"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Dia De chuva e Sexo no Chuveiro.


autor: angelluz
publicado em: 09/11/16
categoria: hetero
leituras: 2241
ver notas


Bom meus amores de tanto cobrarem que eu escrevesse ai mas um conto, espero que gostem boa Madrugada. Estava incompleto mas terminei bjos.

Bom era um final de semana eu e o primo de um colega de serviço resolvemos passar uns dias no sítio da família dele, chegamos na sexta a noite e estava chovendo muito só havia nós 2 por la.

Eu fui tomar um banho por que tinhamos ido do serviço para la, tomei meu banho e fiquei um tempinho deixando cair água quente sobrd meu corpo, ele entrou no banheiro e ficamos conversando, ele eatava de pé encostado na pia enquanto me observava, começou a por a mão no seu pau e acaricia-lo enquanto eu me masturbava vendo ele brincando. Fui ficando toda exitada e chamei ele para entrar ele tirou a camisa e a bermuda e entrou.

Tirou a cueca e começou a me beijar, brincando com minha vagina e me dando várias dedadas ai que delícia, comecei a gemer que nem louca. Beijando sua boca fui descendo pelo tórax, abdômen até que cheguei em seu pau.

Peguei e comecei a chupar bem gostoso, fui lambendo lentamente suas bolas mordendo as com os lábios, comecei a fazer garganta profunda até engasgar com seu pau. Continuei assim até que ele me pediu um beijo, ele segurou meu quadril me virando para a parede e me prensou sobre ela.

Segurou em uma de minhas pernas à erguendo na altura de sua cintura eu segurei em seu ombro para não desequilibrar e ele pegou seu pau e socou na minha buceta, eu dei um gemido alto e ele socava com força. Metendo rapidamente enquanto eu gemia pedindo para ele me fuder gostoso, ele me dava leves mordidas nos lábios me fazendo arrepiar toda e me pedia para fuder meu cuzinho.

- Você é mesmo uma cachorra, ama uma pica ne?

- Amo uma rola, adoro ser fudida por um pau gostoso!

Ele começou a meter com força enquanto eu rebolava naquele pau dotado, e gemia alto para ele, pedindo para ele meter mas. O xingando de cachorro e canalha eu sentia seu pau entrando e saindo de mim( ai delícia me fode gostoso vai, come sua cachorra, assim mete com força, não para mete vai).

Eu estava ficando maluca de tesão enquanto rebolava estava quase gozando naquele pauzão então ele se pois de joelhos e começou a chupar minha buceta, eu comecei a gemer e gritar de tesão enquanto rebolava na sua boca( nossa só de lembrar fiquei molhadinha aqui).

- Assim chupa,vai chupa seu cachorro.

Comecei a dizer que não aguentava mais que eu ia gozar e minhas pernas começaram a tremer de tanto tesão, até que comecei a gozar. Já sem força pedi para ele meter no meu cuzinho " Hummm ele começou a por e me dizia que meu cú era uma delícia", ele começou a passar a cabeça na entrada enquanto eu gemia de prazer, então ele me pediu para ficar de quatro ele começou a meter e eu gritando.

- Soca, soca

Enquanto ele dizia que ia meter até as bolas, depois de uns minutos ele não aguentando de tesão começou a dizer que ia gozar.

- Vai goza no meu cuzinho, mete vai.

- Ele dizia que não resistia eu pedindo e gozou dentro do meu cú.

Meu cuzinho tava tão cheio de porra que escorria enquanto ele chupava bem gostoso. Depois ele foi e me beijou com a boca cheia de porra e disse que tinha valido o tempo da viagem para ter me arrombado gostoso daquele jeito.

Depois saimos do banho e fomos dormir de tanto cansaço.

Bom aqui termino mais um conto espero que gostem e deixem sua nota e comentários beijos gostosos e até o proximo.








ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.