"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Trepei com meu irmão e seus amigos


autor: AsdandinhasBR
publicado em: 15/12/16
categoria: incesto
leituras: 5590
ver notas


Me chamo Isabela, atualmente tenho 16 anos, e venho contar para vocês a experiência que tive em 2015 quando estava com meus 15 aninhos, mas primeiro vou precisar falar um pouco de mim para que possam entender toda a situação. Tenho um irmão 2 anos mais velho, moramos com nosso pai que é divorciado da nossa mãe. Ela vive em outro estado, e ele apesar de ser esforçar para ser um bom pai, acaba estando sempre ausente por conta de trabalho, o que fez com que eu e o Igor aprendêssemos a nos cuidar desde cedo, criando laços de amizade bem fortes.
Nossa rotina já era bem parecida a algum tempo, íamos para a escola na parte da manhã e ficávamos sozinhos até a noite, quando o papai finalmente chegava.

Minhas tardes eram sempre baseadas em filmes e muitos cochilos, enquanto algumas vezes meu irmão recebia seus amigos para jogar videogame e jogar conversa fora. O grande problema disso tudo é que desde os meus 12 anos uma vontade sexual imensa me consumia, e mesmo iniciando as atividades aos 13 era cada vez maior, e estar todos os dias sozinha em uma casa com 4 homens (incluindo meu irmão) era algo que me deixava bastante excitada, e fazia minha imaginação voar longe. Tão longe que um dia, louca de tesão durante a noite, resolvi enviar uma foto exibindo meus seios "sem querer" para um dos amigos, o Pedro.

Ele ficou louco, disse que eu era uma delícia, que tava de boca aberta e que tinha ficado com vontade de mamar, algo que me deixou ainda mais doida de tesão, mas não podia ser tão direta assim, me fiz de boba, disse que estava mostrando para um amigo gay mas acabei enviando errado, mas a situação abriu oportunidade para falarmos de assuntos mais picantes através do whatsapp.

- Nossa Pedro to muito envergonhada, como vou olhar na sua cara agora? - disse para ele
- Relaxa Isa, eu que vou ter dificuldade de olhar na sua depois de ver essas belezuras kkk - respondeu
- A neeeem, ainda fala bobagem e me deixa mais sem graça. - mantive o charme
- Vou te dizer que sem graça eu não sei, mas com certeza adoraria te deixar sem roupa. - falou me deixando ainda mais excitada
- Nossa, você quer me matar de vergonha. E não é justo, só eu mostrei, mesmo que sem querer, mas também tenho direitos kkk - provoquei
- Gata, só falar o que você quer que eu mostro - respondeu
- Você sabe muito bem o que quero ver - respondi ansiosa pela foto
- Agora estamos empatados - disse ele me enviando uma foto sem camisa
- Nããão, assim não vale! Sem camisa eu já te vi mil vezes aqui em casa. - reclamei
- Pô gatinha, então fala o que quer ver pra eu acertar. - provocou ele me fazendo ser direta
- Quero seu pau! - afirmei
- Ele é todo seu pra usar e lambuzar quando quiser! - respondeu enviando uma foto

Depois da foto, conversamos mais um pouco, nos despedimos e fomos dormir. No dia seguinte, estava no meu quarto deitada, quando meu irmão me chamou. Comecei a suar frio, e fiquei com um nó no estômago pois sabia que os meninos estavam la em baixo com ele e que o Pedro poderia ter contato nossa conversa maliciosa no dia anterior, com direito a foto de comprovação.

Desci as escadas com um certo medo, quando cheguei os quatro estavam la sentados no sofá a minha espera e já iniciaram um diálogo parabenizando pela foto.

- Meus parabéns viu Isa, o Pedro mostrou a foto e ta com uns peitos muito gostosos - disse o Léo
- Eu enviei sem querer - justifiquei
- Sem querer ou não você pediu até pra ver o pau dele ontem - afirmou meu irmão
- Me envolvi na conversa, estava com vontade, e acabei extrapolando - justifiquei mais uma vez
- Isa, por querer ou não, o que importe é que você mandou e nós adoramos - disse meu irmão
- Você é muito safado, isso sim. Achei que ia brigar comigo, e ta ai babando na foto. - Tentei inverter a situação
- Eu nada, sempre soube que minha irmãzinha é safada, quem não vai gostar é o papai - disse me provocando
- Ele não gostaria mesmo, mas como nunca vai ver nada disso não tenho com o que me preocupar, e agora parem de besteira e apaguem logo essa foto ok? Espero não ter que pedir de novo Igor. - Tentei impor respeito e controlar a situação
- Relaxa mana, ninguém vai mostrar nada pra ninguém aqui não, mas já que você ta com esse fogo todo e ta todo mundo de bobeira aqui, que tal uma mamada na galera? - perguntou

Não vou negar que meu coração estava acelerado, uma mistura de medo, vergonha, e tesão tomava conta de mim, mas com aquela proposta indecente minha boca enchia de água, ter quatro pintos pra mamar me deixava louca.

Para continuar lendo esse conto acesse sambapornocariocacombr (não da pra colocar ponto então digitem no navegador)




ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.