"Os mais excitantes contos eróticos"

 

O CHAMADO DO NEGÃO


autor: luah
publicado em: 13/12/16
categoria: hetero
leituras: 1543
ver notas


O negão mandou uma mensagem, nem imagino como conseguiu meu número, marcando um cinema e como iria dizer que não? Claro que pude imaginar qual seria o tema e onde seria essa sala de projeção ou deveria dizer esse quarto de espelhos.


A excitação me toma o corpo, me depilei todinha, sem nenhum pelinho pra poder sentir intensamente cada tocar aquelas mãos enormes. A lubrificação da vagina já se dava só de pensar naquele homem alto e apetitoso com olhar que despir o corpo e a alma.


Como o encontro seria a tarde resolvi trabalhar a musculatura para deixar bem preparada pra tora roliça que ia entrar, coloquei uma bolinha, duas, três, quatro e por fim a quinta bolinha dentro da vagina, para já ir sentindo o tesão crescente até a hora de encontrar com aquele ser negro, alto e gostoso.


As bolinhas sobem e descem dançando pelo canal da minha vagina causando um arrepio louco que tenho que disfarçar por estar no meu ambiente de trabalho. O telefone vibra e uma mensagem do preto chega, lembrando que é hoje, ele diz que já está com a pica latejando e está doido pra me encontrar. Respondo dizendo que estou com minhas meninas me preparando para ele, o que excita bem mais a minha mente e o meu corpo fazendo escorrer na calcinha um mel do desejo.


A minha boca está salivando só em pensar em encontrar com ele, aquela pica roliça que quase explodiu da calça em um último encontro me deixa assim, agitada, doida pra dar a minha buceta que esta toda meladinha agora, estou sentindo as bolinhas rodando dentro do canal da vagina com o pompoarismo que me é muito comum, meus seios estão durinhos com os bicos dos mamilos arrebitados, prontos para serem mamados, mordidos e apalpados com força.


O tempo parece não passar para chegar a hora do nosso encontro, a vagina fica contraindo, imagina se ele estivesse aqui agora? Podia estar me tocando, não tem ninguém no escritório comigo. Não consigo evitar vou colocando a mão nas minha coxas por dentro da saia e subindo até afastar a calcinha ensopada, e enfio meu dedo no mela mela e giro as bolinhas me contorcendo toda e gemendo baixinho por que alguém pode chegar, uma sensação louco de devaneios, loucura sexual no horário de trabalho é sem igual.


Meu corpo responde rápido e aumentar os toques quando começo a suar faz o tesão explodir pelo corpo, as pernas começam a tremer e me mantenho tocando a buceta mais lisinha, gostosa e molhada que conheço. Não aguentando mais, me permito gozar e senti escorrer pelas coxas meu néctar e relaxo o corpo em transe por alguns segundos e logo sendo voltada a realidade numa respiração profunda, pego uns lenços de papel que sempre tenho na bolsa e ne seco, me compondo e deixando as meninas dentro de mim a brincar deliciosamente.


Olho a hora e me organizo para ir ao encontro do negão que espero detalhar pra você em breve.











ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.