"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Quem nunca sonhou em comer uma crente


autor: morenocambh
publicado em: 09/11/16
categoria: virgindade
leituras: 8244
ver notas


quem nunca sonhou em transar com uma crente, apesar dela viverem sempre com aquela saias enorme, mais se repararem bem vocês podem vê que ela só usam calcinha fio dental só dá para vê a marquinha do fio bem pequeno, isso me deixava louco de tesão pois tenho um amigo que mora na rua da minha casa ele possui um monte de parentes, todos são da assembleia de deus , ele tem umas dez sobrinhas fora as irmã e as primas todas são morenas daquelas de tirar o fôlego, algumas safadas outras muito sérias tinhas uma que era uma verdadeira putinha, quase todo os caras da rua já tinham comido ela até eu, mais essa não vale pois ela era desviada a religião dela era só dá a buceta e o cú.



MAIS vamos ao que interessa o que eu vou começa a contar aconteceu aos 5 meses atrás o nome dela vou guarda em segredo irei chama La de Fernanda, ela é sobrinha desse meu amigo, ela é uma negra de 1.76 de altura seios médio, magra com uma bunda pequena mais redondinha, ela só anda com saias bem grande até o tornozelos mais só de fio dental só que eu nunca tinha reparado nisso até então, só que um dia eu resolvi, sair do trabalho e ir a pé até em casa era uma caminhada boa de uns trinta minutos, quando esta indo embora eu vi uma morena de vestida florido na minha frente, quando fui aproximando reparei que ela estava um fio dental preto que aparecia através do seu vestido que apesar de grande era um pouco fino e ficava a marca da calcinha aquilo me deixou louco, ao chegar mais perto ela deu uma olhada para trás qual foi minha surpresa era á Fernanda a sobrinha desse meu amigo, ela deu uma parada e quando cheguei ela me disse oi acho que foi a primeira vez que ela falou comigo, e saímos conversando ela me perguntou onde trabalhava e ela me dize que sempre ia a pé para casa só, ai foi que eu pensei agora é minha oportunidade de comer uma irmãzinha de verdade pois ela foi criada praticamente dentro da igreja, ai falamos de varias coisa até que eu perguntei para ela se ela não iria casar ela ficou sem graça e me disse por que da pergunta então eu disse para não era nada pois todas suas primas e irmã já tinha se casado muito cedo ela me disse que não pois ela só tinha 18 anos, e não tinha namorado ai era minha chance quando falei por que ela não namorava ela me disse que ninguém se interessava por ela pois ela uma morena magra negra e alta e os pessoal achava ela muito tímida, pois ela era tímida mesmo, mais ai eu comecei a elogiar falando que ela uma morena bonita que os cara da igreja dela que era besta por que se fosse eu não deixaria ela escapar ela ficou com vergonha, me falando que era feia eu disse que não pois eu achava ela muito gostosa ela deu um sorriso e agradeceu o elogio



foi que eu resolvi perguntar se ela era ainda virgem, ela ficou quieta eu tentei arrancar dela a resposta de novo falei que não contaria para ninguém ai ela me disse que sim que só tinha dados um beijo em um rapaz da igreja mais eles só tinha ficado naquilo, nossa era tudo que eu queria, ai resolvi investir falando ai então é isso, ela me olhou e perguntou isso o que? A é isso como você pode saber o que é bom da vida se é virgem ainda mais ela me disse que gostaria de casar virgem, mais eu disse para ela que ela poderia aprender bastante das coisa da vida ela ficou com duvida do que eu estava falando, ela me disse como iria aprender se ela só trabalhava e ia para igreja sem ficar mal falada, foi quando eu disse para ela se ela quisesse poderia ensinar algumas coisas que eu sabia ela ficou sem jeito então eu lhe disse que ela não precisaria me responder agora ai eu passei o numero do meu celular para ela e falei quando ela estivesse pronta era só me ligar quando cheguei na rua de baixo da minha casa eu fui dá um beijo no rosto aproveitei e dei um beijo na sua boca eu pude ver que ela fechou os olhos ai eu sai e falei me liga e sai andando quando dei uma olhada para trás vi que ela estava parada sem reação ai continuei andando sabia que tinha deixado uma duvida em sua cabeça se iria funcionar já não sabia isso aconteceu numa quinta-feira, 6.00 da tarde quando foi umas 8 horas meu celular tocou era um numero desconhecido quando atendi ouvi uma foz de mulher mais estava falando muito baixo quando perguntei quem era qual foi minha surpresa era á Fernanda, ai ela me disse se era verdade o que eu falei quando eu perguntei a respeito do que era ela me disse de tudo ai falei que sim ela então me disse que queria aprender mais eu teria que guardar segredo não poderia falar nada por que ela era crente e isso poderia trazer problemas para ela e lógico para mim também

então ela me disse que teria que ser no meio de semana para ninguém desconfiar ai ela me disse seu eu poderia faltar amanhã falei que sim, na hora marcada passei em frente da casa dela e vi quando ela vinha caminhando atrás de mim como se fosse dois estranho ai chamei um táxi, quando o táxi chegou entramos rápido dentro para que ninguém nos visse juntos ai pedir para o motorista nos levar até um motel chic tinha em outra cidade chegando lá entramos ela nunca tinha visto um motel daquele com piscina e banheira no quarto,ai eu vi que ela estava deslumbrado com tudo aquilo ai cheguei por trás dela e fui beijando sua nuca, seu pescoço, ai a virei de frente e comecei a beijá-la e ela corespondendo ai a joguei na cama e fui dando beijo em seu pescoço e fui descendo ai peguei em seus peito ela só olhando ai fui tirando sua blusa ela não fala nada tirei seu sutiã e pudi ver seu lindo peito ai comecei a passa a língua em volta dos bico do peito dela ela começou a gemer bem baixinho até que os bicos ficaram duro ai comecei a mamar como um bebe, ai resolvi descer mais um pouco beijando até chegar peito da sua buceta ai fui retirando sua saia que era grande quando tirei vi sua calcinha branca de rendinha ai a coloquei de quatro e fiquei brincando com sua calcinha, a pegava e ficava enfiando em sua xãninha a enfiava dentro e ficava puxando para cima e pra baixo Fernanda já estava toda molhadinha gemendo como louca ai retirei a calcinha já estava toda babada da buceta dela ai eu vi sua buceta com pelinhos ralos ela tinha dado uma aparada ai cai de boca na bucetinha enfiava a língua até chegar em seu cabacinho não acreditava que eu iria tirar o cabaço de uma irmãzinha, então eu aumentava as chupada Fernanda se torcia inteira na cama até que ela ficou quieta quando eu vi um liquido saindo da sua buceta e vi que ela tinha gozado pela primeira vez.

então tirei minha calça e minha cueca e Fernanda quando viu meu pau durou tomou um susto, ele não é tão grande ele tem 19 cm mais é bem grosso, ai a peguei e dei em sua mão ela ficou sem jeito mais aos pouco começou a bater uma punheta ai a peguei pelo cabelo e a coloquei cara a cara e falei chupa e ela começou a chupar como uma maluca pensei que iria arrancar fora e começamos um 69 alucinante mais quando passei a língua em seu buraquinho Fernanda deu um gemido mais alto e começou a rebolar na minha cara ai joguei na cama e fui colocando meu pau na entrada da sua bucetinha e fui enfiando devagar com cuidado mais Fernanda estava louca para ser comida ai dei uma estocada só Fernanda foi a loucura ai comecei a bomba cada vez mais rápido ela gemia muito gritava, me arranhava me mordia e falava que ia gozar, eu pensei que ela iria desmaia ai mudei de posição a colocando de quatro e comecei a dá uns tapinha em sua bunda e ela pediu para bater mais forte pois ela estava gostando e que ela iria gozar de novo ai eu gozei também, descansamos um pouco ai Fernando começou a mexer em meu pau logo deu sinal de vida de novo e começamos a transar de novo só que dessa vez a coloquei de quatro e comecei a chupar ela novamente a sua buceta e seu cuela gemia cada vez que eu passava a língua em seu cuzinho ai dei uma cuspida no buraquinho e comecei a enfiar um dedo Fernanda ficou quieta ai comecei a tirar e por de novo ela só gemia ai coloquei mais dois dedo ela foi a loucura ai quando eu tirei os dedo vir aquele buraco me olhando ai coloquei minha rola na entrada do buraquinho e fui empurrando até que Fernanda deu um grito perguntei se ela queria parar ela me disse que não pois tinha sonhado varias



vezes dando o cu foi ai que eu a peguei pela cintura e coloquei de uma vez só ela gritava alto achei que ela iria desmaia pois ela estava chorando ai comecei um vai em vem e os gritos de dores transformaram em gemidos de prazer enquanto eu bombava em seu cuzinho massagiava seu grelinho isso foi deixando Fernanda louca de tesão ela já tinha gozado uma duas vezes até que eu enchi sua cuzinho de porra era tanto que começou a sair e ficou aquele buraco aberto acho que arranquei todas as pregas dela pois cabia quase cinco dedos dentro mais quando olhei para Fernanda para vê se estava tudo bem vi Fernanda chorando quando perguntei o que era ela me disse que nunca tinha sentido aqui antes que era uma mistura de dor e alegria prazer e tesão na precisa nem disser que transamos mais umas duas vezes fiz de tudo comi sua buceta de novo seu cuzinho não preciso disse que dessa vez foi mais fácil já estava laciado, não precisa disser que Fernanda ficou viciada em rola vive me chamando para fuder, lógico que eu vou não sou ótario , ela faz o que eu quero, espero que vocês tenha gostado até a próxima.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.