"Os mais excitantes contos eróticos"

 

SEXO ... FAÇA O SEU PEDIDO...


autor: luah
publicado em: 05/01/17
categoria: hetero
leituras: 1656
ver notas


Um amigo meu faz entrega de SEXO, quando ele me confidenciou isso me arrepiei e fiquei molhadinha na hora, um homem atencioso e sempre simpático, tudo bem, aos meus olhos muito gostoso, agora trabalhando com sexo.


Rodrigo, é alto e têm ótima aparência, geração saúde, sempre malhando e bem disposto então sem hesitar, resolvi fazer um pedido:


Quero sexo !!!
Qual será seu pedido?


Ele levou a sério e me explicou que tem:
O SIMPLES: beijos, tocar o corpo e papai mamãe até gozar, podendo mudar uma só vez de posição.
O MÉDIO: tudo do simples, tendo sexo oral e mudando as posições.
O COMPLETO: que seria o médio mais sexo anal.


Achei muito estranha a maneira fria dele descrever e tive a idéia de pedir o completo pra testar ele, estava na cara que nem sabia o que estava fazendo e a única coisa que precisava era da grana que cada hora iria te proporcionar.


Quero o completo por três horas, pagarei em dinheiro antes de começarmos, você vai me encontrar num quarto de motel pra ir treinando, será amanhã, assim que sair de casa te mando a mensagem e você vai se preparando, será no Motel Glória que fica mais perto pra você.
Tudo bem , amanhã estarei ao seu dispor, espero que isso não atrapalhe nossa amizade Luah.
Será um encontro de negócios picantes e passará a ser nosso segredo.


Passei a noite a imaginar meu encontro, separei um vestido e as peças íntimas vermelhas, pensei em desistir mas lembrei da barra que ele tem passado procurando emprego, poderia ajudar e ainda gozar , olha que troca perfeita para se fazer para um amigo, que tamanho deveria ter aquele pênis dele, fiquei a me perguntar, depois relaxei pois já sai com um negão avantajado e dei conta rebolando no pau dele, lembro bem daquela rola preta, pena que nem todo negão é do mesmo jeito, sai com outro, 1,90m, me levou para a praia, eu pensei que ia voltar arrombada e nem rolou nada, me decepcionei quando vi seu brinquedinho de criança , aproveitei que meu telefone recebeu uma msg e foi a deixa pra ralar pra casa pra mim se for pra começar vai ter que arregaçar, não havia amor pra manter a vontade.


A noite passou e acordei já molhada sabendo que ia viver momentos novos com todo aquele clima de mistério, adoro, me excita o desconhecido, desvendar um.novo corpo sempre é desafiador.


No final do dia enviei a mensagem para Rodrigo avisando para ele se preparar que eu estava saindo de casa, daria tempo dele se arrumar até eu avisar o número do quarto, ele já estaria próximo ao local.


Eu cheguei e pedi um apartamento especial, aquele que tem uns detalhes diferentes, um som melhor, um cavalete porém ainda continua com uma cama, frigobar, televisão mediana com o pornô já ligado e chuveiro comum. Avisei que estava aguardando no quarto 6 com a porta aberta, liguei o rádio, desliguei a putaria da TV, todos sabem que prefiro fazer do que ver apesar que se for pra ver um pênis entrando na minha vagina acho que mudo de idéia porque amo minha vagina, acho deliciosa, não que não tenham outras maravilhosas, lembro de uma agora que uma amiga muito especial me mandou que me deixa molhadinha demais, até a foto do cuzinho dela arrombadinho, delicioso assim de tirar o fôlego, caramba já ia me perdendo no relato do Rodrigo.


Foi engraçado quando ele chegou e eu fui logo perguntando:


Você perguntou na portaria se eu estava sozinha ou acompanhada ?
Quando ele com a cara meio tímida disse que não, eu fiquei brava e briguei com ele, como poderia se arriscar, tem que perguntar sempre na portaria para não ter problemas, ele se justificou dizendo que o encontro era comigo e riu muito, quase quebrando o clima.


Rodrigo, eu pedi completo, então vamos começar? Vou ensinar pra você tudo que terás que fazer nos seus próximos encontros.


Quando chegar me olhe nos olhos e me faça sentir desejo por você pelo olhar e desse jeito me faça sentir que estou nua com seu sorriso e sem me tocar, fale elogios salientes me fazendo ter confiança em você .


Ele me olhou e sorriu e veio ao meu encontro, olhou meu corpo todo, me puxou pela cintura, encostando todo seu corpo no meu e me beijou a boca mordendo meus lábios com desejo e enfiou sua língua dentro numa ronda de uma procura pelo meu libido enquanto suas mãos passeavam pelo meu corpo de cima a baixo por cima do vestido. Com a mão firme pegou meu cabelo pela nuca com força e foi no meu ouvido e disse sussurrando:


Sempre fui doido para acabar com você na cama, me mostra do que é capaz Luah.


Tirou meu vestido passando as mãos nas minha pernas subindo até retirar pelos braços por cima, colocou numa poltrona e depois abriu meu sutiã com cuidado enquanto me.beijava a boca e falava besteiras docente no meu ouvido, como vai ser delicioso te comer todinha, você é muito gostosa entre outras coisas, tirou a calcinha e me jogando na cama mandou que ficasse quietinja e observasse.


Ele tirou as peças da roupa dele rebolando e dançando a um som eletrônico do seu celular, parecia que estava numa despedida de solteira, aquelas de clube das mulheres, sozinha e maravilhada eu fiquei, com ele só de cueca box vermelha, me dando aquela visão louca que quando fecho os olhos ainda hoje eu lembro.


Nesse momento os homens devem estar pensando que ele era gay, confesso que também pensei, foi ai que aconteceu o inesperado.


Você é gay, Rodrigo ?


Perguntei com ar sério, gente ele se transformou ao se jogar na cama abrindo as minhas pernas com força e metendo a boca na minha buceta, direto chupando sem dó, fiquei assustada e muito excitada, ele chupava freneticamente enfiando a língua lá dentro e girava em círculos, segurou minhas coxas com força e eu só via a cabeça dele entre aa minhas pernas e tentava sair dali, era a tortura mais prazerosa até as outras coisas que ele fez, quanto mais eu me contorcia mais ele chupava, um filha da puta escondendo o jogo.


Aquelas chupadas e lambidas que iam do clítoris até o meu cuzinho iam sendo dadas com penetradas dos dedos dele que abriram meus lábios da vagina e rodavam até que ele no canal achou meu ponto G e me.torturou muito, eu gemia, gritava , tentava sair e ele me travava, forte e determinado ele só parou quando sentiu escorrer em sua mão meu néctar e chupou trazendo até a minha boca num beijo de cumplicidade e de satisfação, minhas pernas moles se esticaram e caíram na cama e como uma fêmea satisfeita me estiquei e espreguicei gostoso com cara de criança satisfeita.


Ele mostrou que não era gay e a minha provocação tinha mexido com ele.


Descendo até a minha buceta, ele a limpou com sua boca, cheio de maldades a fazendo lubrificar novamente e tirou sua cueca melada, estava se controlando satisfazendo a cliente, me assustei com o tamanho daquele pênis, não pelo comprimento que era grande, mas pela tora que tinha um diâmetro enorme que ele mandou eu mamar e assim eu o fiz.


Porra adoro mamar uma pica gostosa, se me excitar mamo até uma buceta suculenta, fui engolindo e segurando a pica com carinho e depois acelerando a tocada de punheta e as chupadas de cima a baixo sem parar e quando senti que ele estava se entregando ao prazer, passei a língua na cabeça do seu pau e aumentei a velocidade das tocadas, apertando mais e mais a pica dele, mas ele percebendo a minha maldade, pegou com força meu corpo jogando na cama e penetrou bem.devagar seu caralho na minha buceta, abrindo com força as minha pernas e gemendo de prazer enquanto eu gritava com a tora arrebentando as pregas da minha buceta e dilatando meu hímen com cautela, devagar entrando e saindo e do nada parando com.ele dentro e me olhando rindo, e aí dava uma socada funda daquelas que parecem que vai sair pela boca a sua pica, ele acelerou jogou seu corpo sobre o meu e mamou meus peitos, um até mordeu enquanto socava a pica na buceta, fico molhadinha só de lembrar.


Beijou minha boca e socou forte e eu gemia e me segurava na cabeceira da cama pois ele era forte e parecia que ia explodir a qualquer momento, foi quando eu gozei, minha as pernas tremeram e ele deixou meu corpo cair depois de ver meus olhos rodarem e clímax e minha respiração ficar ofegante e meu coração quase sair pela boca.


Me arrumou deitada na cama e foi ao frigobar e me trouxe água, mandou eu beber, sentado na cama de pica rígida, continuou tocando com aquelas veias pulsando e ele se controlando.


Quando percebeu que meus sentidos tinham voltados e a minha mão já estava me tocando a buceta vendo ele se tocar, ele juntou minhas pernas e levantou meus pés na altura do seu rosto e os separou colocando cada tornozelo meu em um ombro e começou a pincelar aquele pênis maravilhoso na minha buceta e ia espalhando pelo meu cuzinho, deixando todo molhadinho novamente e enfiou na buceta, eu gritei pois nessa posição o pênis aumenta o seu poder de profundidade e bate no colo do útero e dá uma sensação louca, não me contive e gemia, gritava e ele nem ligava fazendo seu serviço.


Quando o prazer tomou conta da gente, ele mandou que eu ficasse de quatro e abriu minha bunda e beijou e chupou meu cuzinho e entrou devagarinho, dizendo que ia ser só a cabecinha, até enfiar o talo todo e aumentar a velocidade e me fuder gostoso enquanto enfiava um dedo na buceta e batia na bunda com força e me xingava muito.


Aproveitando o momento eu perguntei novamente no meio dos gemidos se ele era bissexual, gilete, nem.me.importava a resposta a não ser pelo resultado naquele momento que pegou meu cabelo com força w me fez de sua cachorra, cadela, piranha, puta e arrombou meu cuzinho deixando ardido e me gozou toda sem piedade ainda me perguntando se eu ainda tinha alguma dúvida.


Deixei meu corpo cair novamente na cama e ele me vendo em recomposição de respiração, me deu água e me levou para um banho, a água caia e ele me ensaboava e me banhava, sentia as pernas bambas, a buceta ardendo e o cuzinho latejando daquele jeito maravilhoso que realiza qualquer ninfomaníaca.


Depois na cama ele veio avisar que aa três horas já tinham passado e eu como combinado, já tinha efetuado o pagamento quando ele chegou.


Agora seria a hora de irmos embora Luah.


Eu olhei pra ele com cara de satisfação e disse que o período da cliente tinha terminado e agora os amigos teriam que aproveitar o restante da noite pois o quarto estava pago para as 12 horas sorrindo.






ver comentários

Aviso:

Todos os comentários aqui exibidos são de inteira responsabilidade do comentarista. O site Clímax Contos Eróticos deixa claro nas suas normas que manifestações de pedofilia, racismo ou de qualquer outro teor ilícito serão banidas, assim como seus autores. Publicações ou comentários ofensivos aos demais membros poderão ser removidos.

Faça um comentário:



Sua nota para este texto:

Quero receber email sobre novos comentários.