era até mais seguro, pois se entrasse alguém, provavelmente não nos veria no fundo da sala e praticamente atrás da mesa, ela então levantou a perna direita e eu voltei pro meio das pernas dela, agora fizemos a posição de tesoura, entrelaçadas, buceta com buceta, o tesão era monstruoso, eu segurava a perna dela e rebolava, ela abria a buceta pra facilitar o contato. Quando finalmente tocamos o grelinho uma da outra foi maravilhoso, ficamos nos movimentando até não ter mais controle e gozar.

Foi um gozo maravilhoso, tudo que escorria de mim se misturava com o dela, uma mistura de desejos, malícia. Era tudo que eu queria naquela tarde, sentir minha amante, dessa vez foi diferente, não foi língua, nem dedos, as duas estavam satisfeitas com o contato de uma na outra, não um simples contato, uma relação incrível.

Depois daquilo voltamos pra nossa realidade e nos vestimos, depois daquilo ainda melei toda minha calça rsrs
As provocações continuaram durante o dia, ela me tocava, me beijava e se mostrava pra mim e eu tentava fazer o mesmo, mas ela é sensual e safada, eu deixava a desejar, ainda estava aprendendo as malícias de ser amante lésbica.

Ao final do dia nos despedimos com beijos e mãos bobas, ela ainda chupou o biquinho dos meus seios antes de sair, nos despedimos com o gostinho de quero mais, porém um pouco satisfeitas com o que aconteceu por alí.

Foi mais um conto louco com minha chefe linda rsrs
Espero que gostem e que me escrevam, katyf083@gmail.com

bjos da Katy














ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.