"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O Psicologo e a paciente tímida


autor: RuivoParana
publicado em: 02/12/16
categoria: hetero
leituras: 4609
ver notas


Respostando, por alguma razão o conto sumiu e como muitos gostam estou postando novamente, espero que quem está chegando agora goste

Olá leitores eu já tinha postado esse conto uma vez em outro site e aqui, apaguei meu perfil mas resolvi voltar e focar só essa história que será dividida em várias partes, espero que goste. M
e chamo Eduardo, sou psicologo a cerca de dois anos trabalho em uma clínica própria que consegui construir com muito trabalho e dedicação, indo pra parte mais teórica sou "Jungiano" e também me identifico com o "psicodrama" talvez o leitor que não entenda fique meio perdido nesse inicio mas os detalhes ajudam a deixar a história melhor, não? Bom fisicamente sou ruivo, barbas longas, olhos verdes, tatuado magro 1m77 e uso óculos. Costumo vir trabalhar com calça jeans justa, sapato camisa e grava slim, sempre bem perfumado e com relógio no meu dia dia. sou novo, tenho apenas 29 anos entretanto isso não atrapalha em nada já que sempre fui maduro pra minha idade, entretanto sou solteiro. No dia a dia procuro sempre ser extremamente educado e ouvir com atenção meus pacientes e procuro sempre deixar um contato aberto caso precisem em casos mais extremos, atendo todo tipo de caso porém um em especial que pareceria ser apenas mais um no cotidiano da profissão mudou a minha vida ao menos de momento e isso que irei relatar aqui detalhadamente.
Minha secretária me informou que uma mãe havia me procurado pra tratar do casa de sua filha que era uma pessoa extremamente tímida e isso estava fazendo com que ela tivesse um desempenho pífio na escola e mesmo problemas sociais. Conversei por telefone em seguida com a mãe que informou que a paciente tinha 18 anos mas devido a isso estava atrasada na escola e só agora cursava o terceiro ano do médio e precisava terminar logo pra poder se formar e cursar uma faculdade, após a conversa minha secretária agendou pro dia seguinte a consulta as 14hrs. Havia esquecido por completo até no horário ela entrou, se chamava Ana deveria ter no máximo 1m62 magra mas nem tanto, muito bem perfumada, veio vestida com uma calça jeans normal e uma blusinha de alça branca com um moletom de ziper.cabelos negros lisos pelo ombro, franja e olhos azuis, sim azuis! impossível não ficar olhando. Não pude ver nenhum detalhe além desse, disse boa tarde e me respondeu com a voz baixa, sem nem me olhar nos olhos direito. Eu disse a ela:
_ Olá Ana, me chamo Eduardo e serei seu terapeuta, de imediato quero dizer que aqui você pode falar o que quiser e se quiser além disso timidez é algo muito comum na sua idade então não entenda como doença ou algo que não tenha solução. (notei que ela sorriu) se quiser me pergunta algo estou aberto a isso. Mas vamos começar. Me fale sobre você o que faz? com quem mora? enfim fale o que quiser sobre sua vida pra gente se conhecer, quero que saiba que serei seu amigo e vamos ter que nos conhecer bem, pode demorar um pouco mas vai ser legal!
-Bom Eduardo, eu sou Ana Maria Antonini moro só com a minha mãe ela é separada do meu pai desde que eu tinha 10 anos mas ele me visita e eu o visito. Estou no terceiro ano do médio e não saio muito, gosto de ficar em casa vendo filmes e seriados, adoro ouvir música mas em casa odeio balada, gosto mais de rock alternativo mesmo e coisas que não são populares.
-Entendo... bom você tem um perfil bem interessante e diferente. e me fala por que você imagina que está aqui e como se sente em relação a sua timidez?
-AH é ruim, eu se um menino vem falar comigo eu travo até com o você eu falo baixo, meu coração dispara eu começo a suar não queria ser assim, e nem queria me tratar, mas tá insuportável isso pensei que tinha síndrome de pânico até de medo, mas resolvi tratar, dar uma chance a mim mesma e talvez mudar.
-Entendo, você tem muitos amigos? já namorou ou namora como é sua vida afetiva?
-Bem eu tenho uma amiga só bem próxima que também me deu força pra vir aqui, meninos só conhecido da internet do colégio e tudo mas nada de muito contato de se visitar e tal, tipo namorado nunca (notei ela extremamente vermelha) até queria, mas não consigo e fico triste, me sinto carente por não conviver com meu pai e nem nunca ter namorado, e pro isso estou aqui inclusive, tenho vergonha até de usar roupas curtas hoje mesmo com um pouco de calor do de moletom.
-Compreendo, bom estamos progredindo já que você está se abrindo, lembrando que você pode me fazer perguntas também. Nosso 1hra de hoje acabou, espero que esteja se sentindo bem pra daqui dois dias retornar, passo a passo vai vencer a timidez, pode confiar! pra próxima consulta tenta vir com uma roupa mais curta, já será um passo extra se conseguir.
-Tá bom, vou tentar mas não prometo, é muito difícil pra mim, mas vou me esforçar, estou disposta a mudar nem que demore.
Após a saída da Ana fiquei pensando, que menina interessante me lembrou muito eu e uma ex namorada que tive, também gosto muito de coisas não populares além disso ela é exatamente como eu gosto e que perfume! aposto que é luna, adoro o aroma. Logo esqueci porque afinal tenho outros casos. O tempo foi passando e dois dias depois lembrei que ela iria voltar e pensei, será que ela conseguiu se soltar? minha secretária ligou avisando que a Ana já estava lá, mandei entrar!
Quando ela entrou quase não acreditei! que mudança de uma menina toda coberta a uma menina muito sedutora mesmo que involuntariamente, Ana estava com uma calça de acadêmia preta o que destacava seu quadril e dava pra ver a marca da pequena calcinha e uma camiseta de banda caída no ombro o que dava pra ver o volume do seio. Ela entrou, deu uma voltinha e disse:
-Melhor assim? (muito vermelha)
-Olha Ana, que mudança de uma menina coberta a uma mudança assim ,parabéns viu como progredimos?
-Sim eu até conversei mais com a minha mãe, minha amiga mas ainda estou ultra travada Eduardo.
-Compreendo, ia perguntar como está se sentindo com tantas mudanças mas já notei que está feliz
-Sim muito, obrigado pro me incentivar (sorrindo)
-E isso é só o começo muita coisa vai mudar, mas vamos lá. Me conta um segredo seu!
-ela na hora ficou vermelha, se se segredo? nãooooo, eu não consigo
-você não conseguia nem vestir roupas assim e falava baixinho e e agora consegue, me conta um segredo seu que eu conto um meu que tal? combinado?
-Você vai rir, ai, mas tá bom! Eu adoro ler contos eróticos e me masturbo todo dia, pouca coisa relacionada a sexo me deixa com vontade mas nunca fiz, então sou virgem! (muito vermelha e olhando pro nada)
-Isso não me espanta, já atendi ninfomaniacas já atendi viciadas em masturbação, até mulhres que não conseguiam ter orgasmos e achavam que o problema era com elas, isso é normal pode ficar tranquila.
-E o seu segredo Eduardo?
-Bem, eu também sou viciado em sexo a diferença é que eu prático a muito tempo (rindo)
- A claro você não é tímido (sorrindo)
-Mas esquece isso, nesse final de semana então se você sentir vontade e coragem tenta fazer amizade com mais meninos conversar com ao menos um colega de escola e amigas, fala de filmes, música do que você gosta e tenta ver a reação deles, esse fim de semana vai ser uma ótima oportunidade de você se soltar, quer tentar?
-Sim assim como tentei mudar de roupa contei um segredo posso tentar me comunicar, combinado!
-Anota meu whatsapp e telefone que você vai me contando como foi pra na semana que vem eu já saber por onde começar, meu número é...
-Certo anotado! obrigado por tudo estou muito feliz de estar melhorando tchau!
Quando ela saiu eu estava extremamente com tesão por imaginar ela, daquele jeitinho se masturbando até gozar, era impossível não imaginar, estava ansioso pra próxima consulta e pensando se ela iria me mandar uma mensagem, até no que no sábado a mensagem chega, estou fazendo o que contei no segredo e uma carinha de vergonha...
CONTINUA EM BREVE

SE VOCÊ GOSTOU E QUER SE CORRESPONDER, ESCREVA PARA: escritordecontos80@yahoo.com







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.