"Os mais excitantes contos eróticos"

 

perdi o cabaço pra diretora rabuda


autor: tvirus
publicado em: 01/01/17
categoria: coroas
leituras: 9559
ver notas


oi meu nome é pedro tenho 24. hoje vou contar a historia de como perdi a virgindade para diretora gostosa da minha escola.

bom, antes de começar vou deixar uma coisa clara, eu amo mulheres mais velhas, a maioria dos meus relacionamento são com milf.

bom essa historia é de quando eu tinha 15 anos era um NERD virgem, branquelo, magricelo, cabelo de capacete pra cobrir as espinhas, poucos amigos e nenhuma namorada.

eu tinha um top de mulheres que eu queria pegar e a numero 1, era Valeria, a diretora rabuda, ela era perfeita, não porque ela era linda mas sim porque ela carregava todos os meus fetiches até então, ela era negra, tinha seus 30 e poucos anos, bunda grande e usava roupa de secretaria. aquela saia que vai até o joelho contornado a bunda e as pernas e aquela camisa social branca ficava perfeita nela.

então tudo começou com uma dor de cabeça, a professora teve que me mandar para a diretoria, então eu fui a diretoria, e com a esperança de ver diretora gostosa, cheguei até a da uma risadinha, mas quando cheguei ela não estava só tinha a coordenadora Lívia, ela me mandou eu sentar e perguntou se eu queria algo, então eu disse que só precisava de um pouco de sal pois tinha pressão baixa e que o sal ia ajudar a melhorar a dor e perguntei onde ficava o banheiro, ela apontou onde era e foi buscar o sal, então eu me dirigi até o banheiro e ela até o refeitório.

chegando no banheiro, fui dar uma mijada, acabo olhando pro teto, e me deparo com a ponta de uma revista, subi no sanitário pra ver, quando olho era uma playboy da tiazinha, parecia até um pergaminho de tão empoeirada, mas naquela época, parecia até um sonho, nem pensei muito tranquei a porta e comecei a bater aquela bronha pra tiazinha, quando de repente a diretora abre aporta (a porta, tinha que dar 2 giros pra trancar) eu fique sem reação e ela ficou olhando fixamente pro meu pau que naquela época já tinha seus 18 cm e muito grosso, ela continuou ali parada olhando por uns 10 s, quando de repente chega a coordenadora, então a diretora fechou a porta super rápido e como já tava quase gozando, terminei o serviço e fiquei uns 5 minutos com vergonha de sair.

dado um tempo, a diretora bate na porta e fala

- abre a porta.

então eu abri, e ela entrou e trancou a nós dois (da forma certa), me deu o sal que a coordenadora trouxe e sentou no sanitário e falou

- ta esperando o quê.

eu completamente perplexo, não consegui falar nada, então ela falou

- vem cá.

eu fui e fiquei na frente dela e ela tirou meu pau pra fora e começou a chupar meu pau, que foi crescendo, e ela falou

- caralho, de perto é maior ainda, mas ainda ta encapado, vou dar um jeito nisso.

ela se levantou do vaso, me sentou no lugar dela, botou a bunda no meu colo e falou.

- puxa o zipe pra mim.

então eu fiquei loco, peguei naquela bundona, fiquei apertando e sarrando, até ela deu uma sentada forte e falou

- calma, tira a saia primeiro.

então eu tirei a saia dela e olhei aquela bundona preta só com um fio dental branco, então ela tiro o fio dental se debruçou sobre pia e falou.

- agora pode me chupar.

coloquei a boca na buceta dela, e comecei a lambê-la, e gosto era maravilhoso não queria tirar minha cara dali, ate que ela falou.

- não fica, só lambendo não, coloca a linguá dentro.

comecei a meter a linguá, com o tempo ela começo a se melar, ai ela falou.

- também, pode colocar seu pinto agora.

com meu já duro, comecei a colocar na buceta dela, só de ver o contraste entre o meu pau branquelo e a bunda dela preta já deu mais uma enrijecida na minha pica, enfiei até o talo ela só fez um aargh, a sensação mais gostosa que qualquer punheta, eu fiquei maravilhado com a bunda grande dela, que fiquei um tempo, apertando-a contra meu pau, ate que então dei mais uma estocada, e voltei a apertar a bunda dela contra meu pau, ate que comecei a meter, que eu acho que foi no máximo umas 7 estocadas fortes e rápidas, e dei um grito vou gozar ela me aperto e disse.

- ainda não.

dei mais uma estocada, e não aguentei e gozei, a sensação final deu só uma doidinha e sangro um pouquinho, mas quando tirei a pica vi pela primeira vez a cabeça do meu pau, e pensei caralho, agora eu sou um homem.

ela ficou extremamente frustrada, com o tempo que eu levei para gozar , mas eu fiquei nas nuvens.

depois dessa primeira vez inusitada e um pouco frustrada, eu virei o maior comedor de pepeca da sala, quiça até da escola e ainda durante os 3 anos letivo eu continuei fodendo a diretora pelo menos 1 vez ao mês.



ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.