"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Atiçando o gordinho


autor: estrelinha27
publicado em: 15/12/16
categoria: hetero
leituras: 2808
ver notas


Galera, minhas "aventuras" que contei ate agora, foram de anos atrás. O que vou contar agora aconteceu ontem.

Tem um moço que trabalha na mesma empresa que eu, que depois de uma social com o pessoal, pegou meu whats e começou a conversar comigo. Ok. So conversa nao tem problema algum.

Onde eu trabalho tem uma certa resistência em aceitar relacionamentos entre funcionários. Não que seja proibido, mas tem uma implicância. Então tem que ter cuidado.

Mas até então era so conversa. Nós dois trabalhamos em horários diferentes, então um dia ele foi me buscar (escondido) ai ficamos a primeira vez. Só um beijinhos.

E continuamos os papos. Mas fiquei sabendo que ele é evangélico. Não é frequentador assíduo, mas é. Me deu uma brochada. Pq ele já não bebe, e eu adoro tomar uma. Ai pensei: Se ele é evangélico, então capaz que nem meter ele não mete.

E as conversinhas no whats continuaram. Nesse intervalo, entre o começo das conversas e ontem eu fiquei com um cara que eu conheço a anos, ele tem namorada então foi uma trepada escondido. Quatro vezes. Kkkkk

Enfim, eu sou moderninha, nao ligo muito pra essas palhaçadas que a sociedade impõe. Por exemplo: Uma mulher ter vários parceiros ao mesmo tempo, ela ir na casa do cara pra dar uma metida, sexo sem compromisso...esse tipo de coisa. Mas como ele trabalha comigo, achei melhor dar uma segurada, pq não to afim de ficar na boca de quem não tem nada a ver com a minha vida e nem pagam minhas contas, como ja aconteceu antes. Mas como fiquei mais velha, comecei a pensar mais no que vou fazer. Sem falar que quando é escondido é mais gostoso.

Enfim...

Ele é meio devagar sabe. Não tem muita atitude, nao sei explicar muito bem, mas resolvi dar uma chance e ver no que da. Mas como eu disse, ele é meio devagar. Ah, não descrevi ele. É era forte e agora ta meio gordinho. Eu nunca fiquei com gordinho. Mas ele é bonito de rosto. E tem uma amiga minha que só pega gordinho e disse que dar pra alguém meio avantajado na região do abdômen, é gostosinho.

Ontem pensei: Vou fazer uma visitinha na casa dele, vamos ver se o gordinho tem pegada.

Mas fui com a ideia fixa que não ia deixar ele pegar na minha ppka e nem ele me comer.

Ele mora sozinho. Cheguei lá, sentamos no sofá e papo vai, papo vem ele me chama no quarto pra mostrar um vídeo no celular dele que tava carregando la. Ele deitou e eu so sentei na cama. Ele me chamou pra deitar com ele. Eu disse que não, e o papo continuou. Mas ai me lembrei do plano inicial que era saber se ele tinha pegada. Então tive que deitar. Deitei.

Aqui na minha cidade ta frio, mas fui de shortinho jeans não muito curto, no meio da coxa mais ou menos e uma blusa de manga comprida fininha. E ele so tava de short de pano molinho que eu não sei o nome do tecido.

Começamos a nos beijar. E foi um beijo suave, sem afobação, sem pressa. Gostoso. Ficamos um tempo assim. Fazia tempo que eu não beijava assim. Os caras com quem eu estava saindo, so queria saber de meter. Beijo quase nao tinha, enfiar a língua na minha boca nao queria, mas enfiar o pau na minha goela....toda hr. Geralmente gosto de uma metida forte, que me deixa dolorida por dias, mas sem apanhar. E de vez em quando eu sinto vontade de ser tocada com mais carinho. E o beijo dele tava assim, carinhoso.

Mas como a gente tava deitado, na cama, o beijo carinhoso começou a ficar mais quente. Mais rápido. Com mais vontade. E como eu adoro beijar na boca, minha buceta começou a dar sinal de que tava querendo rola.

Os amassos começaram a ficar mais fortes. Ele ele me apertava pela cintura levando meu corpo pra mais perto do dele e começou a enfiar a mão dentro do meu short pegando minha bunda. Parou de beijar minha boca e começou a beijar o pescoço. Entre um beijo e uma chupadinha de leve, ele suspirava e fazia meu corpo arrepiar inteirinho. E minha buceta cada vez mais molhada. Nisso ele foi colocando a mão na buceta por cima do short e começou a massagear o grelinho. Eu comecei a gemer baixinho no ouvido dele, deixando ele louco.

Eu tava com o cabelo amarrado num rabo de cavalo bem alto, ele pegou meu cabelo pelo rabo e beijava, chupava meu pescoço e eu gemendo cada vez mais alto.

Eu tava quase perdendo o controle, quando ele enfia a mão no short pela frente, nao deu nem tempo de tirar pq ele foi com o dedo dentro da bucetinha encharcada pra lubrificar o dedo e começou a apertar o grelinho. Eu tava prestes a gozar quando lembrei do meu plano, de so saber da pegada dele. E eu tava gostando, mas queria so dar um gostinho. O meu gostinho.

Juntei todas as minhas forças e tirei a mão dele da minha buceta.

E falei no ouvido dele:

- Faz isso não!

- O que?

- Desse jeito eu não vou aguentar.

- Então vamos continuar.

- Hj não. Tenho que ir embora.

Ele veio por cima de mim, entre minhas pernas, segurou minhas mãos pra cima, próximo da cabeceira da cama e fazia movimentos de bombada. E o cacete dele super duro dentro do short. Minha vontade era tirar pra fora e socar fundo. Tava tão gostoso aquele pau roçando na minha buceta. Mas fui forte, tirei ele de cima de mim. E virei de bruços, pq ele queria desabotoar o meu short.

Eu de bruços, ele veio por cima de novo e começou a bombar na minha bunda, ele colocou a mão por baixo e pegou nos meus peitos. E bombando.

Ah se não tivesse roupa nenhuma, aquele pau ia ta socando fundo na minha buceta. Adoro essa posição que a gente tava.

Enquanto ele forçava o pau na minha bunda, eu forçava minha bunda no pau dele.

Ele tirou a mão do meu peito e enfiou dentro do short mais uma vez e castigou meu grelinho. Eu gemia e apertava o travesseiro. Ele beijava meu pescoço e socava o dedo na buceta.

Eu não me segurei e gozei, mas não deixei ele perceber. Pq se ele percebesse, ele ia querer gozar tbm. E eu ainda tava com meu plano em mente. Me levantei, me recuperei em pé, com muita dificuldade pra ele não perceber e me arrumei, pq minha roupa tava toda amarrotada.

Fui toda fofinha, beijei ele com carinho, me despedi e fui embora.

No caminho pra minha casa, fiquei com um pouco de dó de deixar ele naquela situação, mas por um lado foi bom, deixei ele com gostinho de quero mais e mais doido ainda pra me comer. Tenho certeza que quando isso acontecer, ele vai me arrebentar, e eu gosto é disso.

Conclusão: O gordinho tem pegada! Vou dar pra ele com certeza.

Quando isso acontecer, e não vai demorar muito, conto pra vcs.







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.