"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Ninfeta do mercado. DELICIOSA!!!


autor: luah
publicado em: 11/12/16
categoria: hetero
leituras: 3307
ver notas


Caralho , estou passando pra avisar que tomem cuidado com uma gostosa vestida de ajudante de papai noel de um renomado supermercado do Rio de Janeiro, hoje ela me atacou, preciso alertar a todos, vou contar o que aconteceu:


Hoje pela manhã fui ao mercado, como de rotina semanal e não imaginava o que poderia acontecer, enquanto estava pegando os legumes e verduras da minha semana, ouvi um homem comentando sobre uma gostosa que acabava de passar de vestidinho vermelho curto e gorro na cabeça, morena de longos cabelos eu olhei de relance todavia continuei minhas compras.


Logo ela voltou e sorriu pra mim ao observar eu pegando os pepinos, se aproximou e falou:
-Sei de algo maravilhoso que se pode fazer com eles. Nós estamos com várias promoções no início da loja a esquerda, dê uma olhada!!!


Desconversou quando um homem quase a despiu com o olhar e quando ele ia dizendo algo ela falou que precisava trabalhar e saiu.


Outras partes do mercado visitei e poucas coisas tinha que comprar e evitei pensar na morena pois minhas investidas com mulheres nunca davam certo mesmo cheia de curiosidades, elas sempre entendiam errado minhas intenções, ora com medo, ora com namorado, ora com marido. Assim mesmo achando que poderia conquistar uma mulher havia fracassado deveras em minhas atuações e creio até que perdido amizades desnecessariamente, enfim , não deveria ter entendido direito aquela morena de pernas lisas e torneadas.


Quando estava perto do caixa para o pagamento das compras ela chegou próxima e me entregou uma camisinha dizendo que era essa que a senhora havia pedido, sem graça peguei, agradeci pois a caixa estava olhando e rindo, ela sabia que eu era o alvo da morena de cabelos cacheados.


Continuei fingindo demência até o carro e quando comecei a guardar as compras ela veio e disse que eu havia esquecido o troco, eu sabia que havia pago com cartão de crédito mas resolvi pegar o que ela tinha a me entregar.


Era um bilhete escrito : Quero você !!! Te espero no banheiro feminino com seu pepino e a camisinha .


- Caramba que mulher louca, caralho o que deveria fazer ?? Quem sabe poderia enfim fazer uma mulher feliz ??


Com o pepino e a camisinha, coloquei a chave do carro no bolso da bermuda e fui pro banheiro, onde ela me esperava perto da porta como se fosse um ritual comum, me levou para o sanitário de deficientes que tinha um grande tamanho e trancou a porta e partiu pro ataque.


-Você é uma mulata muito gostosa, desde que te vi entrar no mercado sabia que me queria, me possua, sou sua !!!


A filha da puta estava sem calcinha quando colocou a minha mão na sua buceta lisinha de uma ninfeta de pouco mais de vinte e cinco anos então beijei aquela boquinha carnuda e pequena enquanto puxava seus cabelos com força e meti com força dois dedos naquela bucetinha gostosa e apertadinha e soquei os dedos com força enquanto ela gemia no meu ouvido baixinho.


Quanto mais ela gemia mais me excitava era delicioso e queria dar mais e mais prazer e foi então que peguei o pepino e coloquei a camisinha pois já que tínhamos pouco tempo teria que fazer o trabalho bem feito e penetrei com o pepino lubrificado da camisinha que tinha cheiro de menta, como ela havia escolhido.


Ela se contorcia no azulejo e sei que gozou uma vez logo que enfiei a tora, me beijava e segurava os gritos para não levantar problemas, a sorte era um rádio alto da praça de alimentação ao lado que quando as mulheres entravam evitava suspeitas aos sussurros que ela fazia, uma ninfeta safada e gostosa da porra !!!


Com a tora dentro eu salientei uma entrada do dedo no cuzinho e ela se esquivou, enfiei com vontade e coloquei dois e abri, arrombando tudo, não mandei mandei mexer comigo e conheço meus desejos e ia fazer tudo que eu gosto naquela cachorra no cio.


Ela gozou e senti seu corpo ir caindo quando puxei seu cabelo com força e disse:


- Calma que ainda não acabei!!!


Dei um beijo devorador de tirar a respiração enquanto afastei o corpo e tirei o pepino da buceta e enfiei no cuzinho dela e arrombei a porra toda enquanto ela queria gritar e eu a levantei arregaçando tudo.


-Toma sua cachorra, piranha, vadia , aprenda a não mexer com desconhecidos. Eu sou a LUAH , se é pra fazer que seja bem feito e para deixar desejos, sua filha da puta!!!


Ela tremeu e senti que havia perdido o controle por um momento e dei um leve tapa na sua cara a fazendo voltar ao normal e tirei o pepino e joguei na lixeira rindo com ela e a mandei ir embora e permaneci no banheiro até perceber que umas três amigas entraram falando muito e sai junto despistando quem pudesse observar a nossa entrada.


Quando cheguei no carro lá estava ela sorrindo com olhos brilhando.


-Quando vou te ver novamente ? Me dá seu número de telefone LUAH.


Eu tive que rir e perguntei se ela fazia isso com homens também e ela confirmou que sim então todos tem tomar cuidado todavia respondi:


-Estarei na próxima semana aqui nesse mercado no mesmo horário, se te der meu número você pode me bloquear, se falar muito você pode me chamar de convencida e você pode ter namorado e não quero problemas. Se me quiser novamente será desse jeito.


Assim entrei no carro e fui embora, nem sei se voltarei naquele mercado, comprovei que se me pedem prazer posso dar até a uma ninfeta gostosa e perigosa do mercado rsrs.




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.