"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Prazerosa ida a praia


autor: Johnsex
publicado em: 10/11/16
categoria: hetero
leituras: 2124
ver notas


Me chamo John, sou carioca, tenho 1,73, cabelos pretos e olhos castanhos escuros. Minha esposa se chama Evee, é uma mulher baixa com 1,60m, um corpo lindo, seios fartos, com tatuagens que a deixam sexy. Sempre me surpreendendo na cama, sem frescuras e disposta a apimentar as coisas do jeito que desse.
Era uma semana quente e decidimos ir na praia no final de semana, deixamos tudo preparado na sexta a noite e acordamos as 4 da manhã no sábado, queríamos chegar bem cedo para poder sair antes do meio dia. Já saindo de casa Evee conversava pelo whatsapp com uma amiga chamada Alexandra que estava saindo de uma festa, elas já haviam ficado no passado, Alexandra saiu da balada com uma mulher que estava ficando, a safada estava no motel mandando fotos dela chupando sua companheira. Dava pra ver que Evee estava doida de tesão. Entramos no carro, ela tirou o short ficando apenas de biquíni, demorei a sair com o carro vendo aquele corpo da gostosa da minha esposa, ela estava com um biquíni amarelo minúsculo. Ao partir com carro Evee colocou de lado sua parte de baixo deixando aquela linda buceta amostra, uma linda buceta depilada e carnuda, a vontade era de parar o carro e chupa lá, mas eu já estava na numa Avenida e não tinha aonde parar. Evee começou a se tocar, deitou o banco. Ela gemia gostoso, com a outra mão ela tocava aqueles incríveis seios. Assim que a velocidade do carro estabilizou eu tratei de usar a mão direita pra ajudar minha companheira, eu usava dois dedos pra meter em sua xaninha enquanto ela massageava seu clitóris. Ela filmava a ação e mandava pra puta da Alexandra que a essa hora já havia mandado dezenas de áudios e vídeos. Evee balbuciava palavrões e gemia alto... até que sua buceta começou a contrair e a safada gozou.

Voltei a me concentrar na direção e Evee se despedia de Alexandra que ia dormir exausta pela noite. Assim que se despediu Evee me olhou com uma cara de safada colocou a mão em meu pau por cima do short, que no momento estava duro feito pedra.

Evee: “Foi delicioso safado, agora que me ajudou vou recompensa-lo”

Ela abriu meu short, tirou meu pau para fora e caiu de boca, ela passava a língua lentamente pela cabeça enquanto massageava as bolas com uma mão, começou a colocar devagar o pau na boca e em poucos segundos já estava com ele todo dentro da boca fazendo um vai e vem delicioso, e fazendo pressão com a língua. Eu tentava o máximo possível focar na pista, aquilo estava delicioso, um misto de adrenalina e tesão. Ela foi aumentando o ritmo até que eu anunciei que ia gozar, senti meu pau explodindo em sua boca, Evee continuou lambendo até deixar meu pau todo limpo.

Em 20 minutos já estávamos na praia. Eu estava doido pra comer aquela buceta então tratei de achar um ponto da praia que ainda estava deserto. Parei próximo a um quiosque que estava fechado. Saímos do carro e passando pelo quiosque larguei as bolsas no canto e arrastei Evee para trás do quiosque, meu pau já estava duro a coloquei de costas e abri suas pernas, me abaixei e comecei a lamber sua buceta, enfiava um dedo em seu cuzinho e com outro massageava seu clitóris, Evee gemia alto e tremia as pernas de tesão, eu enfiava minha língua o máximo possível tentando foder sua buceta, continuei até sentir que estava prestes a gozar. Tive que apoiar Evee que quase cai quando gozou, suas pernas tremiam. Ela logo se recompôs, eu a peguei no colo, suas pernas envolveram minha cintura. Apontei meu pau em sua buceta que estava encharcada, entrou fácil, eu descia seu corpo fazendo meu pau entrar todo naquela xaninha deliciosa. Estava gostoso demais, Evee tinha um corpo maravilhoso e era leve facilitando movimentar ela pra cima e para baixo, os carros passavam e a adrenalina de alguém aparecer era enorme. Em um certo momento vi um casal que passava correndo pela praia nos avistar mas eles sorriam e pareciam gostar do que estavam vendo...
Eu continuava a foder Evee que gemia alto e me dava tapas na cara. Anunciei que estava para gozar. Evee pediu para descer, ficou agachada e começou uma deliciosa espanhola, passando meu pau no meio dos seus enormes seios. Não aguentava mais até que gozei molhando seu corpo com meu leite.

Entramos na agua para nos limpar e aproveitamos o restantes do dia naquele lindo lugar. Uma ida a praia nunca havia sido tão prazerosa.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.