"Os mais excitantes contos eróticos"

 

Meus professores e eu.


autor: RedLolita
publicado em: 17/12/16
categoria: hetero
leituras: 4782
ver notas


Faz um ano que tenho um relacionameno secreto com meu professor de Geografia, Rodrigo. Ele é casado e por sorte ele mora em outra cidade porque acredite, eu não gosto da esposa dele.

Estamos no final do ano, minha sala organizou uma viagem para Paraty, um professor ficou responsável pela excursão sendo ele, Rafael. Ele é nosso professor de história e não gosta de mim.

Ambos os dois são lindos, atléticos e bem arrumados mas prefiro Rodrigo apesar de tudo, Rafael já criou ódio de mim pelas brincadeiras que fiz com ele no passado e eu era cheia de responder ele em sala.

Na viagem tudo ocorreu bem, fui com as minhas amiga e nos divertimos bastante, combinei antes de sairmos que Alex deveria ficar em um quarto sozinho para que eu pudesse ficar com ele enquanto minhas amigas dormiam.

Quando chegamos já era noite, todos foram para seus quartos e os professores para o deles, quando desse 1 da manhã eu iria escondida para o quarto do Rodrigo. Deu o horário e sai em silêncio, usava uma regata rosa e shorts curto.

Bati na porta e logo ele abriu, me olhou safado e me deixou entrar, me sentei na sua cama e ele veio até mim segurado um copo de bebida e me deu:

- Não deveria beber mas quero que se aqueça.

- Sempre estou quente pra você.

- Boa menina - bebi tudo de uma vez só fazendo minha garganta arder.

Ele se aproximou, tirou a cueca que era a única coisa que usava e levou minha mão até seu membro me fazendo começar a masturbar ele, enquanto eu o tocava ele começava a tirar minha roupa, jogando minha regata longe e shorts também.

Sem roupas íntimas pois ele prefere assim logo me curvei e comecei chupar ele, primeiro de forma delicada, só sua glande, depois comecei a aprofundar minha boca e chegar a base de seu pau me sufocando mas o fazendo gemer.

Fiquei por um tempo ali, ele beijou minha cabeça e tirou rapidamente minha boca dele, me deitou e se ajeitou entre minhas pernas e sorriu malicioso quando me penetrou com força me fazendo gritar mas abafou com as mãos.

Ele se movimentava de forma rápida, latejando dentro de mim dizendo o quanto eu era boa nisso, como eu era apertada e deliciosa e como ele queria gozar dentro de mim, puxou meu corpo e colocou de quatro.

Me penetrou novamente, me segurei para não gemer de desejo, ele ia com força até que ouço alguém bater na porta, era Rafael, dizia que precisava perguntar sobre algo do passeio ao comércio e que era urgente, corri e me escondi no banheiro.

Rodrigo vestiu uma bermuda e atendeu a porta, Rafael entrou e os dois começaram a conversar, quando ouço ele questionar:

- De quem é essa blusa, Rodrigo?

- Oi? Ah essa blusa, minha esposa colocou em minha mala sem querer.

- Ah é mesmo? Que engraçado.

Eles terminaram a conversa e Rafael saiu, depois deste susto não haveria mais clima, pelo menos de minha parte, sai do banheiro peguei minhas roupas e vesti:

- Onde vai?

- Vou para o meu quarto, amanhã a gente se fala.

Sai do quarto sem que ele me impedisse, entrei no meu quarto e fui tomar um banho e deitei.

No dia seguinte, estávamos no centro da cidade, quando paro para ver uma barraca e sinto uma mão em minha cintura, sorri esperando que fose Rodrigo mas me assusto ao ver Rafael sorrindo sarcástico:

- Bela blusa - era a mesma que usava ontem.

- Obrigada.

- E como ele é? Te come bem?

- Melhor que você - rebato.

- Deveria medir sua atitude, posso muito bem contar a diretora e acabar com a vida de ambos.

- Não faria isso.

- Não vou fazer se você me deixar te comer essa noite - sua mão desce até minha bunda me dando um tapa - Mas eu quero que seja com o Rodrigo junto pra ele ver o que é te comer direito.

- Não!

- Mas você não quer um professor? Agora tem dois - disse no meu ouvido e saiu.

Passei o dia tensa, quando deu 1 da manhã coloquei uma saia e blusinha, sem roupas íntimas e segui para o quarto de Rodrigo que por sua vez quem atendeu foi Rafael, um sorriso malicioso estampado no rosto me fez querer desistir mas segui e entrei no quarto onde Rodrigo estava sentado na cama.

Ambos tiraram a roupa, fiz o mesmo logo em seguida, sou surpreendida quando Rafael me puxa para ele me colocando em seu colo me beijando, parecia algo além do sexo, era apaixonado como se necessitasse disso a tanto tempo.

Seu membro roçava em mim, era excitante, ele me leva até o Rodrigo que me coloca na cama sobre ele, me fazendo o chupar de quatro dando oportunidade de Rafael me chupar, sinto sua língua quente sobre minha intimidade me faz estremecer, brinca com meu clitóris me fazendo rebolar em sua boca, chupo Rodrigo o melhor que posso, vou fundo com seu pau até minha garganta, ele empurra seu quadril contra minha boca começando a socar mais fundo.

Depois de gozar na boca de Rafael, ele me penetra mas pede que Rodrigo faça o mesmo, aquilo vai acabar comigo, dois dentro de mim, com muito esforço Rodrigo se junta a Rafael em minha intimidade.

As lágrimas começaram a rolar em meu rosto, aquilo doía, escondo meu rosto no pescoço do Rodrigo e imploro baixinho que ele parasse mas ele pouco ligou, os dois iam fundo dentro de mim mas Rafael ia com mais força.

Depois de um tempo eu gozo novamente e me dou por vencida, mas Rafael não satisfeito decidiu explorar algo além, sinto sua língua quente em mim e logo seu pau me penetrar atrás, Rodrigo também insatisfeito continua a meter na minha intimidade.

Preenchida pelos dois, sinto dor e tesão me consumirem, gemia abafado, Rafael se aproximou do meu ouvido e disse:

- Quem disse que eu não te como direito?

Os dois iam mais rápido, posso dizer que comecei a gostar mais com um tempo, sinto os dois gozarem juntos, o líquido quente dos dois me invadiram, eles saiem de dentro de mim e deixo escorrer de dentro de mim.

Ficou deitada por um tempo e logo me levantei e fui ao banheiro me limpar, peguei minhas roupas e segui até Rodrigo lhe dei um beijo e sai, quando sinto Rafael me puxar pelo braço no corredor e me jogar contra a parede:

- Você não sabe o quanto eu queria tudo isso com você, eu sou louco por você - ele me beijou e desceu a mão até minha intimidade e me tocou - fica comigo essa noite, só eu e você.

- Tá, me leva para o seu quarto - digo gemendo, me pega no colo e me leva até seu quarto.

Mas isso eu não posso contar...







ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.