"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Viagem ao sul da Bahia


autor: MorenaBaiana
publicado em: 16/11/16
categoria: hetero
leituras: 1819
ver notas


Esse é meu primeiro conto, é verídico, aconteceu comigo há uns anos atrás e só mudarei os nomes das pessoas envolvidas.

Me chamo Beatriz, hoje tenho 21 anos, na época do acontecido tinha 15.Moro na Bahia; tenho 1,70 de altura, 62 kg, bumbum médio, cabelo curto, seios médios e firmes, e uma boca chamativa por ser bem desenhada. Sempre tive o corpo bem 'organizado' e com tudo no lugar.

Tudo aconteceu em uma viagem que fiz com meu padrasto para Ilhéus, que fica no Sul aqui da Bahia, fomos visitar a filha dele que morava lá com o marido, com quem se casou bem nova. Eu não a conhecia, nem conhecia seu marido, e estava ansiosa para chegar logo lá para conhecê-los e conhecer a praia, que também nunca tive oportunidade de visitar.
Chegamos e logo fomos recebidos na rodoviária por Daniela e pelo seu marido Jeferson, que logo me olhou de cima a baixo. Cumprimentei-os e fomos para casa deles...
Estava muito calor, como se é de se esperar e assim que cheguei lá, pedi logo para tomar um banho para me refrescar e meu pedido foi atendido por Daniela que me mostrou onde era o banheiro e disse que eu poderia ficar a vontade, ela voltou pra sala e ficou conversando com seu pai e o seu marido. Enquanto tomava banho, não esqueci o olhar que o Jeferson me lançou, ele era um coroa de uns 38 anos, não muito alto, com barba grisalha, cabelo raspado, forte, era sensual, tinha um charme pessoal, próprio e tentador, e por um momento desejei ele ali, no mesmo espaço que eu, mas logo desviei meu pensamento, pois ele marido da minha quase irmã. Saí do banho, com um short folgado e uma camiseta regata, voltei pra sala, peguei o celular e fiquei conversando com minhas amigas que ficaram na minha cidade natal.

Fizemos alguns passeios, comemos e no fim do dia perguntei para o meu padrasto se a praia era muito longe dali, ele me disse que não e eu pedi para que no outro dia fossemos até lá para eu conhecer, tomar um banho, ele concordou e chamou Daniela para ir, que logo aceitou e disse que ela e o marido adoravam praia. Quando o Jeferson soube da atividade do dia seguinte, deu o maior apoio e ficou bem animado com a atividade do dia seguinte, o que me deixou muito interessada também... A noite chegou, e Daniela perguntou se eu queria dormir com meu padrasto em um quarto que tinha duas camas de solteiro, ou com ela no quarto do casal, eu disse que tanto faz, mas mudei de ideia rapidamente e decidi dormi com ela no quarto do casal, e assim foi, eu não estava com muito sono e logo Daniela se ajeitou e dormiu virando se para a parede, eu fiquei acordada algum tempo antes de conseguir dormir. Olhando pro corredor que tinha em frente ao quarto, vi uma sombra e fingi estar dormindo,era o Jeferson que se aproximava, abaixei o lençol que me cobria, deixando coberta apenas as minhas pernas, e expus meu bumbum deixando-o empinado dentro do baby doll coladinho que vesti e fiquei alguns minutos assim, depois me virei com os olhos semi-abertos e não o vi mais, então o sono veio e consegui dormir.
No outro dia bem cedo, todos já estavam de pé, era por volta das 7:00 da manhã quando ouvi meu padrasto gritando na porta do quarto: 'Não vai levantar mais não Beatriz?' foi então que me assustei e levantei, escovei os dentes, tomamos café, arrumei minhas coisas e fomos em direção a praia. O dia estava realmente lindo, e muito quente e eu nem sabia que iria ficar mais quente ainda.
A praia estava lotada, descemos em direção a areia e eu pedi para me esperarem que ia tirar a roupa e ficar só de biquíni porque estava louca para ir pro mar e me refrescar e assim todos ficaram de roupa de banho, nos organizamos e perguntei quem iria comigo pra água, a Daniela foi comigo e ficamos lá até ela chamar o pai e o marido para perto de nós e eles foram, vi ali minha chance de começar minha investida no que eu tanto queria: Jeferson.
Depois de algum tempo que eles estavam na água, eu começei provocar o Jeferson, encarava pra ele, com o corpo submerso na água e apenas a cabeça para fora, e ele respondia a altura, disfarçando e de vez em quando dando um sorriso malicioso e aquilo estava começando a ficar muito gostoso, eu mergulhava e empinava bem o bumbum, sabia que ele estava olhando...ficamos ali até o final da tarde, entre brincadeiras, mergulhos e muita vontade de beijar e provar o Jeferson que eu estava sentindo; comecei a sentir fome, e me propus a sair da água para comprar algo para comer. A Daniela disse que eu não ia conseguir voltar e que era melhor o Jeferson ir comigo, quando ouvi aquilo os bicos do seio se endureceram, e se destacaram no meu micro biquíni sem bojo, saímos da água sem demonstrar nenhum tipo de empolgação, peguei o dinheiro na minha bolsa e fomos, assim que nos distanciamos da areia, ele foi logo puxando assunto:
- Está gostando da cidade, e da praia?
Respondi com um: demais até, e ele continuou...
- Você é bem novinha mas é bem bonita, agora ele já olhava meu corpo... e eu agradeci
- Obrigada, você também é bem bonito Jeferson e tem um corpo maravilhoso
Ele respondeu: Só me cuido, é preciso manter o corpo em forma e eu encerrei dizendo:
- E está conseguindo.
Avistei um quiosque e disse que talvez ali tivesse algo que me interessasse, mas antes ele me interrompeu dizendo que tinha um lugar interessante para me levar, puxou meu braço me levando para o outro lado da rua, o carro dele estava lá, e eu entendi que ele queria o mesmo que eu e não dava mais para esperar. Me empurrou contra o carro e me beijou forte, apertando teu corpo molhado no meu, que a essa altura pegava fogo de desejo. Alternando entre beijos e mordidas na minha orelha, ele parou e abriu o carro, pediu pra eu entrar na parte de trás, entrei e faminto ele entrou em seguida, abaixando meu biquíni e devorando meus seios, ele se encaixou entre minhas pernas e pude sentir seu pau duríssimo tocar a minha buceta que no mesmo instante vibrou de tesão e minha respiração ofegante entregava que eu queria ser penetrada urgentemente. Enquanto ele roçava o corpo no meu, eu arranhava suas costas, beijava teu corpo e ele parou, segurando meu rosto e disse:
- Pensou que suas provocações em casa não fossem ter consequências, sua puta? Você me provocou ontem a noite, bati uma no banheiro e gozei loucamente vendo aquele rabo empinado, e hoje você empinou novamente pra me deixar louco né? Agora eu vou te comer gostoso vadia do caralho, pede pica vai.
Eu só tinha forças para obedecer ele, e pedi gostoso no ouvido dele pra ele me comer gostoso:
- Fode a minha buceta então, fode? Mete esse caralho gostoso e enorme nela...e ele nem esperou eu me posicionar e roçou aquela cabeça grande na minha buceta apertada e socou tudo dentro.... Eu gritava de tesão, o carro balançava muito, e ele me bombava gostoso, só se ouvia os nossos gemidos e os corpos se encontrando no mais perfeito tesão, ele agarrou meu cabelo por trás, puxando forte e a cada puxão eu ficava mais molhada e dominada pelo meu tesão, que homem gostoso...
Me fodeu por um tempo assim, até que nos lembramos da hora, que a Daniela e o meu padrasto deveriam estar esperando pra voltar pra casa, e ele me disse que só me largaria quando me fizesse gozar igual uma cadela e assim fez.
Fiquei de 4 com o rabo todo empinado pra aquele cachorro no cio me fazer encher sua pica de leite, ele meteu a cara na minha buceta e chupou gostoso, agarrou minha cintura e socou forte, eu gemia, implorando pra ele não parar, pra meter mais e mais, e ele enlouquecido desferia tapas na minha bunda e socava, e eu senti meu gozo vindo, começei rebolar naquela pica grossa e gozei, melando meu biquíni que estava no banco do carro e deixando o pau dele todo melado... nos vestimos e voltamos para lá, a Daniela estava esperando junto com meu padrasto, perguntou porque demoramos e porque não comprei nada, eu disse que comprei mas estava com tanta fome que comi antes de chegar lá... (Mal sabem que o que comi não custou nada) haha.
Voltamos para casa, tomei banho e alguns dias depois voltei para minha cidade, mas antes de voltar, dei gostoso pro marido da minha quase irmã de novo, mas isso fica para um outro conto... Beijos e espero que gostem! (:



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.