"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Acorrentada na banheira


autor: Ronimac
publicado em: 25/10/16
categoria: hetero
leituras: 4469
ver notas


A última etapa do nosso projeto Verão foi em Itacaré na Bahia, começou no Rio Grande do Sul e fomos subindo realizando eventos em várias cidades praianas, e após 04 meses de verão, fechar em Itacaré seria encerrar os eventos com chave de ouro, afinal a Bahia tem as melhores paisagens do mundo.

Nós chegamos ao hotel, eu vinha dirigindo uma das Land Rovers 110, toda adesivada, cheia de acessórios um carro produzido pra chamar a atenção e fui para o hotel.

Fiz o check in fui para o meu quarto e só queria tomar um banho e dormir, mas...

...Toca o telefone é a Mila, responsável pela parte legal dos eventos 1,80m, loira, linda, uma boca maravilhosa, bumbum durinho e seios médios, a falsa magra mais gostosa do planeta, apesar dela não achar ela é muiiiito gostosa, daquele tipo de mulher que só o perfume te deixa de pau duro, ela sabe disso e sempre que pôde me provocou, flertamos muito nestes quatro meses, trocamos algumas confidencias e fetiches, mas... ela é casada.

Diz que precisa falar comigo urgente por causa do evento em Itacaré, contrariado aceito ir ao seu quarto para discutir o “problema”, banho demorado, 212 no pescoço e no peito, Budy Butter Blueberry da cintura pra baixo, afinal preciso cuidar do patrimônio, repito este ritual todos os dias e vou me arrastando pro quarto dela, mal humorado, e com sono.

Sinto o perfume do outro lado da porta, respiro fundo e dou uma batida na porta, Meodeus.


A porta se abre e ela está só de calcinha, cinta-liga branca e sutiã.

Sinto as minhas extremidades formigarem, a boca secou, o queixo caiu, ela me puxa e morde os meus lábios e diz lembra-se da banheira com gelo...?


Ajudo-te a entrar na banheira, ela está acorrentada, vendada, usando apenas uma cinta-liga branca, a água está fria, gelada, pedras de gelo flutuam, ela treme, luz apagada velas por todo o banheiro, mas a cada resposta certa eu aquecerei um pouco, ela tem que adivinhar tudo, primeiro ela segura o meu pau, acariciando-o e tenta acertar o tamanho dele, pra ter certeza... ele tem que estar pleno, mas antes ela quer adivinhar como é a cabecinha...safada, dá uma lambida, passa a língua por toda a glande, com os lábios, prende aquela cabecinha grande com os dentes com muito carinho, urro de tesão a sua língua quente faz movimentos circulares, suga aquela cabeça como se não houvesse amanhã, coloca a ponta da língua no buraquinho da cabecinha e vai forçando num movimento delicioso, com as unhas arranha o pau e inicia uma punheta nesta posição que delícia, eu rosno, urro mais forte, já com mastro bem duro ela diz com voz de safada... Tenho a certeza que é rosada, bem larga, deliciosa, o perfume é de framboesa, está quente e pulsando e liberando um mel que a arrepia... arrrfff ela passa a ponta da língua e depois uma lambida generosa.



Acaricia as minhas bolas, dá uma cuspida na cabeça do meu pau, movimentos de uma bela punheta bem rápida e para! Aperta a cabeça do meu pau com força e começa a chupar aquelas bolas lisinhas, sem pelos, raspei no dia anterior, coloca uma das bolas dentro da sua boca, punhetando, eu sinto a boca deliciosamente quente, ela vai massageando, dando pequenos golpes pra judiar daquele que a mantém na água fria, sinto os bicos do meu peito duros e doem de tesão e frio, os meus e os dela rsrs, ela tem seios grandes, clarinhos, me ajeito e vou acariciando enquanto ela mantem as minhas bolas na sua boca, vou apertando mais forte os seios dela, com os dedos em pinça vou apertando os biquinhos e sinto-a gemer seguido por um gritinho de tesão ela solta as bolas e diz... que pau lindo, gostoso, essas veias grossas e esta pintinha do lado direito me deixa louca de tesão, cachorro...e começa a punhetar com a boca, que lábios... vai até o fundo coloca ele todo na boca, encosta os lábios na minha virilha... careleo!!!!... Que boca.



Sinto a sua garganta e a minha cabecinha como se fundindo, em uma só, deve ter uns 16 cm, maior que a media, ela pensa, para, babando muito, a baba escorrendo pelo seu queixo, os olhos lacrimejando, arfando, olhando pra cima pra ver o meu rosto, sorrindo, aperta os seus olhos verdes lindos e diz com carinha de puta...quero a sua porra grossa na minha garganta...quanto tempo você não goza? duas semanas? Ela estava me vigiando... será?? Adoro. Quero



Os pelinhos do corpo todos eriçados numa mistura de sadismo e tesão puro, ela já conhece toda a extensão, onde começa e onde termina, não precisa mais saber o tamanho dele, enterra as unhas nas minhas coxas e vai engolindo milímetro a milímetro do meu cacete engole ofegante, fazendo movimentos alternados rápidos e lentos, com a sua cabeça pra frente e para trás, as veias fortes estão bombeando mais sangue, meu pau chega ao tamanho máximo, mas parece ainda crescer ele é macio, bem cuidado, ela pensa, vai massageando as bolas... aumentando o vai e vem com a sua cabeça, enrolo os seus cabelos na minha mão e vou puxando para a minha direção, ela chupa, suga, sinto a sua boca a sua língua embaixo do meu pau faz um movimento de vai e vem contrário, que deixa o canal do meu pau mais sensível e vou urrando, ar... ar... eu que puxo mais ar pro meus pulmões ela geme feito uma gata no cio, quase chorando olhando para o meu rosto, suplicando, pedindo, aumentando os movimentos, com os dois dedos na sua bucetinha, acelerando o movimento no grelinho, eu arregalo os olhos, não seguro mais vou me contorcendo, urrando... ela respira fundo eu gozo na garganta dela, duas semanas sem gozar, a porra grossa, quente do jeito que ela imaginara cinco, seis, sete jatos, ela vai tirando lentamente mais jatos e a língua acariciando, a baba toda escorrendo pelo queixo, nos seios, na barriga ela goza muito, com os dedinhos na buceta, dentro da água gelada da banheira.

Seguro-me no box de vidro e vou me deixando cair lentamente na banheira gelada... e a solto das correntes...





Por favor comentem e me ajudem a melhorar a minha narrativa, se quiserem mandar email é

ronimacc@gmail.com





ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.