"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Insisti com o carinha e acabei tomando n


autor: dammasafada
publicado em: 24/10/16
categoria: hetero
leituras: 2672
ver notas



Estava eu zapeando pelo Tinder, até que marquei um carinha que achei legal, e logo apareceu que ele havia me marcado também, conversamos em seguida por ali e logo passamos o watts um para o outro, e conversamos bastante, falei um pouco da minha vida e ele da dele, tínhamos um amigo em comum, ele havia namorado uma guria da minha cidade natal, o que me deu um pouco mais de confiança e resolvemos nos encontrar, eu queria que fosse em um lugar público, então sugeri um barzinho com jeito de boteco que eu adora e ele me disse gostar também. |Marcamos um Happy e como não era longe da minha casa fui a pé, e quando cheguei estava me esperando encostado no balcão, nossa a foto do perfil era atual coisa não muito comum no Tinder pelo que amigas me diziam, e estava bem vestido, simples mas bem para um final de dia de trabalho, nos apresentamos, dois beijinhos e convidei para subirmos até o mezanino e pegarmos uma mesa, e o carinha já escolheu uma mesa em um canto que era mais escuro e bah... o papo fluía muito, eu cada vez gostando mais e mais, mas nada de entrar em papos mais picantes e assim rolou a noite toda, muitas risadas, papo inteligente, mas eu ia ficando em dúvidas se ele havia gostado de mim ou não, até que me convidou para ir embora,mais ou menos meia noite, falou que no outro dia precisava acordar cedo, disse que me daria uma carona e eu um pouco decepcionada prontamente aceitei a carona. Chegamos na frente da minha casa, e depois de uma rápida conversa nos despedimos, subi e fiquei com o carinha na cabeça, tava louca para sentir e nada, nem beijo na boca. Deitei na cama e só de calcinha e louca de tesão coloquei minha mão no meio de minhas pernas e comecei a brincar com a minha xaninha que logo ficou molhada, e com meus dedinhos esfregando meu grelinho durinho e virada de lado na cama vi meu celular e resolvi que enviaria um watts antes de gozar, e foi o que fiz, perguntando se não havia gostado de mim, respondeu de pronto que sim, mas que como estava ainda saindo de um relacionamento e não queria me machucar. Pensei comigo mesma:Machucar? Só se fosse de tanto esfolar minha bucetinha, e segui o que estava fazendo, com os dedinhos na xana e no grelinho logo ... logo e pensando nele gozei gostoso levando depois os dedos úmidos a minha boca e chupando-os.
No outro dia acordei preguiçosa e pensando em como pegar o carinha, queria ver o que ele tinha debaixo das calças para me mostrar hehe, e passei o dia pensando em como armar outro encontro. cheguei em casa a tardinha e como era sexta-feira resolvi arriscar, pois pelo menos queria vê-lo de novo, afinal ele parecia bem gostosinho, bonito e grande como eu gosto e no mínimo teria uma noite agradável de bom papo e boas risadas, mas estava sem coragem para dar o primeiro passo, e as horas iam passando até que resolvi tomar um banho e quando fui me arrumar pensando nele coloquei uma calcinha linda, pequena, branquinha e enterradinha na minha bunda, sutiã branco, camisa branca comprida e calça jeans e como não tinha coragem e nem cia para sair comecei a beber, se não criasse coragem com a bebida pelo menos dormiria bebinha kkkkkk. Comecei a tomar meu Whisky e na terceira dose eu mandei um watts perguntando onde estava, disse que estava no Laranjal saindo da casa do pai dele, e perguntei o que iria fazer, disse que sem grana iria para casa, e foi quando perguntei se não queria passar na minha casa para pelo menos me ver, para minha surpresa disse que em no máximo 30 minutos estaria na frente do prédio.
Não demorou mais do que 20 minutos e avisou que estava lá embaixo e desci correndo, nos beijamos no rosto, perguntei o que iria fazer, disse que iria para casa.
- NOSSA EM UMA SEXTA À NOITE VAI PARA CASA;
- Eu tô sem grana, e para sair com pouco não saio, além do mais estou com uma dor nas costas;
- E DE BEBER E CONVERSAR TA COM VONTADE;
- Lógico que sim;
- VAMOS SUBIR, TE FAÇO UMA MASSAGEM COM UM ÓLEO QUE TENHO, E TOMAMOS UM WHISKY;
- Mas, não vou deixar o carro na rua, quem sabe tu pega o Whisky e os óleos e vamos lá para casa;
Era tudo o que eu queria, pelo menos não iria passar a noite sozinha.
- VOU SUBIR RAPIDINHO, PEGO AS COISAS E JÁ DESÇO
Subi correndo as escadas, desci com as loções e o Whisky, entrei no carro e em poucos minutos estávamos no apartamento dele. Me mostrou toda casa, e sentamos no sofá da sala, e perguntei se ele tinha um banco baixinho para eu fazer a massagem, e tinha. Pedi que tirasse a camisa e quando tirou comecei a ficar excitada, ficou de costas para mim que estava sentada no sofá e tô comecei a passar óleo e massagear as costas dele, teve uma hora que "sem querer" encostei meus seios nas costas dele, e logo depois comigo fazendo a massagem notei que ele colocou as mãos para trás e começou a passar nas minas coxas, eu fiquei doida de tesão, ele se virou e nos beijamos, e quando me dei conta estávamos em um arreto só em cima do sofá, ele tirou minha blusa e mamava meus seios com volúpia, e eu procurava o zíper da calça para ver o que e quanto de duro ele escondia por baixo da calça, e quando abri, saltou para fora uma pica maravilhosa,dura...dura. com um cabeção bem rosadinho e escorreguei pelo sofá e fiquei de quatro no chão pronta para chupar aquele picão gostoso, mas ele disse para eu tirar a minha calça e ficar só de calcinha, foi quando me levantei, e de pé lentamente fui tirando a calça de costas para ele, e quando a calça saiu, virei de frente, vi que seus olhos brilhavam, e voltei a posição de quatro e agora sim peguei a pica nas mãos, passei a mão em toda extensão do caralho, cheirei e enfiei na boca, e mamei gostoso, não conseguia colocar todo na boca, mas lambi todinho, chupei como se fosse um picolé e ele começou a gemer baixinho, pegou minha cabeça e forçava para que a pica entravasse toda, não dava, eu engasgava e ele tirou a piça da minha boca, levantou, me pegou pela mão e me levou até o quarto, praticamente me jogou na cama pedindo que eu ficasse de pé, e fiquei bem na beirinha da cama para que ele pudesse meter de pé, se agachou e passou a língua no meu cuzinho rosado e começou a mete língua grosa dentro da minha buceta eu fui ficando a cada lambida mais louca, e foi então que ele apontou a picona para a minha bucetinha e foi metendo...meteu a cabeça grandona e foi empurrando tudinho que tinha de pica até que senti as bolas batendo na minha bunda, e recebi um tapinha na bunda e mandou eu rebolar, não tive dúvidas comecei rebolando bem gostoso fazendo-o gemer baixinho, e ai tirei quase todo o caralho de dentro de mim, deixei só a cabecinha e rebolei apenas com ela dentro de mim, eu já louca de vontade de gozar, e foi quando parei de rebolar, me enfiou a piça toda e começou em um alucinante vai e vem e eu pedia pica,mais pica, pedia porra dentro de mim, mas ele dizia que eu me acalmasse, e tirou tudo de dentro, deitou na cama e disse que eu viesse por cima para cavalgar gostosos, antes de colocar a pica eu esfreguei ela todinha na minha buceta, passava toda a extensão do pau em meus lábios vaginais até que não aguentando mais meti todo o caralho e senti a pica quase tocar meu útero e ai rebolei como uma puta, ele safadamente colocou um dedinho no meu grelo e avisei que assim eu ia acabar logo...logo, me disse que era para eu acabar, que queria me ver gozar e então eu aumentei as reboladas e aquele calorzinho veio vindo,vindo e meus gemidos ficaram mais altos e me acabei gostoso, gozei muito, mas queria porra, e disse que viesse logo, que acabasse que eu queria sentir a porra quentinha lá dentro, foi então que me pegou e me colocou de quatro na beiradinha da cama, colocou uns travesseiros embaixo, pediu que eu abrisse minha bundinha e abri, foi quanto ele cravou a picona lá no fundo da minha bucetinha, e empurrava vigorosamente, tirava todo e empurrava novamente, até que disse que iria gozar, e eu:
- VEM, ENCHE MINHA BUCETA DE PORRA, QUERO PORRA LÁ NO FUNDO.
e se acabo, derramo muita porra dentro e senti que ia tirando e tirou todo, acabando por terminar de esporrar na entradinha do meu cú, o que o fez enfiando um pouco para dentro com o dedinho, e voltou a enfiar, e caiu por cima de mim, até que fui sentindo a pica ficar mole e deitou ao meu lado.
Pedi para tomar um banho, então fui ao banheiro, e logo ele entrou trazendo a toalha, quando saí do banho ele entrou, perguntei se tinha algo gelado para beber, falou que tinha algumas cervejas e que eu pegasse. Peguei as cevas e sentei a esperar ele sair do banho, estava de toalha, mas preferi ficar peladinha, pois eu queria pica, queria sentir o caralho no meu cú. Ele saiu do banho e quando me viu nuinha na sala já ficou com aquele cassete lindo bem duro e veio para cima de mim, eu me coloquei de bundinha para ele com as pernas dobradas no acento do sofá e apoiada no encosto, e disse:
- VEM, METE MAIS UM POUCO NA TUA PUTINHA.
ele não teve dúvida, lambeu minha bucetinha que já estava meladinha de vontade e tesão, e chupou meu cuzinho, e logo depois meteu a cabeça da picona na minha xaninha, e foi me penetrando, me invadindo até que pedi e ele socou com força, metia e eu gemia e rebolava até que eu pedi:
- VEM MEU GOSTOSO, COLOCA A CABECINHA NO MEU RABINHO;
- Tu tem certeza? quer essa bica atolando teu cuzinho?
- METE GOSTOSO SÓ A CABECINHA.
colocou a pica na portinha do meu rabo, forçou um pouco e a cabeça entrou, senti uma dor que cheguei a gritar, e pedi calma, e o safado me agarrou pela cintura, que cabecinha nada, ele foi enterrando tudo, nossa que dor, mas eu queria pica no rabo e reclamei que era só a cabecinha, me deu um tapa na bunda,adoro, e mandou eu aguentar tudo e vi estrelas sentindo a pica se acomodar toda no meu rabinho guloso e quando entrou tudo pediu para eu rebolar, coloquei um dedinho na minha buceta, molhei e comecei a esfregar meu grelo e senti que ele tirou tudo de dentro, me deu um vazio mas logo em seguida socou forte a pica dentro do meu cue começou um vai e vem deliciosos, a dor agora era prazer e avisei que ia gozar, que queria ele comigo, e senti que a pica começou a inchar e senti jatos de porra dentro do meu rabo e foi o sinal para eu gozar gemendo, dizendo que adora porra no meu rabo, ele tirou e me convidou para irmos ao banho, só que desta vez juntos. entramos no banho e comecei a lavar o caralho que tinha me feito gozar gostoso, e o safado começou a ficar duro, e não tive dúvidas lavei bem e de quatro no box comecei a chupar aquela piça gostosa, e ele mandava eu chupar, explicava como gostava e eu como boa aluna fazia tudo o que me pedia, até que disse que queria meter novamente em mim, não me fiz de rogada, fiquei de costas, apoiei-me na parede e pedi para ele meter, entrou gostoso na minha buceta e socou um pouco, até que tirou e apontou para o meu cú, pedi que não, que queria tomar a porra, que queria que gozasse na minha boca porque eu queria sentir o gosto dele na minha boca, então voltou para dentro de mim e depois de meia duzia de metidas, tirou e me ajoelhei e comecei a mamar até que ele GOZOU ,acabou na minha boca, nossa que porra gostosa, eu engoli tudinho, me levantei, me virou de costas para ele e me lavou todinha, me chamando de puta, dizendo que queria fuder mais meu cú, disse que me levasse para casa que eu daria o cuquantas vezes ele desejasse.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.